HomeDiagramsDatabaseMapsForum About
     

Go Back   SkyscraperPage Forum > Regional Sections > América Latina > Brasil > Infraestrutura & Transporte


Reply

 
Thread Tools Display Modes
     
     
  #101  
Old Posted Dec 12, 2011, 1:00 AM
Jota's Avatar
Jota Jota is offline
Registered User
 
Join Date: Sep 2011
Posts: 3,488
porra, mas quarta-feira as duas das tarde é sacanagem, esse povo acha que ninguem trabalha?
Reply With Quote
     
     
  #102  
Old Posted Dec 12, 2011, 3:04 PM
MAMUTE's Avatar
MAMUTE MAMUTE is offline
...
 
Join Date: Nov 2010
Location: Brasília
Posts: 13,508
Intervenções no Eixo Monumental causam confusão entre os motoristas


A intervenção feita pelo Departamento de Trânsito (Detran) em alguns pontos do Eixo Monumental na manhã desta segunda-feira (12/12) pegou o motorista de surpresa e causou congestionamentos na via. Com o objetivo de melhorar o trânsito no horário de pico, o órgão fechou alguns acessos, além de desligar e modificar o funcionamento de alguns semáforos a partir da altura do Palácio do Buriti.

As mudanças duraram das 6h30 às 8h30 e se repetirão até o dia 23, como teste. Até lá, as intervenções terão formatos diferentes. Neste momento, os técnicos do Detran discutem os efeitos das mudanças no trânsito.

Na manhã desta segunda-feira, o trecho da via S1 (pista que liga a Rodoferroviária à Esplanada dos Ministérios) entre o Cruzeiro e a entrada do Parque da Cidade ficou completamente engarrafado. O fluxo da saída da 1ª Avenida do Sudoeste para o Eixo Monumental foi constante, por causa do sinal desligado. Mas o bloqueio das duas faixas da esquerda da avenida manteve o trânsito bastante lento. Os motoristas que desciam o eixo em direção à Rodoviária do Plano Piloto foram prejudicados pelo bloqueio das duas faixas da direita, reservadas para quem saía do Sudoeste.

Com os semáforos intermitentes, agentes do Detran controlaram a travessia de pedestres. O fluxo da via S1 se normalizava depois da entrada do Parque da Cidade, graças ao aumento do tempo aberto do semáforo em frente ao Ministério Público do Distrito Federal e Territórios (MPDFT). Impacientes, alguns motoristas furavam sinais vermelhos ou passavam pelo bloqueio dos cones, causando mais transtornos.

O motorista que subia a via N1 e pretendia pegar o retorno na altura do Memorial JK teve de retornar apenas na Praça do Cruzeiro, pois o primeiro acesso estava fechado. O longo tempo do sinal vermelho que dá acesso à via S1 causou uma contenção nas duas faixas da esquerda do eixo sentido Congresso Nacional-EPIA. O transtorno só terminou quando os bloqueios foram retirados e os sinais, religados.

Bloqueios retirados

Por volta das 8h30, foram desfeitas as intervenções em semáforos e retornos ao longo das vias N1 e S1 do Eixo Monumental. Após cerca de 10 minutos, todo o aparato preparado pelo Detran-DF para dar mais fluidez ao trânsito no Eixo Monumental foi retirado.

Por meio da assessoria de imprensa, o Detran-DF informou que as intervenções serão feitas de maneiras diferentes, ao longo das próximas duas semanas. Em seguida, avaliações serão feitas para saber se os resultados foram satisfatórios.

Um helicóptero do departamento vai monitorar o fluxo durante o período de mudanças no trânsito. Posteriormente, serão feitas avaliações para decidir quais medidas serão tomadas de forma definitiva.








http://www.correiobraziliense.com.br...toristas.shtml
Reply With Quote
     
     
  #103  
Old Posted Dec 13, 2011, 11:20 AM
MAMUTE's Avatar
MAMUTE MAMUTE is offline
...
 
