HomeDiagramsDatabaseMapsForum About
     

Go Back   SkyscraperPage Forum > Regional Sections > América Latina > Brasil > Regiões Metropolitanas Mundiais


Reply

 
Thread Tools Display Modes
     
     
  #61  
Old Posted Nov 18, 2011, 4:40 PM
M.K. M.K. is offline
BANNED
 
Join Date: Jan 2007
Location: §¡კ₪@דч®ɛ€...۩™ -> աաա
Posts: 3,934
A torre de concreto caiado de caráter forte do 'escultor de arquitetura' é bem interessante pela forma de uma flor Copo de leite segurando 2 pratos ou como diz do Cerrado em resemblância da natureza estilizada na forma geométrica humana, porém o chapeuzinho vermelho e branco a la Papai Noel no topo é lastimável, torre sobre torre. Vai ver porque a inauguracao é perto do Natal, quiseram dar um toque definitivo da data da inauguracao.
Reply With Quote
     
     
  #62  
Old Posted Nov 19, 2011, 12:59 PM
ccv ccv is offline
Registered User
 
Join Date: Oct 2011
Posts: 251
CENTRO ADMINISTRATIVO
População ansiosa



As atividades na Rodoviária de Taguatinga já estão sendo transferidas para dar início à nova obra.
Moradores temem problemas no trânsito com a nova construção.
_ Da Redação
redacao@ jornaldebra silia. com. br
Aconstrução do novo Centro Administrativo do Governo do Distrito Federal em Taguatinga preocupa moradores e trabalhadores da região. Um dos temores é com o trânsito que deverá ficar mais intenso. Além disso, os mais antigos já sentem saudade da antiga Rodoviária, desativada para dar lugar à nova estrutura. Quem mora na região diz até aprovar a ideia, mas confessa estar ansioso. “A vinda do governo para cá traz benefícios, e isso ninguém pode negar, mas será que estão pensando na infraestrutura? O trânsito vai piorar muito”, observa o comerciante Pedro Antônio. Para aqueles que trabalhavam na Rodoviária a preocupação é outra. “A gente sente, porque tem muitos anos que trabalha aqui, mas acredito que com a nova, podemos melhorar as vendas”, opina o comerciante Natan Borges. Ele avalia, ainda, que o Centro Administrativo trará mais segurança para a região. A localização da nova Rodoviária, que recebe diariamente cerca de 50 ônibus interestaduais e 200 coletivos urbanos, deve ser nas proximidades do Estádio Serejão. O problema é que a estrutura será provisória e não há previsão para a construção da instalação definitiva. De acordo com o administrador de Taguatinga, Carlos Alberto Jales, as obras do Centro Administrativo podem começar no final deste mês. Com a construção, o GDF pretende reduzir gastos com aluguel e facilitar o trabalho da administração pública. Tapumes já estão sendo colocados em volta da Rodoviária de Taguatinga e os trabalhadores, aos poucos, começam a ser remanejados. O projeto prevê a construção do novo Centro Administrativo do GDF em uma área de 198 mil metros quadrados, próxima à estação 22 do metrô, ao lado do Estádio Serejão, próximo aos acessos a Ceilândia e Samamabia. “O governo deve estar perto do povo. Aqui, todos poderão ver de perto a nossa realidade. É muito mais justo”, afirma a operadora de fotocopiadora Fernanda Barbosa de Oliveira.
A decisão do GDF de construir a nova sede naquele local foi determinada para desafogar o centro de Brasília. Além disso, integra parte da linha verde e 60% dos servidores do governo reside naquela cidade, em Ceilândia e em Samambaia.

