HomeDiagramsDatabaseMapsForum About
     

Go Back   SkyscraperPage Forum > Regional Sections > América Latina > Brasil > Regiões Metropolitanas Mundiais


Reply

 
Thread Tools Display Modes
     
     
  #141  
Old Posted Apr 4, 2013, 5:13 PM
Jota's Avatar
Jota Jota is offline
Registered User
 
Join Date: Sep 2011
Posts: 3,488
Quote:
Originally Posted by GMF View Post
Não vejo problemas na sua construção; alguns serão a favor em outros contra, nada mais natural. Só espero que o espaço seja administrado pelo IJG ou diretamente pelos familiareas do presidente. É só olhar o exemplo do Memorial JK. É administrado diretamente pela família e nem parece os espaços culturais de Brasília, que estão em um estado de conservação lastimável.
Eu vejo, ocupará área publica, e será contruida com área publica. Se a familia quiser, que compre um terreno particular e faça o seu memorial.

E o que terá dentro deste memorial? Quais terão sido as grandes contribuições do Jango? Claramente será mais um espaço ocioso em Brasília.

Enquanto isso o acervo do museu do automovel é despejado.
Reply With Quote
     
     
  #142  
Old Posted Apr 4, 2013, 8:33 PM
pesquisadorbrazil's Avatar
pesquisadorbrazil pesquisadorbrazil is online now
LLAP
 
Join Date: May 2011
Location: Brasília DF
Posts: 25,879
Quote:
Originally Posted by Jota Ferro View Post
Eu vejo, ocupará área publica, e será contruida com área publica. Se a familia quiser, que compre um terreno particular e faça o seu memorial.

E o que terá dentro deste memorial? Quais terão sido as grandes contribuições do Jango? Claramente será mais um espaço ocioso em Brasília.

Enquanto isso o acervo do museu do automovel é despejado.
Aí que nesse caso do Museu do Automóvel é a mesma coisa, acervo PARTICULAR, então que o dono do museu que compre um terreno. Detalhe, quer grana dos contribuintes para o museu, pelo visto, vai sobrar para os contribuintes, a doação do museu, bem como da água, da luz, do telefone, do iptu.

E olha, que o MP está cobrand do GDF uma solução, o GDF não tem que dar solução nenhuma, pois, quem despejou ele, foi o GF, então que o MP intime a ministra da Cultura.

Não é por merecer ou não, o cara foi presidente da república, e ponto final, se ele agradou ou não. Agora vamos parar com as opiniões divergentes, e iremos nos atentar apenas a arquitetura e urbanismo.

Eu acho ótimo acabar com essa vazio urbano entre a Rodoferroviária e a Igreja Rainha da Paz, apesar que no Brasil deveria copiar a capital norte americana, em vez de construir no canteiro central, deveria construir nas laterais do eixo monumental.

Lá teremos o novo espaço do Arquivo Público do DF, O memorial do Jango, O Instituto Athos Bulcão, se não me engano outros museus, bem como Instituto Burle Marx entre outros.
Reply With Quote
     
     
  #143  
Old Posted Apr 5, 2013, 1:05 AM
GMF GMF is offline
Registered User
 
Join Date: Jun 2011
Posts: 143
Quote:
Originally Posted by Jota Ferro View Post
Eu vejo, ocupará área publica, e será contruida com área publica. Se a familia quiser, que compre um terreno particular e faça o seu memorial.

E o que terá dentro deste memorial? Quais terão sido as grandes contribuições do Jango? Claramente será mais um espaço ocioso em Brasília.

