SkyscraperPage Forum

SkyscraperPage Forum (https://skyscraperpage.com/forum/index.php)
-   Regiões Metropolitanas Mundiais (https://skyscraperpage.com/forum/forumdisplay.php?f=688)
-   -   Parcelamentos Urbanos e Rurais no Distrito Federal - movimentos do setor (https://skyscraperpage.com/forum/showthread.php?t=196108)

MAMUTE Dec 12, 2014 12:47 PM

CLDF: Deputados barram planos para a 901 Norte



Projeto de autoria da distrital Liliane Roriz encerra polêmica e é aprovado por 15 distritais


http://www.edsonsombra.com.br/admin/...1418380198.jpg


Um dos temas mais polêmicos que tramitou neste ano na Câmara Legislativa, a alteração da quadra 901 Norte deixa de ser uma assombração na vida dos moradores do Plano Piloto. Projeto de lei de autoria da deputada Liliane Roriz (PRTB) que barra as intenções de erguer grandiosos prédios no local foi aprovado por unanimidade na sessão desta quinta-feira (11). Os quinze deputados distritais presentes em plenário aprovaram a medida...

Uma das principais críticas às mudanças no projeto original de Lúcio Costa, a autora da nova lei veio buscando ao longo de seu mandato criar formas de tentar impedir que o planejamento de Brasília fosse comprometido pelos interesses imobiliários. De acordo com a proposta do governo,12 torres de 15 a 18 andares poderiam ser erguidas nas proximidades do Colégio Militar de Brasília.

A distrital travou um embate com o atual governo, tentando impedir a aprovação do texto contido no Plano de Preservação do Conjunto Urbanístico de Brasília (PPCUB), que tentava ser aprovado na Casa, contendo várias alterações nos cartões postais do centro da cidade. Pressionado, o governador Agnelo Queiroz (PT) decidiu retirar o projeto da Câmara Legislativa.

Durante a votação, a proposta de Liliane Roriz foi elogiada pelo presidente da Casa, Wasny de Roure (PT), e também por outros deputados. “Essa não é uma vitória minha, é de toda a população que terá assegurada a qualidade de vida na área central de Brasília e também da história de nossa cidade”, comemorou Liliane.

O Projeto de Lei Complementar 22/2011 chegou a ser alvo de duras críticas durante o auge da tramitação do PPCUB. Em contraponto, a ideia do governo era construir permitir construções comerciais e de uso múltiplo, como flats residenciais, na região localizada ao lado do Colégio Militar de Brasília.

“Era uma total aberração o que tentavam fazer com nossa cidade. Nosso conhecido horizonte seria encoberto pela sede interminável dos empreiteiros e pessoas sem compromisso com a nossa história”, ataca Liliane.

Com a aprovação em primeiro turno, a matéria será validada em segundo turno e segue para o Palácio do Buriti, onde terá até quinze dias úteis para ser sancionada pelo chefe do Executivo. Caso se oponha ao texto, o governador pode devolver o projeto para ser promulgado pela Câmara Legislativa do Distrito Federal.














http://www.edsonsombra.com.br/post/c...-norte20141212

pesquisadorbrazil Dec 12, 2014 12:51 PM

Novamente deputada aprovando algo que não é de competência dos deputados. Portanto, se alguem requerer INCONSTITUCIONALIDADE da aprovação derruba.

Agora ela falar da história de Brasília? O Pai dela que inchou a cidade com a doação de lotes.

Agarwaen Dec 12, 2014 1:34 PM

Essa quadra era um bom lugar para encher de prédios residenciais para reduzir um pouco o déficit de moradias no Plano Piloto.

pesquisadorbrazil Dec 12, 2014 2:34 PM

Quote:

Originally Posted by Agarwaen (Post 6841064)
Essa quadra era um bom lugar para encher de prédios residenciais para reduzir um pouco o déficit de moradias no Plano Piloto.

Plano Piloto não tem deficit de moradias. As cidades do entorno sim. Deve se atualizar, não tem muito tempo que passou o censo, falando que o Plano Piloto está encolhendo sua população, devido ao envelhecimento, as mulheres tendo menos filhos e tal. Agora falar que tem deficit de moradias? Morre mais gente no Plano Piloto do que Nasce.

Espartano_bsb Dec 13, 2014 12:13 AM

Texto confuso.

pesquisadorbrazil Dec 13, 2014 12:20 AM

Quote:

Originally Posted by Espartano_bsb (Post 6841951)
Texto confuso.

Isso que estou estranhando. Primeiramente deputado não pode nem emendar nada no PPCUB é uma LEI do executivo. Portanto, o PPCUB não fora nem aprovado. A dignissima deputada sequer pode mudar algo do PPCUB. Ele pode apenas vetar ou aprovar. Só.