Join Date: Nov 2010
Location: Brasília
Posts: 13,508
Mudanças no Eixo Monumental geram impactos negativos para motoristas


Para o Detran, é preciso ter mais paciência ou buscar alternativa para não cruzar a avenida


Motoristas que saíam da 1ª Avenida do Sudoeste tinham uma faixa livre para entrar no Eixo Monumental: sem interrupção


Os maiores prejudicados pelo Programa de Intervenção e Fluidez no Trânsito foram os motoristas que subiam a via N1 em direção à Estrada Parque Indústria e Abastecimento (Epia). Quem pretendia pegar o retorno, na altura do Memorial JK, foi impedido pelo bloqueio e teve de retornar apenas na Praça do Cruzeiro. A pista de acesso ficou congestionada com o aumento do fluxo de carros, o que provocou uma fila em duas faixas da via N1 que se estendeu até o Palácio do Buriti. O transtorno só terminou quando os bloqueios foram retirados e os sinais, religados.

A funcionária pública Adriana Tostes, 40 anos, moradora do Lago Sul, foi surpreendida pelo bloqueio que impediu a entrada no retorno que usa todos os dias para ir ao trabalho. “É típico do Detran entrar no meio e atrapalhar todo o trânsito. Não tem o menor sentido”, reclamou a motorista. Devido ao sinal da Praça do Cruzeiro, que fecha por três minutos e abre por somente um, Adriana diz ter perdido 15 minutos apenas no retorno. “Está todo mundo parado e o trânsito, mais engarrafado do que sempre esteve. Acho que o teste já morreu no primeiro dia”, avaliou.



Juvenal Marialdes afirma ter sido prejudicado com um atraso de 30 minutos devido às mudanças do Detran


Diariamente, o retorno do Memorial JK já causa transtornos aos motoristas. Mas quem usa o acesso com frequência garante que a mudança não agradou. O lavador de carros Juvenal Marialdes, 30 anos, faz o trajeto para o Setor de Indústrias Gráficas (SIG) todos os dias e perdeu meia hora com o bloqueio. “É uma bagunça, não vai resolver nada. Quando o retorno de lá está muito cheio, a gente sobe aqui na praça, mas agora está todo mundo aqui e já tenho meia hora de atraso”, protestou Juvenal.

Paciência
De acordo com o Detran, o objetivo principal da intervenção é a fluidez da via S1, sentido mais prejudicado pelo trânsito matinal. “Queremos resolver um problema do cotidiano. O motorista sente todo dia esse gargalo na altura da Catedral Rainha da Paz. Os reflexos nas vias adjacentes são esperados e o retorno do Memorial vai permanecer fechado justamente porque estamos eliminando os cruzamentos”, esclareceu o chefe do Núcleo de Policiamento e Fiscalização de Trânsito (Nupol) do Detran, Nelson Leite. “Os motoristas que vêm em outros sentidos vão sentir esse tipo de dificuldade. É preciso mais paciência ou buscar outra alternativa para não cruzar a avenida nesse horário”, aconselhou.

Além de causar dor de cabeça em quem faz o retorno no Eixo Monumental depois da Praça do Buriti, as mudanças previstas para hoje devem prejudicar também quem procura o acesso à via S1 por meio da 1ª Avenida do Sudoeste e da Estrada Parque Indústrias Gráficas (EPIG). As duas vias terão o tempo do sinal vermelho aumentado. Segundo Nelson Leite, essas medidas ainda podem ser modificadas novamente. “A gente já esperava que todas as estratégias poderiam não ter sucesso. A intervenção será a menor possível. Vamos ver se vai surtir o efeito esperado sem prejudicar muito o pessoal que sai do Sudoeste e do SIG”, ressaltou o chefe do Nupol.