Enquanto isso o acervo do museu do automovel é despejado.
Mas o espaço será um bem público. Não é por ser administrado por uma fundação que perde essa vinculação. Não vejo nenhuma ilegalidade nessa construção. Trata-se de uma figura pública e que marcou a história cívica do país. Se o ex-presidente merece tal homenagem, aí é outra história. Mas, mesmo em relação ao JK, muitos seriam contra, pois acreditam que no governo dele que surgiram várias das deficiências estruturais do nosso país; já para muitos outros foi o melhor presidente do país. Creio que isso faz parte do jogo democrático. Enfim, é apenas uma opinião minha.
Reply With Quote
     
     
  #144  
Old Posted Apr 5, 2013, 4:24 AM
Jota's Avatar
Jota Jota is offline
Registered User
 
Join Date: Sep 2011
Posts: 3,488
Eu não disse que era ilegal, disse que era inútil... Novamente pergunto, o que Jango fez para receber um memorial construído com verba publica?
Reply With Quote
     
     
  #145  
Old Posted Apr 9, 2013, 8:53 AM
pesquisadorbrazil's Avatar
pesquisadorbrazil pesquisadorbrazil is online now
LLAP
 
Join Date: May 2011
Location: Brasília DF
Posts: 25,879
Em tempo



Enfim. A secretaria de Cultura oficializou a mais que necessária e aguardada reforma do Teatro Nacional. Começa dia 29 de julho e segue até maio de 2014. O orçamento previsto é de R$ 96 milhões. Será a primeira grande reforma do teatro. A última maquiada foi em 1998. A classe artística da cidade agradece. (Foto: Reprodução)

Fonte:http://www.gpsbrasilia.com.br/Entidade/525/ps/
Reply With Quote
     
     
  #146  
Old Posted Apr 9, 2013, 8:55 AM
pesquisadorbrazil's Avatar
pesquisadorbrazil pesquisadorbrazil is online now
LLAP
 
Join Date: May 2011
Location: Brasília DF
Posts: 25,879
Agora uma pergunta que não quer calar, o GDF convidou o Escritório do Oscar Niemeyer e o IPHAN para discutir essa reforma? Ou veremos a reforma que nem do Cine Brasília, começar sem autorização de ambos. E aí já viu, uma obra que levaria 6 meses levou bem mais tempo. Sem falar no TCDF que poderá embargar a obra, alegando que está cara demais.
Reply With Quote
     
     
  #147  
Old Posted Apr 9, 2013, 11:04 AM
pesquisadorbrazil's Avatar
pesquisadorbrazil pesquisadorbrazil is online now
LLAP
 
Join Date: May 2011
Location: Brasília DF
Posts: 25,879
Capital high tech



Brasília recebe maior evento de conteúdo mobile da América Latina neste mês
A tecnologia mobile e o empreendedorismo tomam conta da capital federal nos dias 25, 26 e 27 de abril. Brasília recebe a 1ª edição do Brazilian Applications Seminar – BRAPPS, evento inédito na América Latina, que reúne diversos profissionais, estudantes, empresas e curiosos por tecnologia mobile.

De forma interativa, com foco em networking e compartilhamento de conhecimento, o evento será realizado no espaço Opera Hall e conta com palestras, feira de exposição, presença de startups, que são modelos de empresa jovens e em fase de constituição, implementação e organização de suas operações, hackaton, que reúne pessoas para uma maratona de programação de softwares, e ações de empreendedorismo digital.

O objetivo é dar espaço para as empresas apresentarem seus produtos e serviços ao público participante. Na área de startups, as 60 escolhidas, divididas em 20 por dia, têm a oportunidade de demonstrar suas soluções em estandes. Para falar sobre o assunto, o evento recebe Felipe Matos, CEO da Startup Farm e COO da Startup Brasil. No hackaton, os participantes contam com 72 horas para desenvolver um aplicativo mobile para ajudar o Brasil durante a Copa do Mundo de 2014 e as Olimpíadas de 2016.

As palestras da programação são ministradas por especialistas e responsáveis por cases de sucesso, como Tiffany Gaines, gerente de marketing do aplicativo de celular Voxer, Fábio Magnoni, account manager do programa de navegação, Mozilla (Firefox), Fraser Kelton, COO do GetGlue, o famoso aplicativo para Android e IOS que permite fazer check-in em séries e filmes, Jacques Chicourel, gerente de Inovação da Telefônica e da operadora Vivo, Felipe Barreiros, educador e blogueiro brasileiro que empreende na área da educação através dos canais da BlogEducaê e Espiral do Conhecimento no Youtube.