PARCERIA
As obras serão realizadas por meio de uma Parceria Público Privada (PPP) onde a iniciativa privada arca com o custo da obra, que deve ser concluída em dois anos, após seu início. O consórcio responsável pelo novo Centro Administrativo é o Centrad, formado pela Via Engenharia e a Odebrecht. Deverão ser investidos R$ 480 milhões para construir 15 prédios. As empresas ainda serão responsáveis por toda a manutenção e operação dos edifícios. A expectativa do governo é que cerca de R$ 12,7 milhões sejam economizados com aluguel. No primeiro ano – prazo de entrega de sete prédios – o GDF vai pagar R$ 4,4 milhões mensais. Doze meses depois, quando o complexo estiver concluído, o valor passa para R$ 14 milhões, a serem pagos durante 20 anos. No fim deste prazo o prédio será do governo. Segundo o administrador de Taguatinga, a população só tem a ganhar. “O governo estará mais próximo da população, o trânsito para o Plano Piloto irá desafogar, além de aumentar o número de empregos” afirma Jales. Ele informa que a rodoviária definitiva deverá ser construída nas proximidades. Atualmente, das 33 secretarias, 17 acumulam despesas mensais de R$ 11,8 milhões com locação. O novo complexo abrigará 15 mil servidores locais. O Palácio do Buriti continuará sendo a sede do Poder Executivo do DF e o prédio será usado em solenidades oficiais e cerimônias.

ENQUETE
Qual a sua opinião quanto à transferência do Centro
Administrativo do GDF para Taguatinga?

“Acho que estaremos mais perto dos governantes. Eles poderão ver nossa realidade e nos ajudar mais”,
José Benedito Santana,
aposentado, 73 anos, mora no
Recanto das Emas.

“Vai ser ótimo. Às vezes temos de ir ao Plano Piloto para resolver alguma coisa com o governo. Aqui em Taguatinga fica muito mais fácil”
Maria das Dores da Silva,
42 anos, acompanhante de
idosos, mora em Ceilândia.

“Vai desafogar o trânsito para o Plano Piloto e, para quem é taxista, como eu, os negócios vão melhorar e muito”
André Araújo Bezerra, 32
anos, taxista, morador da QNL

FONTE: http://www.jornaldebrasilia.com.br/e...nal/pdf/12.pdf
Reply With Quote
     
     
  #63  
Old Posted Nov 22, 2011, 12:33 PM
MAMUTE's Avatar
MAMUTE MAMUTE is online now
...
 
Join Date: Nov 2010
Location: Brasília
Posts: 13,847
GDF enviará à CLDF projeto que regulariza muros e guaritas de condomínios




O Villages Alvorada (E), no Lago Sul, é alvo de uma ação judicial que pede a remoção das cercas. No Jardim Europa II, no Grande Colorado, nem o aparato de segurança impediu assaltos



Os muros, as cercas e as guaritas são o grande diferencial dos 460 condomínios horizontais fechados do Distrito Federal. Quem vive nesses parcelamentos não abre mão da segurança. Mas todos os loteamentos cercados estão irregulares e sujeitos a derrubadas. Como não existe lei que autorize o fechamento de condomínios, os riscos de operações e ações judiciais são grandes. Após mais de duas décadas de reivindicações da comunidade, o governo vai mandar à Câmara Legislativa um projeto de lei para autorizar a permanência de muros e guaritas nos loteamentos em processo de regularização. A minuta da proposta já está pronta e deve ser encaminhada para análise dos deputados distritais até o início de dezembro.

Nos últimos anos, todos os governos fizeram vista grossa para o problema. Os fiscais do GDF não realizam operações para derrubar cancelas ou cercas, mas também não houve empenho para elaborar uma legislação específica regulamentando o cercamento de condomínios. Se o governo ignorou o problema, nos últimos anos o Ministério Público do Distrito Federal entrou com diversas ações civis públicas na Justiça para pedir a derrubada de muros. Com uma enxurrada de recursos, os condomínios conseguiram impedir a retirada do cercamento. Mas o fantasma das demolições ronda constantemente a comunidade dos parcelamentos fechados.

O projeto de lei que vai legalizar os muros e guaritas foi elaborado pelos técnicos da Secretaria de Regularização, Desenvolvimento Urbano e Habitação. A minuta já foi enviada ao governador Agnelo Queiroz. A nova legislação vai beneficiar os condomínios em fase de regularização ou já legalizados. As guaritas e cancelas poderão ficar em lotes que serão classificados como de uso coletivo.