Para o doutor em engenharia de transportes José Leles, prejudicar parte do trânsito para beneficiar determinada via não é uma boa solução para o trânsito de Brasília. “Quem determina qual dos dois precisa ter preferência? Se o volume é muito grande, o Detran teria de expor um estudo técnico de quais são os problemas para ver se justifica a prioridade”, apontou o especialista. Segundo Leles, o maior erro do sistema de trânsito são as tentativas de mudanças pontuais em substituição às medidas mais duradouras. “Essa intervenção depende da fiscalização, e eles não podem fazer isso pelo resto da vida. Se não há capacidade para suportar o fluxo, não há solução a não ser criar caminhos alternativos”, explicou.

Opinião do internauta
Leitores do Correio comentam as interferências no trânsito do Eixo Monumental:

William Torres
“Achei péssima a intervenção. O trânsito, que já é ruim, piorou mais ainda. Para variar, sempre que o Detran interfere piora e muito o fluxo dos veículos.”

Francimario Bezerra Lourenço
“Detran, não adianta somente desviar o trânsito, é preciso que se tenha uma visão holística. Por exemplo: não há sincronização entre os quatro semáforos da Rodoviária do Plano Piloto, ou seja, você passa por um ou dois e termina ficando retido no seguinte.”

José Maria Camargo
“Valeria a pena se todos os retornos fossem bloqueados, pois no momento que passei eles ainda estavam abertos e ficou complicado o trânsito. Quem pegava o retorno em frente ao Memorial JK para ir para o Sudoeste tinha que entrar na cara e na coragem e ficou confuso. O retorno será no viaduto do Setor Militar Urbano?”

Arthur Goulart
“Um trecho que eu fazia normalmente em cerca de 10 minutos demorei mais de 25 por causa da intervenção. Belo trabalho, hein? Basta usar um pouco a cabeça para saber que não daria certo.”

Ricardo Neves
“A construção de alças de desaceleração e aceleração facilitaria muito. Creio que não fere o tombamento, pois o mesmo Eixo Monumental possui locais com a citada alça. Também deveria ter nas paradas de ônibus.”

[IMG]http://imgsapp2.correiobraziliense.com.br/app/noticia_
127983242361/2011/12/13/282554/20111213081904899500u.jpg[/IMG]








http://www.correiobraziliense.com.br...toristas.shtml
Reply With Quote
     
     
  #104  
Old Posted Dec 13, 2011, 7:00 PM
MAMUTE's Avatar
MAMUTE MAMUTE is offline
...
 
Join Date: Nov 2010
Location: Brasília
Posts: 13,508
Começam obras do Veículo Leve Sobre Pneus


Os operários responsáveis pela construção do sistema Veículo Leve Sobre Pneus (VLP) começaram hoje (13/12) a montagem dos canteiros de obra dos terminais no Gama e de Santa Maria e a limpeza das projeções. Sob responsabilidade do Departamento de Estradas de Rodagem do Distrito Federal (DER-DF) e executado pelo Consórcio Construtor BRT Sul Obra Gama — fazem parte as construtoras Andrade Gutierrez, Via Engenharia e OAS —, a empreitada teve início no último dia 6.

Todo projeto está orçado em R$ 530 milhões e deve ser concluído em 18 meses. O VLP terá 35 km de extensão, ligará as regiões administravas do Gama, Santa Maria e Park Way ao Plano Piloto e será integrado com o metrô na estação Asa Sul. Serão construídos 15 estações, 15 passarelas e dois terminais. A expectativa do governo é que o novo meio de transporte atenda 600 mil pessoas e reduza as viagens do Gama e Santa Maria para o Plano Piloto de 90 minutos para 40 minutos.









http://www.correiobraziliense.com.br...re-pneus.shtml
Reply With Quote
     
     
  #105  
Old Posted Dec 13, 2011, 7:48 PM
Jota's Avatar
Jota Jota is offline
Registered User
 
Join Date: Sep 2011
Posts: 3,488
Quote:
Originally Posted by MAMUTE View Post
Começam obras do Veículo Leve Sobre Pneus


Os operários responsáveis pela construção do sistema Veículo Leve Sobre Pneus (VLP) começaram hoje (13/12) a montagem dos canteiros de obra dos terminais no Gama e de Santa Maria e a limpeza das projeções. Sob responsabilidade do Departamento de Estradas de Rodagem do Distrito Federal (DER-DF) e executado pelo Consórcio Construtor BRT Sul Obra Gama — fazem parte as construtoras Andrade Gutierrez, Via Engenharia e OAS —, a empreitada teve início no último dia 6.