As inscrições para o BRAPPS já estão abertas até o dia 8 de abril pelo site www.brappsbrasil.com.

Confira o line-up do evento

25/04
Manhã - Mobile Commerce e Mobile Payment
Tarde - Mobile Games

26/04
Manhã - IaaS (Infrastructure as a Service)
Tarde - Entretenimento/Mídia/Ads

27/04
Manhã - Educação e Formação (MoSoLo – Mobile Social Location)
Tarde - Empreendedorismo Digital e Investimentos

Serviço
BRAPPS – Brazilian Applications Seminar
Dias: 25, 26, 27 de abril
Local: Opera Hall - Brasília/DF: SHTN Trecho 02 - Conj 05 - Bloco A – Asa Norte
Mais informações: www.brappsbrasil.com | www.facebook.com/brappsbrasil


Fotos: Divulgação



Tiffany Gaines, gerente de marketing do aplicativo de celular Voxer é uma das convidadas

Fonte: http://www.gpsbrasilia.com.br/Notici...Tech/?slA=1889
Reply With Quote
     
     
  #148  
Old Posted Apr 9, 2013, 3:13 PM
pesquisadorbrazil's Avatar
pesquisadorbrazil pesquisadorbrazil is online now
LLAP
 
Join Date: May 2011
Location: Brasília DF
Posts: 25,879
Teatro Nacional será fechado para restauro

No início do ano, a Secretaria de Cultura do Distrito Federal (SeCult-DF) e o Instituto do Patrimônio, Histórico, Artístico e Cultural (IPHAN) instituíram um Grupo de Trabalho (GT) para fazer estudos preliminares da obra de restauro do Teatro Nacional. O GT é composto por técnicos da Secretaria e dois engenheiros contratados pelo IPHAN.

O trabalho do GT é adequar o Teatro, Bem tombado, às necessidades estruturais, físicas, segurança, modernização e de acessibilidade sem ferir a lei do tombamento. O Subsecretário do Patrimônio Histórico, Artístico e Cultural (SUPHAC), José Delvinei, lembra a importância da participação do IPHAN. “Só é possível fazer essa obra em parceria como IPHAN”, afirma José Delivinei.

A obra inclui o restauro da estrutura física, modernização do Teatro (equipamentos, tecnologia, hidráulica, instalações físicas, saídas de emergência, segurança), adequação a Lei de Acessibilidade e paisagismo dos Jardins de Burle Max.


Licitação

No dia 15/04, a Secretaria de Cultura publica, no Diário Oficial do Distrito Federal (DODF), o edital de licitação para a contratação dos “Projetos Executivos das Instalações e Complementares de Arquitetura” que custarão R$ 4,2 milhões.

Os Projetos Executivos conterão os elementos necessários à execução completa e o valor que será gasto em todo o restauro. Os Projetos Complementares de Arquitetura vão definir o que poderá ser alterado na arquitetura, a exemplo do espaço entre as cadeiras da Sala Villa Lobos e adequação das saídas de emergências.

De posse dos Projetos Executivos, a Secretaria de Cultura abre licitação que selecionará a empresa responsável pelas obras de restauro. Dentro do valor licitado, está contemplado um percentual para a empresa vencedora contratar uma consultoria com o escritório do Oscar Niemeyer.

O IPHAN fará parte das negociações, mas já está certificado que o escritório de Oscar Niemeyer compreende que o Teatro precisa se adaptar aos rigores da Lei de Acessibilidade e passar por um processo de modernização. A acústica está entre os itens a serem discutidos. O Subsecretário da SUPHAC lembra que a acústica passa pelo carpete, formato da sala, acabamento, revestimento da laje, iluminação da segurança e que o problema foi resolvido parcialmente com a instalação de vidros no final da Sala Villa Lobos. “Entendemos que hoje o carpete não atende às exigências da lei. Nós teremos que substituir ou retirá-lo, pois o carpete absorve o som“, explica.


Investimentos

A estimativa é que sejam gastos R$ 96 milhões em toda a obra de restauro. O cálculo foi feito com base nos 43 mil metros quadrados de construção do monumento. Os recursos virão do Governo do Distrito Federal (GDF), Governo Federal e a iniciativa privada.