Pela proposta, o governo fará uma concessão de uso das áreas internas para os moradores. Assim, eles continuarão responsáveis pela manutenção desses espaços. Se as terras forem públicas, poderá haver cobrança de taxas pela utilização da área. “Sempre afirmamos que a nossa posição era em defesa dos muros. Agora, vamos mandar à Câmara a lei que vai autorizar o cercamento. Nossa ideia é usar a lógica da regularização por bairros, vamos olhar o conjunto dos condomínios para definir onde serão instalados os equipamentos públicos. As áreas públicas continuarão públicas, mas os moradores vão receber a concessão dos espaços internos dos parcelamentos”, explica o secretário de Desenvolvimento Urbano, Geraldo Magela.

Justiça
O Villages Alvorada, no Lago Sul, é um dos condomínios que serão beneficiados pela aprovação da lei. Em 2005, o MPDFT entrou com uma ação específica contra o parcelamento e pediu a derrubada da guarita e de todas as cercas. Em agosto deste ano, a Justiça determinou que a administração do parcelamento retirasse todo aparato de segurança que impedisse a livre circulação de pessoas. Pela decisão, o condomínio receberia multa de R$ 20 mil em caso de descumprimento. Mas a comunidade recorreu à segunda instância e o caso está em análise na 5ª Turma Cível do Tribunal de Justiça.

A síndica do Villages Alvorada, Carmen Albuquerque, afirma que os moradores da região vão pressionar o governo e os deputados distritais para que a legislação seja aprovada. “Só teremos tranquilidade quando essa lei sair do papel. Vivemos com a insegurança de que um fiscal vai chegar para derrubar nossa guarita. As cercas e os muros são a nossa segurança diante dessa criminalidade que não para de crescer”, diz Carmen.

No condomínio Jardim Europa II, no Grande Colorado, já houve casos de assaltos, mesmo com o sistema de segurança, que inclui vigilantes e um rígido controle de acesso. O síndico do parcelamento, Carlos Henrique Cardoso, conta que nenhum morador aceitaria a retirada do aparato de segurança. “Hoje, o nosso patrimônio e a nossa vida dependem dos muros e guaritas. Se o cercamento fosse retirado, a região certamente seria muito mais perigosa. A Polícia Militar jamais seria capaz de garantir a nossa segurança. Até mesmo com os muros há casos frequentes de roubos e furtos”, explica Carlos Henrique.

A expectativa do governo é que a lei seja aprovada ainda este ano. Como o recesso parlamentar começa em 15 de dezembro, os moradores não estão otimistas de que o texto será analisado em 2011. A reportagem tentou contato com representantes do Ministério Público do DF, mas os promotores que acompanham a regularização de condomínios informaram que só poderão comentar o texto depois que o projeto de lei for protocolado na Câmara Legislativa.

O MP nunca foi contra a criação de uma lei para permitir o cercamento de parcelamentos, mas os promotores defendem que os muros não podem atrapalhar o traçado de vias e a instalação de equipamentos públicos, nem podem interferir em corredores ecológicos. Em casos assim, as cercas e guaritas terão que ser retiradas.

Legalidade
Somente o Executivo pode propor a criação de uma lei que trate sobre o fechamento de condomínios. No passado, deputados distritais fizeram projetos semelhantes, mas todas as leis foram consideradas inconstitucionais por vício de iniciativa. Em outubro de 2009, lideranças comunitárias organizaram um abaixo-assinado para pressionar o GDF e alertar o governo sobre a importância da legislação. Mas, desde então, não houve avanços.













http://www.correiobraziliense.com.br...dominios.shtml
Reply With Quote
     
     
  #64  
Old Posted Nov 22, 2011, 3:01 PM
Jota's Avatar
Jota Jota is offline
Registered User
 
Join Date: Sep 2011
Posts: 3,488
e mais uma vez vamos premiar quem fez errado.....
Reply With Quote
     
     
  #65  
Old Posted Nov 22, 2011, 7:17 PM
emblazius emblazius is offline
Flamenguista
 
Join Date: May 2011
Location: Brasília
Posts: 576


Quem dera se o Executivo fizesse seu papel de planejamento urbano. Décadas de omissão geraram consequencias graves, como a da matéria.

O GDF foi omisso tanto com os condomínios de luxo, quanto com os de baixa renda ou cidades regularizadas como Itapuã, Telebrasília, Varjão, Estrutural e etc.