Todo projeto está orçado em R$ 530 milhões e deve ser concluído em 18 meses. O VLP terá 35 km de extensão, ligará as regiões administravas do Gama, Santa Maria e Park Way ao Plano Piloto e será integrado com o metrô na estação Asa Sul. Serão construídos 15 estações, 15 passarelas e dois terminais. A expectativa do governo é que o novo meio de transporte atenda 600 mil pessoas e reduza as viagens do Gama e Santa Maria para o Plano Piloto de 90 minutos para 40 minutos.


http://www.correiobraziliense.com.br...re-pneus.shtml
Não entendo por que na EPTG tbm não será usado um VLP. Pelo menos não teriamos aquelas paradas horriveis de concreto....
Reply With Quote
     
     
  #106  
Old Posted Dec 14, 2011, 12:46 PM
MAMUTE's Avatar
MAMUTE MAMUTE is offline
...
 
Join Date: Nov 2010
Location: Brasília
Posts: 13,508
Novo modelo de transporte público será apresentado hoje à população



Rodoviária do Plano Piloto: integração pode fazer com que o passageiro troque de veículo sem pagar duas vezes pela passagem


O governo licitará o transporte público do Distrito Federal. Diferentemente do que ocorria no passado, a concorrência pública não será por veículos, mas por bacias ou regiões. Todo o sistema será integrado. Isso significa que o usuário portador do cartão de vale-transporte poderá, por exemplo, sair do Gama e ir a Planaltina com um único bilhete. O modelo será apresentado hoje à população em uma audiência pública realizada no auditório do Ministério Público do DF e Territórios (MPDFT). O debate começa às 15h (leia quadro).

A proposta será submetida a discussão e poderá ser aprimorada. O secretário de Transportes, José Walter Vazquez Filho, explicou que ainda falta definir a limitação de tempo para o uso do bilhete único. A ideia é que, em um intervalo de 40 minutos, a pessoa possa trocar de veículo sem pagar duas vezes pela passagem. “Pode haver mudanças em função da audiência pública ou de critérios técnicos”, explicou.

O consórcio vencedor de cada bacia terá índices de qualidade a cumprir e será fiscalizado pelo Transporte Urbano do Distrito Federal (DFTrans). Nas localidades onde houver corredores exclusivos de ônibus, os empresários ficam obrigados a providenciar os veículos adaptados a cada um deles. “Pode ser o BRT (corredor Norte), o ônibus com a porta invertida (corredor Verde) ou o veículo articulado. As empresas não serão obrigadas a adquiri-los imediatamente, porque não justifica ter o ônibus se o corredor não está pronto. Mas, a partir do momento em que as obras forem concluídas, os veículos especiais começarão a rodar”, afirmou Vazquez.

Técnica
O secretário de Transportes explicou que, ao contrário da experiência “não tão bem-sucedida” das cooperativas, haverá no edital de licitação uma grande exigência técnica. Provavelmente, o preço da outorga será fixo. “Nas cooperativas, quem pagou mais para explorar o serviço ficou com a linha. Temos a intenção de fixar um valor pela bacia, e ganha quem oferecer a menor tarifa”, adiantou.