Em março, a SeCult-DF e o Ministério da Cultura (MINC) fizeram a primeira reunião para tratar sobre uma parceria: R$ 50 milhões seriam recursos vindos do MINC por meio do Fundo Nacional de Cultura ou através do Programa de Aceleração do Crescimento das Cidades Históricas. A previsão da iniciativa privada é um investimento de R$ 20 milhões, sendo beneficiada pela Lei Rouanet (por meio da renúncia fiscal).

O GDF entra com a contrapartida de R$ 16 milhões. O valor já está incluso na Lei Orçamentária Anual (LOA), dentro da carteira de investimentos dos Projetos Estruturantes do Distrito Federal (PEDF). “Este ano, o GDF possui o recurso aprovado na LOA, na ordem de R$ 36 milhões, e nós temos o compromisso do governo de que na medida em que fomos gerando os projetos de restauro nós teremos mais recursos”, disse José Delvinei.


Obra

A obra do Teatro contempla o restauro e a modernização das estruturas físicas, hidráulicas, elétricas, acústica. A iluminação é um dos maiores desafios, será substituída toda parte de fiação, troca de refletores, mesas de operação, equipamentos, energia e alimentação do sistema. A parte de equipamentos que, atualmente, é analógica será toda substituída por aparelhos digitais.

“Temos que trazer o Teatro para o século XXI, os equipamentos e a estrutura são da época da inauguração em 1979. O nosso sistema de geradores é a diesel”, explica o Subsecretário da SUPHAC.

Todos os 17 espaços do Teatro Nacional (galeria de arte, salas para espetáculos, salas de ensaio, espaço gourmet) e os Jardins serão restaurados. “O nosso objetivo é que o espaço Dercy Gonçalves volte a ser um restaurante panorâmico. Hoje o acesso a ele é impossível”, informa José Delvinei.


Espetáculos

Durante o período das obras, a Secretaria estuda a viabilidade de se construir um espaço alternativo, uma espécie de tenda com sistema de som, luz, iluminação e refrigeração que atenda aos espetáculos. Há uma preocupação por parte da SeCult-DF em não privar a população das apresentações artísticas que ocorreriam no Teatro Nacional. A Secretaria já está se reunindo com os produtores da cidade para tratar do assunto.

Outra proposta é fechar parcerias com outros espaços culturais de Brasília como o Centro Cultural Banco do Brasil, Centro de Convenções Ulysses Guimarães, Teatro da Unip e o teatro Pedro Calmon, do Quartel General do Exército, onde estão prevista as apresentações da Orquestra Sinfônica do Teatro Nacional.

Durante este primeiro semestre, o Teatro funciona normalmente com os espetáculos de dança, teatro. Na programação, estão previstos a realização do II Festival de Ópera, de 15/05 a 30/06, e em julho o Seminário Internacional de Dança.

Fonte: Secretaria de Cultura do Distrito Federal

Fonte: http://www.clicabrasilia.com.br/site...auro&id=462717
Reply With Quote
     
     
  #149  
Old Posted Apr 9, 2013, 5:13 PM
Jota's Avatar
Jota Jota is offline
Registered User
 
Join Date: Sep 2011
Posts: 3,488
Vão aumentar a distancia entre as cadeiras ou vai continuar aquele espaço pra anão? Se não mexer nisso continuará um espaço com projeto mediocre...
Reply With Quote
     
     
  #150  
Old Posted Apr 10, 2013, 12:02 AM
pesquisadorbrazil's Avatar
pesquisadorbrazil pesquisadorbrazil is online now
LLAP
 
Join Date: May 2011
Location: Brasília DF
Posts: 25,879
Quote:
Originally Posted by Jota Ferro View Post
Vão aumentar a distancia entre as cadeiras ou vai continuar aquele espaço pra anão? Se não mexer nisso continuará um espaço com projeto mediocre...
Vamos ver, pois o neto do Oscar Niemeyer é mais coerente, com certeza o teatro perderá em número de cadeiras, mas irá ganhar em espaço e acessibilidade.
Reply With Quote
     
     
  #151  
Old Posted Apr 10, 2013, 12:41 AM
salengasss salengasss is offline
Registered User
 
Join Date: May 2011
Posts: 1,532
Quote:
Originally Posted by Jota Ferro View Post
Vão aumentar a distancia entre as cadeiras ou vai continuar aquele espaço pra anão? Se não mexer nisso continuará um espaço com projeto mediocre...
Issae, Jota..... nós que somos maiores, torna-se um sofrimento assistir a um espetáculo.

