SkyscraperPage Forum

SkyscraperPage Forum (https://skyscraperpage.com/forum/index.php)
-   Regiões Metropolitanas Mundiais (https://skyscraperpage.com/forum/forumdisplay.php?f=688)
-   -   Notícias Políticas-DF (https://skyscraperpage.com/forum/showthread.php?t=201031)

MAMUTE Apr 18, 2013 4:24 PM

Quem já mamou nas tetas do governo, nunca vai deixar passar uma oportunidade de voltar...

pesquisadorbrazil Apr 18, 2013 4:36 PM

Vcs viram a fusão do PPS e PMN? Já imaginaram subir no mesmo palanque, inimigos políticos ferrenhos. Cristovam Buarque e Roriz. Digo Roriz, pois as filhas deles irão se filiar ao novo partido. Já imaginaram no mesmo palanque, Roriz, Toninho do PSOL, Cristovam Buarque e Rodrigo Rollemberg. Todos fichas sujas é claro.

HLbsb Apr 18, 2013 10:19 PM

Quote:

Originally Posted by pesquisadorbrazil (Post 6096226)
Vcs viram a fusão do PPS e PMN? Já imaginaram subir no mesmo palanque, inimigos políticos ferrenhos. Cristovam Buarque e Roriz. Digo Roriz, pois as filhas deles irão se filiar ao novo partido. Já imaginaram no mesmo palanque, Roriz, Toninho do PSOL, Cristovam Buarque e Rodrigo Rollemberg. Todos fichas sujas é claro.

Mas o que o PDT (Cristovam) tem a ver com essa fusão? Tão pouco o PSB (Rolemberg) e menos ainda o PSOL que faz o tipinho centralismo independente...

pesquisadorbrazil Apr 18, 2013 10:27 PM

Quote:

Originally Posted by HLbsb (Post 6096840)
Mas o que o PDT (Cristovam) tem a ver com essa fusão? Tão pouco o PSB (Rolemberg) e menos ainda o PSOL que faz o tipinho centralismo independente...

Uai não sabia, que o PPS iria fazer grupo com PSOL, PSTU, PSB e PDT para as próximas eleições. Então, como Eliana Pedrosa, Liliane Roriz e Celina Leão, com a fusão desses partidos e a possivel apoio do PSD para o Agnelo para se reeleger nas próximas eleições, retornarão a PMN, mas como esse vai se fundir ao PPS, aí vai ter essa formação eleitoral para o próximo ano.:tup:

pesquisadorbrazil Apr 19, 2013 2:57 AM

Alguem se lembra que o RORIZ propos a Perillo a expansão do DF. Aqui está o mapa.

http://i1293.photobucket.com/albums/...ps786db196.jpg

MAMUTE Apr 19, 2013 11:19 AM

Nova sigla, MD congrega antigos adversários da política local



Sigla que une ex-integrantes do PPS e do PMN deve seguir a orientação nacional e adotar discurso de oposição no Distrito Federal.



Surge um novo partido na oposição a Agnelo Queiroz. A fusão do PPS com o PMN, registrada nesta semana na Justiça Eleitoral, deu origem à Mobilização Democrática (MD). Ainda sem identidade, a legenda busca adeptos. Até o momento, a sigla é uma colcha de retalhos. Tem entre os filiados dois políticos que sempre estiveram em campos opostos no Distrito Federal, a deputada Jaqueline Roriz (ex-PMN) e o suplente Augusto Carvalho (ex-PPS). Com a fundação, a legenda abriu uma janela de 30 dias para filiações de parlamentares. Quem quiser sair ou entrar, tem liberdade. Não poderá ser acusado de infidelidade, conforme estabelece a legislação.

O partido tem perfil de oposição pelo enfoque nacional. O presidente do MD, deputado federal Roberto Freire (PE), levará a legenda para a campanha adversária à de Dilma Rousseff. No DF, deve seguir o mesmo caminho. Única integrante com mandato parlamentar, Jaqueline Roriz, uma das herdeiras do ex-governador Joaquim Roriz, considera justo assumir a presidência regional da nova sigla. Pelo acordo nacional fechado por Freire e sacramentado pelas duas legendas que se fundem, 80% dos cargos serão divididos igualitariamente entre PPS e PMN. Os 20% restantes entrarão em acordos com políticos que serão convidados a ingressar no MD.












http://www.correiobraziliense.com.br...ca-local.shtml

MAMUTE Apr 20, 2013 2:32 AM

Eleições 2014 : Guerra de dossiê contamina a política do DF.



http://www.tribunadetaguatinga.com.b...na-Pedrosa.jpg


Começou a guerra de dossiês, que pode influenciar as eleições de 2014 em Brasília. Nos próximos dias vai estourar um escândalo, que pode colocar em xeque o mandato da deputada distrital Eliana Pedrosa e o vice-presidente da Câmara Distrital, Agaciel Maia.