Agarwaen Dec 13, 2014 1:03 AM

Quote:

Originally Posted by pesquisadorbrazil (Post 6841091)
Plano Piloto não tem deficit de moradias. As cidades do entorno sim. Deve se atualizar, não tem muito tempo que passou o censo, falando que o Plano Piloto está encolhendo sua população, devido ao envelhecimento, as mulheres tendo menos filhos e tal. Agora falar que tem deficit de moradias? Morre mais gente no Plano Piloto do que Nasce.

A população encolhe por que o número de habitantes por domicílio está encolhendo, o que é natural com o envelhecimento da população. E o Plano Piloto sendo uma área nobre da cidade, com imóveis bem valorizados, atrai menos casais jovens do que velhos que já formaram patrimônio.

Isso apenas agrava a falta de moradias, pois significa que as moradias atuais estão servindo a menos moradores. Levando a uma necessidade de mais construções que o tombamento não permite.
A falta de moradias existe por que o Plano Piloto concentra empregos, comércio, estudo, lazer e serviços, enfim diversas funções urbanas, sem uma proporcional concentração de moradias no bairro ou nas proximidades. As dificuldades de trânsito no DF seriam bem menores se a população não estivesse tão espalhada.

pesquisadorbrazil Dec 13, 2014 1:05 AM

O Plano Piloto foi criado justamente para esse fim CONCENTRAR tudo nele, menos moradias. Não existe mais espaço fisico e até mesmo ambiental para mais moradias no Plano Piloto. A rede de água e esgoto está no limite.

MAMUTE Dec 15, 2014 3:51 PM

Regularização avança na região de Sobradinho



Após o início da entrega das escrituras do Vivendas Friburgo, novos Termos de Compromisso abrem caminho para que avance a regularização de outros setores da Fazenda Paranoazinho

Mais um importante passo para a regularização dos condomínios do Distrito Federal será dado nesta segunda-feira (15). Seguindo modelo já adotado para o Setor Habitacional Grande Colorado, a empresa proprietária da Fazenda Paranoazinho na região de Sobradinho, a Urbanizadora Paranoazinho S.A. (UPSA) assinará com o GDF, outros Termos de Compromisso Pela Regularização Fundiária, contemplando com isso os dois Setores Habitacionais da região: Contagem e Boa Vista.

Os documentos serão assinados às 15h, em solenidade no Salão Nobre, no Palácio do Buriti. Após as assinaturas, o governador Agnelo Queiroz participará da entrega de algumas escrituras a moradores do Vivendas Friburgo, regularizado pela UPSA em novembro.

Os moradores do Vivendas Friburgo foram os primeiros a negociar a aquisição de seus lotes com a UPSA. A empresa proprietária, por sua vez, cumpriu toda a legislação urbanística e ambiental, permitindo o registro do loteamento no Cartório de Registro de Imóveis de Sobradinho. Com matrículas individualizadas para cada lote, a UPSA está assinando as escrituras de transferência de propriedade com cada morador.

Os Termos de Compromisso a serem assinados na segunda-feira contemplam os grupos de condomínios do Setor Habitacional Contagem e do Setor Habitacional Boa Vista, ambos inseridos nas áreas de propriedade da UPSA, assim como o Grande Colorado. O documento estabelece prazos e compromissos com relação às obras de infraestrutura e à criação de equipamentos públicos na região.

Na mesma solenidade, os sete condomínios do Grande Colorado, setor habitacional com o processo mais adiantado na região da Fazenda Paranoazinho, e cujo Termo de Compromisso foi assinado em julho de 2014, terão seus decretos de regularização revalidados por mais 180 dias, permitindo àqueles que já tiverem negociado com a empresa proprietária ter suas unidades escrituradas e registradas no início do ano que vem.

Com a assinatura desses Termos de Compromisso, os loteamentos dos Setores Contagem e Boa Vista poderão receber a licença ambiental e o decreto de regularização, tal qual ocorreu no caso do Grande Colorado. Com isso, todos os cinquenta e quatro condomínios da Fazenda Paranoazinho estarão prontos para serem registrados em cartório, beneficiando cerca de 30 mil pessoas.

O diretor presidente da UPSA, Ricardo Birmann comentou a importância desse momento: “A regularização do Vivendas Friburgo foi um divisor de águas para o Distrito Federal. Tiramos a regularização do plano das ideias e das promessas vazias e a colocamos no mundo real e concreto”. O diretor-presidente falou ainda sobre o papel do Governo. “O GDF lidou de forma muito séria e responsável com a problemática da irregularidade. Se o governador eleito, Rodrigo Rollemberg, mantiver o enfoque técnico na regularização, Brasília pode deixar de ser exemplo de cidade irregular e terá a chance de, pela segunda vez, ser o modelo nacional de ordenamento urbano”, reforçou.