Em tempo..... gata a tal Thiffany, hein? Delicious!
Reply With Quote
     
     
  #152  
Old Posted Apr 10, 2013, 2:13 AM
pesquisadorbrazil's Avatar
pesquisadorbrazil pesquisadorbrazil is online now
LLAP
 
Join Date: May 2011
Location: Brasília DF
Posts: 25,879
Quote:
Originally Posted by salengasss View Post
Issae, Jota..... nós que somos maiores, torna-se um sofrimento assistir a um espetáculo.

Em tempo..... gata a tal Thiffany, hein? Delicious!
E ai vai no evento, assim poderá conferir ela in loco... Uai mizifi, você não disse que estava de dieta.
Reply With Quote
     
     
  #153  
Old Posted Apr 12, 2013, 11:28 AM
pesquisadorbrazil's Avatar
pesquisadorbrazil pesquisadorbrazil is online now
LLAP
 
Join Date: May 2011
Location: Brasília DF
Posts: 25,879
Planetário de Brasília

Essa é daquelas obras que todos os governadores que passaram por Brasília desde Cristovam Buarque até o Rosso, e não fizeram necas pela reforma. Agora para muitos, o atual governador irá entregar o mesmo. Imagens do planetário.







Reply With Quote
     
     
  #154  
Old Posted Apr 12, 2013, 5:13 PM
Jota's Avatar
Jota Jota is offline
Registered User
 
Join Date: Sep 2011
Posts: 3,488
Rapaz, parece que o negocio ficou bonito.
Reply With Quote
     
     
  #155  
Old Posted Apr 12, 2013, 5:31 PM
pesquisadorbrazil's Avatar
pesquisadorbrazil pesquisadorbrazil is online now
LLAP
 
Join Date: May 2011
Location: Brasília DF
Posts: 25,879
Quote:
Originally Posted by Jota Ferro View Post
Rapaz, parece que o negocio ficou bonito.
O Planetário está uma beleza, agora seu entorno.....
Reply With Quote
     
     
  #156  
Old Posted Apr 14, 2013, 5:09 PM
pesquisadorbrazil's Avatar
pesquisadorbrazil pesquisadorbrazil is online now
LLAP
 
Join Date: May 2011
Location: Brasília DF
Posts: 25,879
Cine Brasília, só em maio

Boa parte dos cinéfilos podem não ter reparado, mas uma estreia importante foi adiada. A reforma do Cine Brasília tinha previsão de entrega para dezembro do ano passado, porém a reestreia só deve acontecer mesmo em maio. "Em Brasília, qualquer edifício com 50 anos de idade é um patrimônio histórico. O Cine Brasília é uma obra antiga e nos deparamos com tecnologia ultrapassada. Nós tivemos mais dificuldades com as instalações existentes do que nós prevíamos inicialmente", explica o subsecretário do patrimônio Histórico, Artístico e Cultural, José Delvinei, para justificar o atraso. "Por exemplo, nós pensávamos que a tubulação do ar-condicionado não precisaria ser trocada. Quando abrimos, percebemos que os dutos estavam muito entupidos e precisavam ser substituídos. Foi o maior motivo para o atraso", revela Delvinei.

O Correio visitou as obras no templo cinematográfico brasiliense, projeto exclusivo do arquiteto Oscar Niemeyer e o encontrou em estado irreconhecível. As poltronas foram retiradas, as paredes foram despidas dos adornos coloridos e o teto está em reforma, bem como banheiros e escadas de acesso à sala de projeção. A reforma custou R$ 3,5 milhões, a maior desde 1975, e tem como objetivo substituir as instalações elétricas, hidráulicas, os revestimentos das fachadas e adequar o prédio às exigências de acessibilidade.