Governo omisso, cooptado pela cartel/monopólio em todos os setores econômicos do DF geraram graves problemas para a cidade.

Postos de combustíveis, planejamento urbano, transporte público, segurança pública e etc.

Me recordo da época em que fui corretor o esforço feito pelas construtoras do DF para expulsar a Construtora Lider (MG) do mercado de Brasília. Seus prédios são lindos até hoje na asa norte e sul.
__________________
Podemos escolher o que semear, mas somos obrigados a colher aquilo que plantamos
Reply With Quote
     
     
  #66  
Old Posted Nov 23, 2011, 11:01 AM
MAMUTE's Avatar
MAMUTE MAMUTE is online now
...
 
Join Date: Nov 2010
Location: Brasília
Posts: 13,847
Iphan pensa em tombar área da Torre Digital para conter a ação de grileiros


Região é valorizada por causa da localização



A Torre de TV Digital fica em Sobradinho e nas proximidades de grandes parcelamentos, como o Império dos Nobres e o Condomínio RK


O mais novo ponto turístico do Distrito Federal está em uma região valorizada, alvo frequente de tentativas de grilagem. A Torre de TV Digital, prevista para ser inaugurada em 15 de dezembro, foi construída ao lado de extensos espaços vazios, com localização cobiçada e vista nobre. Do alto do monumento e mesmo a partir dos terrenos próximos, é possível enxergar o Lago Paranoá e o Plano Piloto. Preocupado com a possibilidade de invasões, que poderiam desvirtuar os arredores, o Instituto de Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan) quer fazer uma legislação para incluir o monumento e as áreas vizinhas no rol de bens tombados do Distrito Federal.

A Torre de TV Digital fica em Sobradinho, bem próxima ao Balão do Colorado (veja arte). A região é alvo de invasões há pelo menos duas décadas, quando surgiram os primeiros condomínios irregulares. Vizinho ao monumento, estão alguns grandes parcelamentos, como o Império dos Nobres e o Condomínio RK. Também há áreas vazias, onde grileiros tentam há vários anos construir loteamentos, mas a fiscalização do governo conseguiu frear a ação dos invasores.

O superintendente do Iphan, Alfredo Gastal, explica que está em contato com representantes do GDF para debater o tombamento da Torre de TV Digital e de seus arredores. O órgão tem o poder de criar uma legislação para tombar o monumento, projetado pelo arquiteto Oscar Niemeyer. Mas, para incluir na área preservada terras em volta do edifício, o Iphan precisa do apoio do governo local. “A torre é uma obra do Oscar, com arquitetura única. Seria um absurdo permitir que a área em volta dela se tornasse uma invasão ou uma feira livre cheia de barracas”, comenta.

Para Gastal, o ideal seria manter uma área vazia, com tamanho entre um e três hectares ao redor da Torre de TV Digital. “Poderia haver cafés, pequenos restaurantes e amplos jardins, com espaço para piqueniques. O nosso objetivo é fazer com que se torne uma grande área de turismo e lazer e que represente um atrativo para os moradores de Brasília. Não precisamos de mais um local de especulação imobiliária”, avalia o superintendente do Iphan.

Loteamentos
O projeto do Iphan depende de autorização do GDF. Não há lotes particulares próximo à torre, apenas terras públicas, a maioria de propriedade da Terracap. A Torre de TV Digital está dentro do loteamento Taquari 1, Trecho 2. Além do terreno onde foi construído o monumento, há mais de mil lotes públicos registrados em cartório. Esses imóveis poderão ser vendidos no futuro, em licitações públicas organizadas pela companhia.

Para vender esses terrenos, falta o aval do Instituto Brasília Ambiental. O projeto de loteamento da área tem mais de oito anos, e o Ibram exigiu que as plantas de drenagem pluvial fossem refeitas. Com as pendências ambientais solucionadas, a Terracap poderá vender os lotes. Mas o GDF poderá fazer um novo estudo sobre a destinação dos terrenos, para decidir se serão licitados ou mantidos vazios.