Além disso, o governo não admitirá ônibus com mais de sete anos de fabricação. O edital de licitação também exclui as empresas com irregularidades fiscais, como débitos com o governo do DF, com o INSS e no FGTS. “Essa é mais uma prova de que estamos conseguindo avançar. Aprovamos o PDTU (Plano Diretor de Transporte Urbano) e assumimos a bilhetagem, que muitos consideravam tarefa impossível. Passamos pela greve sem reajuste da tarifa e vamos buscar operadores do transporte público que tenham, no contrato com o governo, direitos e responsabilidades com o poder público e com o usuário”, disse Vazquez.

Esta será a primeira vez que 100% da frota do DF será licitada. Atualmente, 75% dos veículos circulam irregularmente porque foram inseridos no sistema sem que houvesse certame. A audiência pública é uma exigência legal e uma oportunidade para que os cidadãos opinem sobre o que é melhor para eles. Após o debate de hoje, as sugestões serão analisadas e devem servir para aprimorar o edital de licitação, que será lançado no início de 2012.

Participe
O novo modelo será apresentado hoje à população no auditório do MPDFT. O credenciamento começa às 14h. O debate, às 15h.








http://www.correiobraziliense.com.br...opulacao.shtml
Reply With Quote
     
     
  #107  
Old Posted Dec 14, 2011, 1:04 PM
Jota's Avatar
Jota Jota is offline
Registered User
 
Join Date: Sep 2011
Posts: 3,488
Estou me roendo de vontade de ir nesta apresentação do novo modelo de transporte para o GDF, mas esse horario é ingrato. Quem for, favor trazer as noticias e fotos hein!
Reply With Quote
     
     
  #108  
Old Posted Dec 14, 2011, 8:00 PM
besantos besantos is offline
Registered User
 
Join Date: Nov 2011
Posts: 42
Alguém foi? Estou curioso também!
Reply With Quote
     
     
  #109  
Old Posted Dec 14, 2011, 9:10 PM
MAMUTE's Avatar
MAMUTE MAMUTE is offline
...
 
Join Date: Nov 2010
Location: Brasília
Posts: 13,508
Eu não fui, mas vejo grandes avanços.

____________________________________________________________


Governo anuncia licitação no transporte público do DF para fevereiro


A licitação do sistema de transporte público do Distrito Federal estará nas ruas em fevereiro de 2012 e, se não houver embargos judiciais do processo, os contratos com as empresas vencedoras serão assinados a partir de setembro. Até o fim do ano, todos os veículos com mais de sete anos de uso estarão fora de circulação. Os prazos foram fixados pelo secretário de Transportes, José Walter Vazquez Filho, durante a audiência pública na tarde desta quarta-feira (13/12), na sede do Ministério Público do Distrito Federal e Territórios.

Apesar do desejo por mudanças, falta otimismo para o motorista aposentado Milton Pereira da Silva, 53 anos. O morador de Ceilândia gostou “muito” do novo modelo de transporte público proposto pelo governo, mas acha difícil ser implementado. “É tudo muito bonito, mas dificilmente vai funcionar porque os grandes empresários não deixam. Todo mundo falava mal das vans. Dizia que era perigoso. Mas o fato é que, quando elas foram retiradas das ruas, fez falta a muita gente”, analisa o morador de Ceilândia.

Caso o governo consiga surpreender Milton Pereira — e a tantos outros brasilienses submetidos ao péssimo transporte público da capital —, a partir do próximo ano todo o sistema será mudado. O Distrito Federal vai ser dividido em regiões chamadas bacias. Cada bacia será explorada por uma empresa ou consórcio de empresas, ainda não está definido. “A vantagem desse modelo de licitação sobre o atual, cuja licitação se dá por veículo, é que a gestão e fiscalização do Estado e dos próprios empresários, é facilitada. Consequentemente, a qualidade do serviço tende a melhorar e a tarifa deve ser menor”, explica José Augusto Pinto Júnior, coordenador executivo do Programa de Transporte Urbano DF.

De acordo com o secretário de Transportes, José Walter Vazquez Filho, o modelo proposto pelos técnicos do governo tem ainda outra vantagem. Permite o equilíbrio financeiro do sistema. “Teremos o cuidado de mesclar linhas deficitárias com outras avitárias. Portanto, não teremos queixas dos empresários de que estão tendo prejuízos”, exemplifica.