Desta vez, a intervenção é tão profunda que em nada lembra as antigas "reformas" que maquiaram o edifício durante anos. A impressão é partilhada pelo projecionista Marcos Santos, funcionário do cinema há cinco anos e responsável por acompanhar o andamento das obras em curso. "Eu nunca vi uma reforma assim por aqui", reconheceu. Todas as modificações no prédio devem ficar prontas até o fim do mês.

Na gaveta
O projeto de ampliação do prédio, com construção de um anexo localizado atrás do Brasília permanecerá em análise pelo menos até 2014. Com um espaço maior, o cinema ganharia área para livrarias, salas de projeção menores e salas de aula. A realização da edificação também desenhada por Niemeyer, no entanto, está em análise desde a década de 1990 e não tem previsão para sair do papel. "É preciso, primeiro, concluir o estudo de impacto da construção para a região e consultar os moradores em audiências públicas para viabilizarmos a edificação", respondeu Delvinei. A capacidade de acomodação de espectadores do cinema também não será modificada. Chegou-se a cogitar a instalação de cadeiras com dimensões menores e que permitiriam a acomodação de quase o dobro de espectadores sentados. Porém, segundo o subsecretário, mais gente acomodada dentro da sala poderia significar quase duas vezes o número de veículos no estacionamento e nas quadras residenciais vizinhas. Os responsáveis pela reforma decidiram, então, manter um modelo de medidas semelhantes, contendo dois braços por cadeira e estofamento revestido com tecido de corino. A Secretaria de Cultura ainda precisará abrir licitação para substituição de cerca de 600 poltronas e o processo só deverá ser concluído em maio.

Cinema 3D
O desafio para o novo Cine Brasília não é mais a resistência ante os efeitos da corrosão do tempo. Uma programação de qualidade, e sedutora o ano inteiro, ainda precisa ser prevista se a vontade política quiser ver o espaço reformado ocupado por cinéfilos. Por enquanto, a SeCult promete melhorar os serviços prestados à população. A primeira ação inclui a substituição dos funcionários de carreira por profissionais terceirizados. "Nós fizemos um cálculo, e a Secretaria de Cultura gasta cerca de R$ 100 mil com os salários do funcionários servidores de carreira. O custo para o Estado é muito alto. Talvez seja mais viável colocar uma prestadora de serviços, com salário de mercado. Não vamos privatizar o cinema. Esta é apenas a terceirização dos serviços", responde o subsecretário. Os funcionários do cinema deverão ser lotados em outras funções nos demais aparelhos culturais da cidade, como Teatro Nacional ou museus.

Quanto ao planejamento do cardápio de atrações, a coordenadora de audiovisual da secretaria, Cibele Amaral, informa que a criação de uma comissão de gestão do cinema está para ser formada. "As decisões a respeito do Cine Brasília, ainda estão em fase embrionária. Precisamos repensar o modelo de gestão para deixar um produto melhor do que o existente até agora", afirmou. A data de reabertura está prevista para 28 de maio, com a manutenção em cartaz do filme de estreia por algumas semanas.

Depois disso, está certa a realização de uma parte do Brasília International Film Festival (Biff), bem como a continuidade da parceria iniciada com o Centro Cultural Banco do Brasil (CCBB), com a realização de mostras no espaço. "Por enquanto, acertamos o primeiro mês de programação. Porém, não queremos deixar a agenda do cinema engessada. Os distribuidores de filmes não trabalham com antecedência e podemos perder oportunidades de exibir títulos recentes se ocuparmos toda a grade", observou Cibele.

A nova gestão do Cine Brasília almeja alcançar um público maior de cinéfilos. Até a abertura do 46º Festival de Brasília do Cinema Brasileiro, previsto para acontecer entre 17 e 24 de setembro, o cinema deverá estar capacitado para a projeção de cinema digital, com instalação de um projetor 4K, com capacidade de exibição em três dimensões. "Um convênio com o Ministério da Cultura para compra dos esquipamentos já foi firmado, mas ainda não chegou à fase de licitação. Muito provavelmente em setembro já esteja funcionando projetor, com equipamento de som totalmente novo instalado seguindo as orientações técnicas dos fornecedores", explicou a coordenadora.