A menos de três quilômetros da Torre de TV Digital também está um extenso espaço de terras públicas, onde grileiros rondam em busca de oportunidades. As terras ficam entre Sobradinho e o Lago Norte, e empreendedores tentaram construir no local o que seria o Condomínio Tomahawk. Pelo menos 2 mil lotes foram vendidos ilegalmente. Por isso, a Terracap construiu uma guarita no local e mantém vigilância 24 horas. Ainda assim, é comum encontrar piquetes com a logomarca da empresa caídos, além de cercas arrancadas. No local, a companhia fará o Setor Taquari 2, onde haverá 1,3 mil lotes.

Enquete: Você é a favor do tombamento da área ao redor da Torre Digital?

Aposta em turismo

Para evitar a pressão imobiliária na região da Torre Digital, o governo aposta na valorização do turismo. Além da arquitetura diferenciada e da vista panorâmica do monumento, haverá espaços de convivência, como cafés, no alto do edifício. Mas ainda há dificuldades a serem vencidas, como os problemas de acesso. Há poucas opções de ônibus regulares que passam pelo local, e o GDF estima que só seis meses depois da inauguração haverá movimentação de turistas.

O secretário adjunto de Turismo, Geraldo Bentes, conta que o fato de a torre ter sido projetada pelo arquiteto Oscar Niemeyer também representa um atrativo para os visitantes. “Mas é preciso observar uma série de coisas, como a quantidade de vagas para estacionamento e o acesso. Já estamos em contato com agências de viagens e empresas de receptivo para que elas incluam a Torre Digital em seus roteiros. Mas isso deve levar pelo menos cerca de seis meses para se consolidar”, explica.

A inauguração da Torre Digital, marcada para o dia do aniversário de Oscar Niemeyer, foi adiada três vezes. A primeira previsão de abertura era para o aniversário de Brasília do ano passado. Mas, 20 meses depois, ainda há operários trabalhando no local. Ontem, os funcionários colocavam os pisos internos.

Obras
A diretora de Edificações da Companhia Urbanizadora da Nova Capital (Novacap), Maruska Holanda, explica que ainda falta a conclusão dos banheiros, da rampa de acesso e do espelho d’água, além da urbanização próxima à torre. Ela conta que o atraso ocorreu por conta de problemas administrativos. “O contrato teve que ser analisado pela Procuradoria do DF e pelo Tribunal de Contas. Tudo isso atrasa porque é preciso aguardar os pareceres”, afirma Maruska. As obras na parte externa, que incluem a construção dos estacionamentos, não serão concluídas antes do dia 15.

A Torre Digital já custou R$ 68 milhões aos cofres públicos, mas ainda será preciso gastar mais R$ 6,5 milhões para o término dos trabalhos e para fazer a urbanização das áreas de acesso. O monumento, também conhecido como Flor do Cerrado, consumiu 12 mil metros cúbicos de concreto, além de mil toneladas de ferro.






http://www.correiobraziliense.com.br...rileiros.shtml
Reply With Quote
     
     
  #67  
Old Posted Nov 23, 2011, 7:39 PM
emblazius emblazius is offline
Flamenguista
 
Join Date: May 2011
Location: Brasília
Posts: 576
Pessoal. Confirmado. O terreno que eu falei perto do Iate Clube é mesmo da ONU. Tirei novas fotos hoje (frontais) e irei upar de casa.
__________________
Podemos escolher o que semear, mas somos obrigados a colher aquilo que plantamos
Reply With Quote
     
     
  #68  
Old Posted Nov 23, 2011, 8:31 PM
Maths2's Avatar
Maths2 Maths2 is offline
Registered User
 
Join Date: Jul 2011
Location: Brasília
Posts: 188
Galera postei novas fotos de Taguá no SCC e logo estarei criando um thread igual ao existente lá aqui no SCP...Em breve o thread "Taguatinga-DF"...Isso é se ninguém for mais rápido que eu...kkkkk...Até a próxima semana eu faço...
Reply With Quote
     
     
  #69  
Old Posted Nov 24, 2011, 12:26 PM
pesquisadorbrazil's Avatar
pesquisadorbrazil pesquisadorbrazil is online now
LLAP
 