O dossiê será entregue ao Ministério Público na quinta-feira. O conteúdo revela compra de votos, fraude em prestação de conta. E denúncias que tratam até de relacionamento afetivo.



Os delatores prometem fazer um verdadeiro carnaval. Mais uma vez a política do DF ganhará espaço nas manchetes da mídia nacional.



Documentos ligam a Câmara Distrital com empresas que prestam serviços ao Senado Federal. Na quinta-feira, após o recebimento do Ministério Público, o QuidNovi terá acesso a documentação, recheada com documentos, e até gravações em vídeo.

Fonte: Portal Quidnovi








http://www.tribunadetaguatinga.com.b...cias&Itemid=58

MAMUTE Apr 20, 2013 2:32 AM

Será:rolleyes:

Jota Apr 20, 2013 3:02 AM

Quote:

Originally Posted by pesquisadorbrazil (Post 6097191)
Alguem se lembra que o RORIZ propos a Perillo a expansão do DF. Aqui está o mapa.

http://i1293.photobucket.com/albums/...ps786db196.jpg

Mais um dos projetos falsos do Roriz para enganar os bobos do entorno que votavam no DF.....

Nem o GDF nem o governo de Goias tinham poderes para fazer essa mudança.

No GDF todo mundo sabia que era papo furado, assim como o trem bala.....

pesquisadorbrazil Apr 24, 2013 8:49 PM

Agnelo tem feito muita coisa. Ninguém nas últimas décadas contratou tantos servidores para as áreas de saúde, educação e segurança pública. As obras estão aí a olhs vistos, reequipou hospitais e prontos socorros. Instalou escadas rolantes e elevadores novos na rodoviária. Eestá aumentando a oferta de ônibus antes mesmo das licitações, Ele tem se mexido. Só que o povo não se sabe e acha que não existe nada. Tem algum erro aí. Com certeza uma omissão geral da imprensa. Porque será?

MAMUTE Apr 25, 2013 2:11 AM

Deputado Distrital Cláudio Abrantes filia-se ao PT durante cerimônia




"Embora não estivesse no PT, o partido estava dentro de mim", disse deputado


Foto: Antonio Cunha
http://imgsapp2.correiobraziliense.c...905231207u.jpg
Deputado saiu do PPS e foi para o PT

O deputado distrital Cláudio Abrantes filiou-se, na noite de hoje, ao Partido dos Trabalhadores (PT), em cerimônia realizada no auditório da Câmara Legislativa do Distrito Federal (CLDF). Ex-integrante do Partido Popular Socialista (PPS), Abrantes recorreu à Justiça Eleitoral para se desfiliar da antiga legenda. O ato teve a participação do governador do DF, Agnelo Queiroz, além de secretários e deputados distritais e federais do PT.

"Embora não estivesse no PT, o partido estava dentro de mim. Reconheço companheiros valorosos dentro do PPS, mas por vaidades de uns, esse partido acabou no plano distrital e nacional, com uma lamentável fusão com outra legenda", discursou. O ato foi acompanhado por um grande número de filiados petistas. Dois ônibus se encarregaram de transportar grande parte deles.

Com base eleitoral em Planaltina, Abrantes é reconhecido por ter encenado, por dez anos, Jesus Cristo na representação da Via Crúcis do Morro da Capelinha. Em seu discurso, destacou ações políticas de fomento à cultura, uma de suas bases políticas. "Que a cultura seja posta como direito de todo cidadão, e que ele tenha acesso de fato a bens culturais de sua cidade e de seu país. Ela pode ajudar a saúde, a segurança pública e a juventude a conquistar melhores espaços na sociedade", disse.