A projeção em três dimensões pode parecer estranha em uma casa cinematográfica tradicionalmente especializada em exibir títulos em nada parecidos com os filmes 3D presentes no circuito comercial. Porém, segundo a coordenadora de audiovisual, a medida deve atingir outro objetivo. "Nós estamos pensando principalmente no público infantil e na possibilidade de fazer um programa de formação de plateia no Cine Brasília. Além disso, precisamos pensar no futuro. Os diretores de filmes de arte podem começar a fazer filmes em 3D, nunca se sabe", adianta Cibele.



R$ 3,5 milhões
Valor da reforma do cinema

O que muda

Substituição dos sistemas elétrico e hidráulico;

Os tijolos de cerâmica da fachada foram trocados, respeitando o padrão original;

O sistema de ar-condicionado foi inteiramente substituído com troca de dutos e modernização das máquinas;

Uma rampa de acesso permitirá o trânsito de cadeiras de rodas dentro da sala do cinema e poltronas para obesos serão instaladas entre as demais. Os banheiros também foram adequados para o acesso com cadeiras;

A instalação de uma porta deslizante promete ser o fim da derrubada e reconstrução de parte da parede lateral do espaço para dar acesso a praça de alimentação durante a realização do Festival de Brasília do Cinema Brasileiro;

A tela de projeção continuará com o mesmo tamanho (14 x 6,30m), porém, o modelo será de tela plana. Até setembro, a SeCult se comprometeu a instalar um sistema de projeção digital 4K e, novidade, a possibilidade de exibição em três dimensões.

Fonte: http://www.correiobraziliense.com.br...ara-maio.shtml
Reply With Quote
     
     
  #157  
Old Posted Apr 14, 2013, 5:16 PM
pesquisadorbrazil's Avatar
pesquisadorbrazil pesquisadorbrazil is online now
LLAP
 
Join Date: May 2011
Location: Brasília DF
Posts: 25,879
Pelo menos as reformas do CineBrasília e Planetário estão ficando ótimos. Agora não concordo com a expansão do CineBrasília. Se vier a ter expansão, porque não faz no subterraneo do estacionamento em frente do cinema.
Reply With Quote
     
     
  #158  
Old Posted Apr 14, 2013, 10:33 PM
Grooverider Grooverider is offline
Registered User
 
Join Date: Sep 2011
Posts: 34
Quote:
Originally Posted by pesquisadorbrazil View Post
Pelo menos as reformas do CineBrasília e Planetário estão ficando ótimos. Agora não concordo com a expansão do CineBrasília. Se vier a ter expansão, porque não faz no subterraneo do estacionamento em frente do cinema.
Seria interessante se a UnB e o GDF se unissem e levassem o curso de cinema da UnB para a expansão do Cine Brasília. Criaria-se então um verdadeiro polo de cinema e cultura naquela região. Se não estou enganado, existe bastante espaço atras do cinema, na entrequadra, onde poderia ser construído o departamento de cinema da UnB. Dá para aproveitar e revitalizar aquela entrequadra.
Reply With Quote
     
     
  #159  
Old Posted Apr 15, 2013, 12:55 AM
pesquisadorbrazil's Avatar
pesquisadorbrazil pesquisadorbrazil is online now
LLAP
 
Join Date: May 2011
Location: Brasília DF
Posts: 25,879
Quote:
Originally Posted by Grooverider View Post
Seria interessante se a UnB e o GDF se unissem e levassem o curso de cinema da UnB para a expansão do Cine Brasília. Criaria-se então um verdadeiro polo de cinema e cultura naquela região. Se não estou enganado, existe bastante espaço atras do cinema, na entrequadra, onde poderia ser construído o departamento de cinema da UnB. Dá para aproveitar e revitalizar aquela entrequadra.
Nesse ponto, tudo que a UNB coloca a mão apodrece em Brasília. Se fosse outra Universidade, como a UniCeub eu concordaria. Se eu for falar todos os projetos que a UNB colocou as mãos que deram para trás, eu cito a Cidade Digital, o Trem para Luziânia. O GDF enterrou milhões em parcerias e nada de produtivo saiu do papel.
Reply With Quote
     