Join Date: May 2011
Location: Brasília DF
Posts: 25,884
O IPHAN não tem muito o que fazer, pois se o GDF não ter o aval, o IPHAN não vai poder tombar nada. E aí, o IPHAN vai ficar numa saia justa, e o GDF poderá dar o troco na questão da quadra 901. Pois eles poderão alegar, o que um hotel de 36 metros vai agredir urbanisticamente uma torre de 183 metros de altura, e pior, ainda mais se descobrirem que na região não for terras do GDF, aí dançou IPHAN.
Reply With Quote
     
     
  #70  
Old Posted Nov 24, 2011, 4:33 PM
Jota's Avatar
Jota Jota is offline
Registered User
 
Join Date: Sep 2011
Posts: 3,488
Quote:
Originally Posted by pesquisadorbrazil View Post
O IPHAN não tem muito o que fazer, pois se o GDF não ter o aval, o IPHAN não vai poder tombar nada. E aí, o IPHAN vai ficar numa saia justa, e o GDF poderá dar o troco na questão da quadra 901. Pois eles poderão alegar, o que um hotel de 36 metros vai agredir urbanisticamente uma torre de 183 metros de altura, e pior, ainda mais se descobrirem que na região não for terras do GDF, aí dançou IPHAN.
Tbm to achando que o IPHAN ta metendo o bedelho onde não é da sua conta, não cabe ao IPHAN fazer planejamento urbano, muito menos ficar tombando coisas feias como essa torre

Mas a questão da altura não tem nada haver Pesquisa, o problema é contrariar o gabarito especificado quando a cidade foi tombada. Vc esta comparando abacaxi com laranja.
Reply With Quote
     
     
  #71  
Old Posted Nov 25, 2011, 12:43 PM
pesquisadorbrazil's Avatar
pesquisadorbrazil pesquisadorbrazil is online now
LLAP
 
Join Date: May 2011
Location: Brasília DF
Posts: 25,884
Quote:
Originally Posted by Jota Ferro View Post
Tbm to achando que o IPHAN ta metendo o bedelho onde não é da sua conta, não cabe ao IPHAN fazer planejamento urbano, muito menos ficar tombando coisas feias como essa torre

Mas a questão da altura não tem nada haver Pesquisa, o problema é contrariar o gabarito especificado quando a cidade foi tombada. Vc esta comparando abacaxi com laranja.
De forma alguma, teve um jornal que fez uma montagem das possiveis construções perto da Torre. Até aonde eu sei, se for para tombar apenas a torre, uma área num raio de 35 metros ao redor da torre não poderá ser edificado.

O problema está aí, pois se os terrenos não forem do GDF e claro, se não for do interesse do GDF, o tombamento da torre não vai sair.
Reply With Quote
     
     
  #72  
Old Posted Nov 26, 2011, 12:58 AM
MAMUTE's Avatar
MAMUTE MAMUTE is online now
...
 
Join Date: Nov 2010
Location: Brasília
Posts: 13,847
Olhem bem essa desgraça dos infernos, que irão construir lá no gama, recomendo usar óculos de sol pra ver, pois é de queimar os olhos






Nem quero saber quantas unidades terá essa monstruosidade...
Reply With Quote
     
     
  #73  
Old Posted Nov 26, 2011, 6:46 PM
Jota's Avatar
Jota Jota is offline
Registered User
 
Join Date: Sep 2011
Posts: 3,488
gzuismariajusé!!! hahahaha Caraca que trem feio!
Reply With Quote
     
     
  #74  
Old Posted Nov 26, 2011, 7:03 PM
Maths2's Avatar
Maths2 Maths2 is offline
Registered User
 
Join Date: Jul 2011
Location: Brasília
Posts: 188
Pra sarar nossos olhos depois dessa desgraça no Gama...Tava fuçando no facebook, encontrei esse cara aqui
http://www.facebook.com/lipecampello
Q fotos de Brasília são essas?Uma mais incrível e linda que a outra,confere galera...se esse cara fizesse um thread aqui seria super sucesso...
Reply With Quote
     
     
  #75  
Old Posted Nov 26, 2011, 7:39 PM
MAMUTE's Avatar
MAMUTE MAMUTE is online now
...
 