O auditório do Ministério Público ficou lotado de moradores, ex-motoristas de van, donos de cooperativas e servidores do governo. Motorista de táxi e morador de Santa Maria, José Silva do Nascimento, 58 anos, fez questão de participar. “Sou brasiliense, moro aqui há 35 anos e tenho real interesse em ver a melhoria da nossa cidade”, diz justificando a sua presença. Sobre o modelo apresentado pelo governo, acredita que está sendo apresentada tardiamente. “Pelo menos a cada cinco anos, todo o sistema deve ser reavaliado. Agora, qualquer mudança só vai funcionar se o governo assumir as suas obrigações com pulso forte”, resume.

Desafio

Dentro do DF, o desafio maior do governo não é a integração do sistema, mas a forma de remuneração. “Imaginemos que o passageiro embarque em um veículo, faça parte do trajeto em outro e conclua o percurso em um terceiro. A passagem custa R$ 3. Como vou remunerar as empresas? Divisão igualitária? A maior parte para o primeiro embarque? O maior percurso?”, questiona Vazquez.

Outra dificuldade é integrar o transporte do DF ao do entorno. Vazquez lembra que o modelo de licitação da Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT) é diferente do adotado pelo Distrito Federal. E esse nem é o principal problema. “Em algumas cidades do Entorno não há gratuidade para estudantes. Nós temos. Vamos ter de conciliar legislações de três estados (Goiás, Minas Gerais e do DF) e modelos de gestões estaduais, federal e distrital”, cita.

Para conciliar tanta diversidade, o GDF estuda a criação de um grupo gestões com representes de todas as esferas governamentais para garantir a integração eficiente do sistema. Todas as sugestões e questionamentos feitos na audiência de ontem serão estudas por técnicos do governo e servirão para aprimorar o projeto de licitação.













http://www.correiobraziliense.com.br...evereiro.shtml
Reply With Quote
     
     
  #110  
Old Posted Dec 15, 2011, 11:16 AM
pesquisadorbrazil's Avatar
pesquisadorbrazil pesquisadorbrazil is online now
LLAP
 
Join Date: May 2011
Location: Brasília DF
Posts: 23,871
Então somente no final de 2013 teremos alguma novidade.... Então vamos conviver com o caos em 2012.
Reply With Quote
     
     
  #111  
Old Posted Dec 15, 2011, 1:04 PM
salengasss salengasss is offline
Registered User
 
Join Date: May 2011
Posts: 1,442
Tudo desse governo é furada.... veja o papelão com a festa de final de ano. Acho que Brasília é a única capital de um Estado-Nação, de um país decente, que não tem suas ruas enfeitadas.
Reply With Quote
     
     
  #112  
Old Posted Dec 15, 2011, 1:27 PM
ccv ccv is offline
Registered User
 
Join Date: Oct 2011
Posts: 251
[QUOTE=MAMUTE;5516604]Eu não fui, mas vejo grandes avanços.

____________________________________________________________


só se for a passos de tartaruga
Reply With Quote
     
     
  #113  
Old Posted Dec 15, 2011, 2:12 PM
Similar Similar is offline
Registered User
 
Join Date: Sep 2011
Posts: 342
No Twiiter do GDF acabam de anunciar que o Agnello assinou convênio no Ministério da Integração Nacional para a implantação do trem de passageiros entre Luziânia e Brasília. Vamos ver o cronograma no anúncio oficial.
Reply With Quote
     
     
  #114  
Old Posted Dec 15, 2011, 5:00 PM
MAMUTE's Avatar
MAMUTE MAMUTE is offline
...
 
Join Date: Nov 2010
Location: Brasília
Posts: 13,508
[QUOTE=ccv;5517495]
Quote:
Originally Posted by MAMUTE View Post
Eu não fui, mas vejo grandes avanços.