Com a nova filiação, o PT passa a contar com seis parlamentares na CLDF.





http://www.correiobraziliense.com.br...erimonia.shtml

pesquisadorbrazil May 6, 2013 3:14 AM

O que é “Distrito Federal” e o que é “Brasília”

Também deputado pelo Distrito Federal, o presidente regional do PT, Roberto Policarpo, apresentou proposta de emenda constitucional para alterar o parágrafo 1º do artigo 18 da Constituição, aquele que define Brasília como “a Capital Federal”.

Policarpo pretende justamente dar mais precisão a esse texto. Pela emenda, além de fixar Brasília como capital, o artigo estabelece que sua área geográfica corresponde à do Distrito Federal, sendo ambos coexistentes entre si. Quer, com isso, corrigir uma incerteza histórica.

Indefinição constitucional

Policarpo lembra que a Constituição colocou o DF como uma unidade federada especial. De um lado, confere à capital competências tributárias que somam as de estado e de município. De outro, coloca na dependência da União instituições como todo o Judiciário, mais o Ministério Público e a Polícia Militar, entre outros.

De quebra, proíbe sua divisão territorial, em municípios, por exemplo. Não fica clara, porém, a diferença — se é que existe — entre Distrito Federal e Brasília. É o que o deputado pretende corrigir.

Equívocos discriminatórios

Para Roberto Policarpo, “a contradição tem levado a equívocos discriminatórios, como a ideia de que Brasília seja apenas a parcela do Distrito Federal conhecida como Plano Piloto”.

Tem até uma contrapartida formal, a limitação da Região Administrativa de Brasília. Uma grave consequência desse equívoco, diz o deputado, “seria a perda da condição de brasiliense pelos moradores das demais regiões administrativas”, que já são 29.

Esse absurdo se torna evidente quando se pensa que a atual região administrativa de Brasília poderia ser cindida. Por exemplo, em uma para a Asa Sul e outra para a Asa Norte.

Nome que não pegou

Isso gera todo tipo de confusão, inclusive as tentativas de qualificar o brasiliense como “candango”, segundo Policarpo “sem pesquisa para saber se a população concorda com isso”. A verdade é que nunca houve receptividade popular a esse nome. Não pegou.

Policarpo foi pesquisar. Constatou que, pelos dicionários clássicos, candango é um termo depreciativo e pejorativo, inicialmente dado pelos portugueses aos africanos. Significaria algo como “ruim” ou “vilão”. Isso tudo acaba de vez, se a emenda passar. Teremos um Distrito Federal identificado com Brasília. E seremos, sem contestação, todos brasilienses.

Fonte: http://www.clicabrasilia.com.br/edic...nal/pdf/13.pdf

pesquisadorbrazil May 6, 2013 3:16 AM

Concordo com o deputado, assim acaba com essa tolice de inventar que no futuro veremos circulando carros emplacados como Taguatinga-DF. Sem falar na outra besteira territorial, de Taguatinga com medo de perder espaço territorial, até parece que se perder terrenos ou ganhar, irá garantir mais verba ou beneficios fiscais para instalar indústrias.

Todos nós, moradores de Brazlândia a Santa Maria e de Samambaia até Planaltina, todos somos BRASILIENSES, e pronto. Assim, abaixa o fogo da doutora Natanry Osório, querendo transformar o Plano Piloto no seu feudo.

MAMUTE May 6, 2013 11:17 AM

:previous: Concordo com o deputado e contigo pesquisador, todos sabemos que Sobradinho, Taguatinga, Ceilândia, Gama entre outras são Bairros de Brasília, alguns insistem em falar que são cidades, principalmente as emissoras de TV induzindo o Povo a falar besteira quando são questionadas sobre o assunto, espero que isso de um ponto final nisso...

pesquisadorbrazil May 6, 2013 5:22 PM

Quem vai quebrar a cara será o Rodrigo Rollemberg com idéia estupida de inventar querer dar uma certa autonomia as administração regionais, com a eleição direta para administrador. Daqui a pouco, com essa idéia demagogica, vai querer inventar câmara de vereadores também.

Jota May 6, 2013 6:03 PM

Na verdade a ideia do Rollemberg sempre esteve na lei organica do DF, apenas nunca foi regulamentada, mas concordo que é uma ideia de gerico.

Pessoalmente acho que é mais facil de entender Brasília como sendo a RA1, e as demais RAs como outras cidades dentro do DF, sem prefeito.

Mas o povo fica zangado, todo mundo que ser Brasília. Eu moro em Águas Claras e pra mim lá não é Brasília e não me importo nem um pouco com isso.