Pioneirismo na Regularização para classe média


Depois de 7 anos sem que nenhuma regularização de condomínios de classe média (ARINES) fosse totalmente concluída em todo Distrito Federal, a UPSA iniciou, no dia 25 de novembro deste ano, a entrega das primeiras escrituras aos moradores do condomínio Vivendas Friburgo, do Grande Colorado. Neste período, os únicos moradores a chegar às escrituras foram habitantes de áreas de interesse social (ARIS), para as quais a legislação prevê uma série de flexibilizações.

Buscando suprir questões não abordadas pelo processo de regularização individual de cada parcelamento (como as obras de infraestrutura para todo o Setor Habitacional, por exemplo), a UPSA e o GDF assinaram em julho de 2014 um Termo de Compromisso que, após passar pelo crivo do Ministério Público do Distrito Federal e Territórios, viabilizou a regularização do setor Grande Colorado como um todo. Esse documento é um elo entre os projetos individuais de regularização de cada condomínio e o setor habitacional em que se inserem.

O Termo de Compromisso do Grande Colorado contempla 08 parcelamentos, sendo um deles o Vivendas Friburgo, caso piloto que já foi perfeitamente regularizado junto ao Cartório de Registro de Imóveis e cujos moradores já estão assinando suas escrituras e registrando sua propriedade nas matrículas de seus lotes.

Com o sucesso do Vivendas Friburgo, o GDF irá prorrogar os decretos dos demais 07 condomínios do Grande Colorado, o que dará à UPSA novo prazo de 180 dias para concluir a regularização.

Fonte: Da redação do Jornal de Brasília












http://www.jornaldebrasilia.com.br/n...de-sobradinho/

pesquisadorbrazil Dec 15, 2014 4:24 PM

Isso se o MP não der para trás... Eu tenho quase certeza que ele vai dar.... Podem escrever...

emblazius Dec 16, 2014 7:27 PM

Tirei essa panorâmica hoje. Esses três muros são três condomínios. A foto tirei da varanda do primeiro andar de casa. Lá no horizonte, o VIA HORIZONTE.
[IMG]http://nsae02.casimages.net/img/2014...2550194375.jpg[/IMG]

pesquisadorbrazil Dec 17, 2014 2:29 PM

Veremos o que bondoso Rollemberg vai fazer. Mentir igual os demais políticos.

sxsp Dec 19, 2014 1:22 PM

O pessoal não consegue fazer um loteamento sem murosw A lei de parcelamento diz que precisa de deixar área pública para equipamento público e comunitários. Como a população pode acessar esses equipamentos ou mesmo o poder público construir algo se está cercado impedindo o acesso? No Tororó é assim, acho que o GDF não tem que fazer nada mesmo. Praticamente o GDF não tem lotes por lá, e os poucos parte estão cercados. Vai construir um posto de saúde, escola, etc dentro de um loteamento fechado?
Loteamento não é condomínio. Único que se salva é o Chapéu de Pedra, que verdadeiramente é um loteamento, os demais deveriam seguir como exemplo.

pesquisadorbrazil Dec 19, 2014 2:50 PM

Quote:

Originally Posted by sxsp (Post 6850212)
O pessoal não consegue fazer um loteamento sem murosw A lei de parcelamento diz que precisa de deixar área pública para equipamento público e comunitários. Como a população pode acessar esses equipamentos ou mesmo o poder público construir algo se está cercado impedindo o acesso? No Tororó é assim, acho que o GDF não tem que fazer nada mesmo. Praticamente o GDF não tem lotes por lá, e os poucos parte estão cercados. Vai construir um posto de saúde, escola, etc dentro de um loteamento fechado?
Loteamento não é condomínio. Único que se salva é o Chapéu de Pedra, que verdadeiramente é um loteamento, os demais deveriam seguir como exemplo.

Eu não sei o porque esse preconceito de colocação dos Muros. Primeiro já vimos que a segurança pública está FALIDA. E não adianta que o povo paga impostos, que segurança é garantida pela Constituição e tal.

Tudo mentira...