____________________________________________________________
Quote:
Originally Posted by MAMUTE View Post

só se for a passos de tartaruga
Antes tarde do que jamais
Reply With Quote
     
     
  #115  
Old Posted Dec 20, 2011, 5:34 PM
pesquisadorbrazil's Avatar
pesquisadorbrazil pesquisadorbrazil is online now
LLAP
 
Join Date: May 2011
Location: Brasília DF
Posts: 23,871
Eu não gostei da entrevista do governador na BANDEIRANTES no domingo de madrugada, o povo pode esquecer o VLT, parece que o GDF abaixou a cabeça para os donos de empresas de ônibus, vai socar BRT na esplanada, na l2 e na w3.

Mais ônibus, menos meio ambiente, e claro, mas custo com manutenção de pneus, oleo, combustivel e blablablá, e o AQUECIMENTO GLOBAL agradece, o GDF indo contra a redução de carbono. E viva a chuva ácida...
Reply With Quote
     
     
  #116  
Old Posted Dec 20, 2011, 6:03 PM
emblazius emblazius is offline
Flamenguista
 
Join Date: May 2011
Location: Brasília
Posts: 566
Quando perguntado achei estranho ele falar em outras alternativas, se não me engano ele usou uma expressão nesse sentido sobre o vlt. Preocupante mesmo.
__________________
Podemos escolher o que semear, mas somos obrigados a colher aquilo que plantamos
Reply With Quote
     
     
  #117  
Old Posted Dec 20, 2011, 6:19 PM
pesquisadorbrazil's Avatar
pesquisadorbrazil pesquisadorbrazil is online now
LLAP
 
Join Date: May 2011
Location: Brasília DF
Posts: 23,871
Quote:
Originally Posted by emblazius View Post
Quando perguntado achei estranho ele falar em outras alternativas, se não me engano ele usou uma expressão nesse sentido sobre o vlt. Preocupante mesmo.
Verdade, agora eu estranhei com relação a uma grande industria que virá se instalar em Brasília no ano que vem, mas quando ele revelou o nome ou o ramo da industria, o sinal caiu na minha tv...
Reply With Quote
     
     
  #118  
Old Posted Dec 20, 2011, 7:51 PM
Observerbsb Observerbsb is offline
Registered User
 
Join Date: Dec 2011
Posts: 33
Vlt

Quote:
Originally Posted by emblazius View Post
Quando perguntado achei estranho ele falar em outras alternativas, se não me engano ele usou uma expressão nesse sentido sobre o vlt. Preocupante mesmo.
Pessoal,

Não se preocupem. Vejam o que está disponivel hoje no site do metro/DF:

"GOVERNO DO DISTRITO FEDERAL

SECRETARIA DE ESTADO DE TRANSPORTES

COMPANHIA DO METROPOLITANO DO DISTRITO FEDERAL

REGIME DIFERENCIADO DE CONTRATAÇÕES PÚBLICAS – RDC



ABERTURA DE CONSULTA PÚBLICA

A COMPANHIA DO METROPOLITANO DO DISTRITO FEDERAL - METRÔ-DF, com observância às disposições da Lei nº 12.462/2011, do Decreto n.º 7.581/2011, e da Lei n.º 8.666/1993, no que couber, realizar consulta pública para subsidiar licitação, sob o regime de CONTRATAÇÃO INTEGRADA, para prestação de serviços técnicos especializados para a elaboração do PROJETO BÁSICO, EXECUTIVO, AS BUILT, EXECUÇÃO DAS OBRAS CIVIS, FORNECIMENTO E IMPLANTAÇÃO DE SISTEMAS FIXOS E MATERIAL RODANTE, assim como a PRÉ-OPERAÇÃO DO VEÍCULO LEVE SOBRE TRILHOS/VLT, correspondente ao trecho de interligação do Aeroporto Internacional Juscelino Kubitschek ao Terminal de Integração Asa Sul, integrante da Linha 1, em Brasília, Distrito Federal, conforme descrito na documentação disponível para consulta pública. Os interessados poderão consultar a documentação de referência, que constará no site http://www.metro.df.gov.br, no período de 20/12/2011 a 30/12/2011. Após a análise, poderão apresentar sugestões ou opiniões, devidamente identificados, com indicação dos itens e subitens referente à Minuta do ante-projeto e seus anexos, acompanhados de argumentação que os justifique, endereçados ao Diretor Presidente, pelo e-mail consultapublica@metro.df.gov.br ou protocolizando-os no Protocolo Geral da Companhia do Metropolitano do Distrito Federal, localizado na Av. Jequitibá, 155 – Águas Claras - Brasília, Distrito Federal, impreterivelmente dentro do período acima mencionado. A Companhia do Metropolitano do Distrito Federal - Metrô-DF procederá à análise do material recebido, e fará incorporar as sugestões, no que for acatado ao texto da documentação de referência, para aperfeiçoamento do certame. As possíveis alterações não serão comunicadas diretamente aos interessados, que poderão tomar conhecimento quando da publicação do Edital de licitação e documentação definitiva.

Brasília, 16/12/2011.

David José de Matos

Diretor-Presidente

"

No link: http://www.metro.df.gov.br/003/00301...D_CHAVE=162100

tem vários anexos com todo o projeto. Inclusive com traçados da linha e locais de estações.
Reply With Quote
     
     
  #119  
Old Posted Dec 20, 2011, 8:02 PM
pesquisadorbrazil's Avatar
pesquisadorbrazil pesquisadorbrazil is online now
LLAP
 
Join Date: May 2011
Location: Brasília DF
Posts: 23,871
Isso não resolve, estamos falando no trecho total, que seria do TAS até a 502 norte, trecho 2. Da 502 norte até o TAN. Sem contar a linha 2, ligando a Camara Federal com a rodoviária, trecho 1. Da rodoviária até o Memorial JK, trecho 2. E do Memorial JK até a Rodoferroviária, trecho 3. Isso tudo é peça de ficção. Vai ser mesmo BRT. Nem vou mencionar a expansão do metrô que nem saiu do papel e duvido que a expansão até o SCN vai sair ainda nesse governo.
Reply With Quote
     
     
  #120  
Old Posted Dec 20, 2011, 9:45 PM
emblazius emblazius is offline
Flamenguista
 
Join Date: May 2011
Location: Brasília
Posts: 566
Como moro nas 300 da asa sul e bem de frente para a W3, acompanhei desde 99 as mudanças na avenida.

De fato, mesmo sendo a porcaria que é hoje, melhorou bastante do que era com as vans (época do TerRorizta).

Era buzina toda hora, barulho de frenagens bruscas, berro dos cobradores, eu ouvia sempre da minha janela.

Hoje não tem mais as vans, o que tem são os barulhos das carroças (motor velho, lataria e freio).

Meu sonho sempre foi ver o VLT passando aqui na frente e fim dos onibus.

Após 13 anos me formei no segundo grau, faculdade, passei no concurso, comprei meu terreno, contrui minha casa e não verei o sonhado VLT.

Espero ao menos vir a casa dos meus pais trazer meu filhos e mostrar o VLT.

Já que o assunto era esse, me desculpem o desabafo verídico.
__________________
Podemos escolher o que semear, mas somos obrigados a colher aquilo que plantamos
Reply With Quote
     
     
This discussion thread continues

Use the page links to the lower-right to go to the next page for additional posts
 
 
Reply

Go Back   SkyscraperPage Forum > Regional Sections > América Latina > Brasil > Infraestrutura & Transporte
Forum Jump


Thread Tools
Display Modes

Forum Jump


All times are GMT. The time now is 12:53 AM.

     

Powered by vBulletin® Version 3.8.7
Copyright ©2000 - 2021, vBulletin Solutions, Inc.