Mas mesmo achando o conceito errado é bom uma lei acabar com essa confusão do que é e do que não é Brasília.

Só uma pergunta, como chamaremos aquele negocio ali no meio do DF, em forma de avião? As placas indicam Brasília..... vamos chamar como agora? Plano Piloto? RA1? Centrão? :haha:

pesquisadorbrazil May 6, 2013 6:20 PM

Quote:

Originally Posted by Jota Ferro (Post 6117722)
Na verdade a ideia do Rollemberg sempre esteve na lei organica do DF, apenas nunca foi regulamentada, mas concordo que é uma ideia de gerico.

Pessoalmente acho que é mais facil de entender Brasília como sendo a RA1, e as demais RAs como outras cidades dentro do DF, sem prefeito.

Mas o povo fica zangado, todo mundo que ser Brasília. Eu moro em Águas Claras e pra mim lá não é Brasília e não me importo nem um pouco com isso.

Mas mesmo achando o conceito errado é bom uma lei acabar com essa confusão do que é e do que não é Brasília.

Só uma pergunta, como chamaremos aquele negocio ali no meio do DF, em forma de avião? As placas indicam Brasília..... vamos chamar como agora? Plano Piloto? RA1? Centrão? :haha:

Lá é Plano Piloto de Brasília. Eu acho o seguinte, mesmo você não se considera de Brasília, mais devemos salientar que NUNCA você terá uma Ferrari emplacada como Águas Claras-DF.:tup:

Jota May 6, 2013 6:49 PM

Quote:

Originally Posted by pesquisadorbrazil (Post 6117741)
Lá é Plano Piloto de Brasília. Eu acho o seguinte, mesmo você não se considera de Brasília, mais devemos salientar que NUNCA você terá uma Ferrari emplacada como Águas Claras-DF.:tup:

Mas Plano Piloto não é nome, não existe essa denominação oficial. Plano piloto era o nome técnico do plano de Brasília.

E quanto a ter uma Ferrari, acho que não vou ter nem como Águas Claras nem Brasília :haha:

Alias vendi meu carro, e agora estou de metrô.

MAMUTE May 22, 2013 12:31 PM

AGU pede o bloqueio de bens de ex-governadores do DF



Irregularidades nas ações do ProJovem (Programa Nacional de Inclusão de Jovens) fizeram com que a AGU (Advocacia-Geral da União) pedisse à Justiça o bloqueio de bens dos ex-governadores do Distrito Federal Joaquim Roriz (PSC), Maria de Lourdes Abadia (PSDB) e José Roberto Arruda (sem partido). Eles terão que devolver aos cofres públicos, caso condenados, a quantia de R$ 20 milhões.

Para conseguir a restituição dos valores, a AGU solicitou o bloqueio das contas bancárias, veículos, quebra de sigilo fiscal, notificação dos cartórios de registro de imóveis em Brasília e em São Paulo.

Segundo a ação ajuizada pela Procuradoria-Regional Federal da 1ª Região, os ex-governadores são acusados de descumprir o convênio firmado pelo FNDE (Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação) para a realização do ProJovem, no período entre 2005 e 2008. O programa tinha como objetivo formar mais de 10 mil jovens com idade entre 18 e 24 anos que não concluíram o ensino fundamental e oferecer cursos profissionalizantes. No entanto, ao final do projeto menos de mil jovens haviam participado da formação e não receberam certificação.

Os procuradores apontaram ainda outras irregularidades que justificaram o pedido de restituição dos valores, como a contratação da prestadora de serviços apenas a oito meses da assinatura do convênio por pregão presencial sem concorrentes, movimentação irregular dos recursos transferidos, realização de pagamentos em duplicidade, além da formação de turmas com quantidade de alunos superior a estabelecida no Programa.

Segundo a ação ajuizada pela AGU, os ex-governadores atentaram contra os princípios da Administração Pública, violando os deveres da honestidade, legalidade e lealdade à instituição federal a qual estavam vinculados. Além disso, a peça afirma que a ausência de comprovação da devida utilização de verbas públicas pode "acarretar um mascaramento de desvios perpetrados".

A AGU também pede a condenação de José Roberto Arruda por improbidade administrativa com suspensão dos direitos políticos, proibição de contratação com o poder público ou de recebimento de incentivos fiscais pelo prazo de cinco anos, e multa civil em até duas vezes ao valor da irregularidade (cerca de R$ 40 milhões). Os outros dois ex-governadores ficam livres das penalidades por causa do prazo de prescrição do processo das irregularidades que é de cinco anos.