Join Date: Nov 2010
Location: Brasília
Posts: 13,847
Realmente as fotos desse cara são dignas de exposição
Valeu maths2 por nos mostrar
Reply With Quote
     
     
  #76  
Old Posted Nov 30, 2011, 2:29 AM
MAMUTE's Avatar
MAMUTE MAMUTE is online now
...
 
Join Date: Nov 2010
Location: Brasília
Posts: 13,847
Alguem aí está sabendo desse lançamento em valparaiso do lado do MC donalds e em frente ao shopping sul...

Reply With Quote
     
     
  #77  
Old Posted Dec 1, 2011, 1:03 PM
pesquisadorbrazil's Avatar
pesquisadorbrazil pesquisadorbrazil is online now
LLAP
 
Join Date: May 2011
Location: Brasília DF
Posts: 25,884
Quote:
Originally Posted by MAMUTE View Post
Alguem aí está sabendo desse lançamento em valparaiso do lado do MC donalds e em frente ao shopping sul...

Eu estava sabendo disso, é da JC Gontijo, quer fazer um open mall no estilo Florida Mall...
Reply With Quote
     
     
  #78  
Old Posted Dec 4, 2011, 12:57 PM
pesquisadorbrazil's Avatar
pesquisadorbrazil pesquisadorbrazil is online now
LLAP
 
Join Date: May 2011
Location: Brasília DF
Posts: 25,884
Quinta-feira, Dezembro 01, 2011FGMF acerta + uma, agora em Brasília!
O complexo multiuso para Brasília, dos arquitetos Fernando Forte, Lourenço Gimenes e Rodrigo Marcondes Ferraz, da FGMF arquitetos, integra espaços para lojas e restaurantes, escritórios, e uma área verde ocupando a cobertura.

Alguns fatores são sempre determinantes nos projetos da FGMF, por isso eles são sempre lembrados quando o assunto é 'Arquitetura de Qualidade"; creio que o mais importante para eles é a concepção do projeto, percebemos isso na disposição das torres, que permite a entrada de intensa ventilação e iluminação naturais por todo o complexo; um profundo e dedicado estudo do conceito aplicado ao entorno; a agradável área de passeio que se abre no térreo, devido a elevação das torres por pilares; e, o brises da fachada, que apesar de serem de gosto duvidoso, filtram a entrada de luz nos edifícios; e enfim: a preocupação em criar algo novo e conceitual.


Assista ao vídeo, que ensina as etapas básicas de um bom estudo arquitetônico:
Video Link
Reply With Quote
     
     
  #79  
Old Posted Dec 4, 2011, 1:11 PM
MAMUTE's Avatar
MAMUTE MAMUTE is online now
...
 
Join Date: Nov 2010
Location: Brasília
Posts: 13,847
Mas que maravilha e essa!!!! isso se trata de um estudo preliminar, projeto ou j[a e definitivo? ???
Reply With Quote
     
     
  #80  
Old Posted Dec 4, 2011, 1:18 PM
pesquisadorbrazil's Avatar
pesquisadorbrazil pesquisadorbrazil is online now
LLAP
 
Join Date: May 2011
Location: Brasília DF
Posts: 25,884
Quote:
Originally Posted by MAMUTE View Post
Mas que maravilha e essa!!!! isso se trata de um estudo preliminar, projeto ou j[a e definitivo? ???
Projeto definitivo... Essa região do SIA vai bombar, estou sabendo do shopping da BRASAL, tem esse que não sei qual construtora será, mas aparenta ser da FAENGE E OAS, não tenho certeza, também tem da Rossi e da Caenge. No caso da BRASAL, o local vai ter cinemas.
Reply With Quote
     
     
This discussion thread continues

Use the page links to the lower-right to go to the next page for additional posts
 
 
Reply

Go Back   SkyscraperPage Forum > Regional Sections > América Latina > Brasil > Regiões Metropolitanas Mundiais
Forum Jump


Thread Tools
Display Modes

Forum Jump


All times are GMT. The time now is 12:42 PM.

     

Powered by vBulletin® Version 3.8.7
Copyright ©2000 - 2023, vBulletin Solutions, Inc.