Eu sou a favor de cercar tudo mesmo, até evita invasões de terra bem como afugenta animais silvestres dessas áreas.

pesquisadorbrazil Dec 19, 2014 11:18 PM

Mega bairro bilionário Vargem da Benção da Mendes Junior se tornou uma Maldição e poderá ser cancelado... Tudo devido os escandalos envolvendo a empreiteira.

emblazius Dec 20, 2014 5:14 PM

Acho que alguem precisa se informar antes de falar besteira. Os condominios do Tororó, em sua grande maioria, inclusive o meu, deram enormes áreas pro gdf fazer as epc's. E sobre o gdf não fazer nada aqui, pq não faria se pagamos IPTU? Eu troco meu IPTU pelo gdf não meter o pé aqui, pena que para fazer o asfalto novo no PP o saco do papai noel é o mesmo.

emblazius Dec 20, 2014 5:21 PM

E sobre muros e o mundo utópico ideal (que existe lá no tio Sam) eu condordo que seria lindo. Em verdade eu acho que o gdf deveria obrigar a formação de uma associação local, ser feito um projeto completo e cada proprietário ter a respectiva proporção da chacara em lotes. Mais racional, obviamente, contudo, isso é Brasil e as coisas são feitas para não dar certo. É mais fácil culpar o lado mais fraco.

pesquisadorbrazil Dec 21, 2014 12:25 AM

Agora eu quero ver o que vai rolar daqui para frente, pois o futuro secretário é conservador demais e ligado a UNB e Urbanistas por Brasília... Ferrou-se...

sxsp Dec 21, 2014 12:39 AM

Quote:

Originally Posted by emblazius (Post 6851532)
E sobre muros e o mundo utópico ideal (que existe lá no tio Sam) eu condordo que seria lindo. Em verdade eu acho que o gdf deveria obrigar a formação de uma associação local, ser feito um projeto completo e cada proprietário ter a respectiva proporção da chacara em lotes. Mais racional, obviamente, contudo, isso é Brasil e as coisas são feitas para não dar certo. É mais fácil culpar o lado mais fraco.

Cara, que mundo você vive? Fechar loteamento é algo novo. Veja que todos os loteamentos da Terracap não tem muros e neles vivem milhões de pessoas.
Ninguém precisa ir para os EUA para viver. A pessoas vivem naturalmente sem muros nos loteamentos, as vias são públicas, tem áreas públicas. O anti-natural são essas aberrações de falsos condomínios. Condomínio é diferente de loteamento, Park Way é um exemplo.

pesquisadorbrazil Dec 21, 2014 12:48 AM

Quote:

Originally Posted by sxsp (Post 6851859)
Cara, que mundo você vive? Fechar loteamento é algo novo. Veja que todos os loteamentos da Terracap não tem muros e neles vivem milhões de pessoas.
Ninguém precisa ir para os EUA para viver. A pessoas vivem naturalmente sem muros nos loteamentos, as vias são públicas, tem áreas públicas. O anti-natural são essas aberrações de falsos condomínios. Condomínio é diferente de loteamento, Park Way é um exemplo.

Discordo, eu espero que na futura revisão da Constituição acabe com essa aberração. O Direito do Ir, Vir e se acrescenta o que já virou lei. FICAR. O estado brasileiro está falido por simplesmente tornar tudo público, e querer ratiar com o povo a manutenção.

Já repararam aonde tudo é PRIVADO funciona. Dificilmente verá nesses condominios, luzes quebradas, asfalto esburacado, inundações. Irá encontra tudo impecável.

Agora em Brasília se tudo tivesse o nível do Alphaville, com certeza o IPTU teria de ser reajustado 300%.:tup: E Park Way é um condominio diferente? Na realidade a especulação imobiliária deturpou o Park Way. Um gênio teve a idéia de transformar 20 mil metros em condominios. Só esqueceram um pequeno detalhe. O lugar não tem escolas, não tem hospitais, no tem creche, não tem comércio e principalmente não tem policia e tem mais um não tem também. Não tem calor humano, o povo lá não conhece o vizinho. Raro acontecer de um conhecer.

Ahhhhh me esqueci, tem casos sim, que o vizinhos conhece os outros vizinhos que usam as casas como bordeis, casas de espetaculos ou de eventos.

Só para ter idéia, 75% das casas do Park Way não tem esgoto canalizado e tratado, adivinha para aonde vai as porcarias dos moradores? Para o Lençol Freático, aquele que o mesmo povo usa para tomar banho e beber. O alto nível de coliformes fecais nessas regiôes são assustadores.

E a piada maior é a seguinte. A legislação nacional não deixa construir nada em APAs, nem aeroportos, delegacias, hospitais, escolas, creches e comércio. Mas deixam ter moradorias.................. Interessante.


All times are GMT. The time now is 1:26 PM.

Powered by vBulletin® Version 3.8.7
Copyright ©2000 - 2021, vBulletin Solutions, Inc.