ENTENDA O CASO

De acordo com o MPF-DF (Ministério Público Federal do Distrito Federal), o convênio para a implementação do Projovem no DF foi firmado em novembro de 2005 e previa a capacitação de 21 mil jovens entre 18 e 24 anos. Em 2007, essa meta foi reduzida para dez mil alunos mas, ainda assim, o resultado ficou longe do esperado. Dos 8.598 jovens matriculados, apenas 3.730 compareceram para o início das atividades e somente 1.696 se formaram - cerca de 8% do total estimado inicialmente.

Várias irregularidades foram identificadas na execução do convênio, entre elas a completa terceirização do serviço, com a transferência total da execução do programa para a Fundação Universa, sem o acompanhamento e controle devidos. A postura culminou em outras falhas, como ausência de infraestrutura adequada; movimentação irregular dos recursos transferidos; pagamentos em duplicidade; não comprovação de produtos e serviços pagos; formação de turmas com número de alunos superior ao estabelecido no programa e ausência de certificação.

Para o MPF, toda esta situação contribuiu para o alto índice de evasão do programa no DF, registrado em 54,6%. Nos autos do processo, os procuradores federais dizem que os alunos participaram das aulas sem acesso ao material de suporte e às estações da juventude, o que acarretou, fatalmente, a perda de interesse nos estudantes. Ainda segundo o órgão, as autoridades foram alertadas dos problemas no Projovem, porém não tomaram as providências necessárias.

"A eficácia da política pública implementada revelou-se inexpressiva", afirma o Ministério Público na peça judicial. "O pífio desempenho é de ser imputado diretamente à cúpula administrativa do Distrito Federal, visto que, como apontado pelos diversos documentos já citados, a fiscalização e o controle do contrato por parte do Governo do Distrito Federal não ocorreu de forma efetiva, o que prejudicou o atendimento das metas do Convênio", conclui o MPF-DF.












http://www1.folha.uol.com.br/poder/2...es-do-df.shtml

MAMUTE May 28, 2013 11:22 AM

Filipelli cogita concorrer ao cargo de governador nas próximas eleições


Após firmarem aliança histórica a fim de disputar o Governo do Distrito Federal em 2010, parceria entre o PT e o PMDB não está assegurada no próximo pleito. Com apoios de peso, o vice-governador estuda lançar candidatura própria. Petistas falam em parceria


Foto: Marcelo Ferreira
http://imgsapp2.correiobraziliense.c...322130408a.jpg
Agnelo e Filippelli uniram forças e garantiram vitória no 2º turno das últimas eleições: acordo repensado

PT e PMDB, os dois principais partidos da base do governo Agnelo Queiroz, protagonizaram no passado a disputa entre azuis e vermelhos que rachou o eleitorado do Distrito Federal. Em nome do pragmatismo político, as duas legendas dividiram o mesmo palanque em 2010, derrotaram os adversários em comum e administram juntas a capital do país. E 2014? A próxima campanha é uma incógnita. Muitos fatores impedem a renovação da aliança entre os dois grupos, o que levaria a uma polarização dentro da mesma administração. O vice-governador Tadeu Filippelli (PMDB), incentivado por analistas, marqueteiros, pesquisas de opinião, aliados e correligionários, já cogita encabeçar uma chapa contrária à reeleição de Agnelo.

Entre os petistas, uma nova aliança com o PMDB é dada como certa. Mas, entre os peemedebistas, a coisa é bem diferente. A falta de uma candidatura consistente entre os adversários de Agnelo reforça o sentimento entre os aliados de Filippelli de que ele jamais terá uma chance tão grande de concorrer em pé de igualdade com o PT. A perspectiva é de que o vice-governador consiga unir os discípulos de dois nomes que aparecem nas pesquisas como donos de uma base eleitoral forte, os ex-governadores Joaquim Roriz e José Roberto Arruda. Ambos mantêm fiéis seguidores, mas enfrentam dificuldades jurídicas para concorrer ao próximo pleito.
















http://www.correiobraziliense.com.br...eleicoes.shtml


All times are GMT. The time now is 9:52 PM.

Powered by vBulletin® Version 3.8.7
Copyright ©2000 - 2023, vBulletin Solutions, Inc.