     
  #160  
Old Posted Apr 17, 2013, 9:27 PM
pesquisadorbrazil's Avatar
pesquisadorbrazil pesquisadorbrazil is online now
LLAP
 
Join Date: May 2011
Location: Brasília DF
Posts: 25,879
Brasília vai ter museu da cultura negra, diz ministra da Cultura

O Ministério da Cultura vai se empenhar para a instalação de um museu, na capital federal, destinado a registrar a história e o legado deixado pelos negros na formação da população brasileira. "A capital da República tem o dever de registrar a influência da cultura negra em um país que tem 53% de sua população composta de afrodescendentes", disse hoje (17) a ministra da Cultura, Marta Suplicy. Ela ressaltou que vai "trabalhar pessoalmente" para que o projeto seja efetivado.

De acordo com a ministra, já existe um terreno para a construção do museu. Ele foi doado pelo então governador do Distrito Federal, Cristovão Buarque, mas "ficou esquecido durante muitos anos, tendo o governador Agnelo Queiroz firmado a redestinação". O terreno, segundo ela, está localizado em uma área nobre de Brasília, no Lago Sul.

Marta lembrou que foi durante a sua gestão na prefeitura de São Paulo que foi instalado na cidade um museu com o mesmo objetivo. Ele fica em uma área nobre da capital paulista, o bairro do Ibirapuera. "Foi escolhido o prédio mais bonito do lugar, a sede antiga da prefeitura", disse.

Segundo a ministra, grande parte do acervo do Museu Afro de São Paulo foi doada pelo colegionador Emanuel Araújo que fez um pedido especial à então prefeita Marta Suplicy: "Prefeita, não vá instalar o museu em um porão". Segundo ela, a resposta foi construir o museu em um lugar bonito. “É o que vai ocorrer também em Brasília", ressaltou a ministra da Cultura.

A ministra lembrou que dos 10 milhões de negros que foram retirados da África para trabalhar como escravos, 5 milhões vieram para o Brasil, e só entre 1700 e 1800 desembarcaram por aqui 2,5 milhões de negros. De acordo com Marta Suplicy, a ideia de montar o Museu Afro de Brasilia começou com a visita que fez à à Fundação Palmares, onde existe uma maquete do prédio.

"Toda a história tem que ser mostrada no museu da capital federal. Não deve ser somente o museu da dor, mas que conte a história da vinda dos negros, do que ocorreu nas lavouras, o processo da abolição, o resgate da autoestima desse povo que construiu o Brasil, pois a identidade brasileira é negra, na gastronomia, na música, nas danças e também na religião", disse.

Para a ministra da Cultura, o mais difícil para a instalação não é colocar peças à mostra, mas prover o museu de recursos tecnológicos para recuperar a história dos negros no Brasil. Segundo ela, nos Estados Unidos a população negra é composta por 13% dos americanos. No entanto, o país está construindo "um museu gigantesco, em frente ao Pentágono, em Washington, com investimento de US$ 500 milhões", destinado a registrar a história dos negros nos EUA.

Marta Suplicy esteve hoje na Comissão de Educação, Cultura e Esporte do Senado Federal, onde fez uma exposição das atividades desenvolvidas pelo Ministério da Cultura.

Fonte: Agência Brasil

Fonte: http://www.clicabrasilia.com.br/site...tura&id=464750
Reply With Quote
     
     
This discussion thread continues

Use the page links to the lower-right to go to the next page for additional posts
 
 
Reply

Go Back   SkyscraperPage Forum > Regional Sections > América Latina > Brasil > Regiões Metropolitanas Mundiais
Forum Jump


Thread Tools
Display Modes

Forum Jump


All times are GMT. The time now is 12:41 AM.

     

Powered by vBulletin® Version 3.8.7
Copyright ©2000 - 2023, vBulletin Solutions, Inc.