HomeDiagramsDatabaseMapsForum About
     

Go Back   SkyscraperPage Forum > Regional Sections > América Latina > Brasil > Infraestrutura & Transporte


Reply

 
Thread Tools Display Modes
     
     
  #161  
Old Posted Oct 11, 2012, 7:24 PM
pesquisadorbrazil's Avatar
pesquisadorbrazil pesquisadorbrazil is offline
LLAP
 
Join Date: May 2011
Location: Brasília DF
Posts: 23,356
Também achei interessante a nova fachada do terminal.... Finalmente irão arrancar aqueles vidros quase caindo na cabeça das pessoas bem como a cor vermelha.


Last edited by pesquisadorbrazil; May 18, 2017 at 4:46 AM.
Reply With Quote
     
     
  #162  
Old Posted Oct 12, 2012, 12:03 AM
HLbsb's Avatar
HLbsb HLbsb is offline
Registered User
 
Join Date: Sep 2011
Posts: 402


Mais coisas se explicam, apesar da imagem totalmente amadora que foi divulgada. No começo fica um garrancho, mas depois melhora. É o que parece...

Houve uma escolha economica de se fazer um course ao invés do satélite, mas considerando a situação atual do aeroporto não se poderia simplesmente desfazer o satélite. A solução momentânea foi fazer esse garrancho, retirando dois fingers do satélite. No futuro o que vai acontecer é a adaptação do satélite como parte de um course ainda maior, como já vimos nas imagens anteriores.

O problema disso nem é tanto o garrancho, mas principalmente a circulação de pessoas dentro do satélite. Isso vai dobrar a quantidade de pessoas que passam por ali, então resta saber como será a adequação interna do satélite nesse primeiro momento.

Falando em espaço interno, aliás, ficaram muito boas as disposições apresentadas para o TPS. Outra coisa que gostei de ver é que o entorno do aeroporto abrigará negócios relacionados com o aeroporto, ou seja, hoteis, empresas de logística...


Eu esperava mais de uma apresentação tão divulgada. Fizeram uma apresentação bem amadora, mas o projeto em si é bom. Deve-se ressaltar também que BSB já é o principal aeroporto administrado pela Corporación America. Receberá um carinho especial...

Tenho a impressão de que aquela ponta de course que será construída, ligada ao satélite, receberá os voos internacionais. Tinha visto uma matéria sobre essa espectativa do consórcio em ter o course norte futuramente destinado aos voos internacionais...
Reply With Quote
     
     
  #163  
Old Posted Oct 12, 2012, 12:09 AM
HLbsb's Avatar
HLbsb HLbsb is offline
Registered User
 
Join Date: Sep 2011
Posts: 402


Sobre o portico do estacionamento instalado antes do balão, como fica o acesso à base aérea?? A base é utilizada por carros oficiais, militares e civis. É independente da concessão...
Reply With Quote
     
     
  #164  
Old Posted Oct 12, 2012, 3:03 AM
Jota's Avatar
Jota Jota is offline
Registered User
 
Join Date: Sep 2011
Posts: 3,488
Quote:
Originally Posted by HLbsb View Post


Sobre o portico do estacionamento instalado antes do balão, como fica o acesso à base aérea?? A base é utilizada por carros oficiais, militares e civis. É independente da concessão...
Isso é bem fácil de resolver, obviamente carros oficiais não pagarão o pedágio.
Reply With Quote
     
     
  #165  
Old Posted Oct 12, 2012, 4:05 PM
MAMUTE's Avatar
MAMUTE MAMUTE is offline
...
 
Join Date: Nov 2010
Location: Brasília
Posts: 13,345
Consórcio quer construir centro de negócios no aeroporto de Brasília


Projeto inclui construção de salas comerciais, centro de convenção e hotéis Inframérica arrematou aeroporto de Brasília por R$ 4,501 bilhões.

O consórcio Inframérica, administrador, junto com a Infraero, do aeroporto de Brasília, pretende construir no entorno do terminal um grande centro de negócios e de serviços para atender ao aumento no volume de passageiros nos próximos anos.

De acordo com o diretor do Inframérica Antonio Droghetti, o plano do consórcio é aplicar ali o conceito de “aerotrópole”, em que o passageiro encontra no aeroporto toda a infraestrutura de que precisa durante a sua estada – sem necessidade de deixar o local.


Imagem mostra como ficará entrada do aeroporto de Brasília depois da reforma (Foto: Divulgação)

Entre os projetos avaliados pelo consórcio para o entorno do aeroporto de Brasília estão a construção de hotéis, shopping, prédios de salas comerciais e um centro de convenções. Com isso, a empresa espera transformar Brasília na capital de negócios da América Latina.

“É em Brasília que se decide tudo. Ninguém faz negócio em São Paulo, por exemplo, sem antes discutir o projeto aqui”, diz Droghetti.

O Inframérica contratou uma empresa de consultoria para fazer o plano diretor do novo aeroporto de Brasília. A previsão é que o documento fique pronto em fevereiro de 2013, quando então será apresentado a empresas interessadas a investir no local. Essa estrutura será voltada principalmente às pessoas que viajam para tratar de negócios.

“A nossa expectativa é que os primeiros equipamentos entrem em operação em até cinco anos”, disse Droghetti. “O nosso objetivo é que as pessoas venham para Brasília, façam seus negócios, se hospedem e consumam aqui no aeroporto, sem necessidade de deslocamento ou risco de congestionamento.”

Investimento

O consórcio Inframérica informou nesta quinta-feira (11) que vai investir R$ 750 milhões na primeira fase de reforma e ampliação do aeroporto de Brasília, arrematado pela empresa no leilão feito pelo governo em fevereiro.

As obras da primeira fase compreendem aquelas que, por acordo com o governo, devem ficar prontas até a Copa de 2014. No caso do aeroporto de Brasília, inclui a reforma total dos dois terminais de passageiros e a construção de um terceiro, com 15 novas posições de embarque.

O consórcio também informou que vai dobrar o número de vagas em seu estacionamento, para cerca de 3 mil.

Os investimentos totais na reforma e ampliação do aeroporto vão aumentar a sua capacidade de 15 milhões para 41 milhões de passageiros ao ano até o fim da concessão.

Leilão

O Inframérica Aeroportos é formado pela Infravix Participações e pela Corporación America, operadora de aeroportos da Argentina. O consórcio pagou R$ 4,501 bilhões pela concessão do terminal de Brasília, ágio de 673,89%.

O consórcio é o mesmo responsável pela administração do aeroporto de São Gonçalo do Amarante, no Rio Grande do Norte, leiloado em agosto de 2011.

No total, o governo arrecadou R$ 24,5 bilhões com o leilão dos aeroportos de Guarulhos, Viracopos e Brasília, realizado em fevereiro. O ágio foi de 347% considerando o valor mínimo de R$ 5,477 bilhões exigido pelos três.

O aeroporto de Guarulhos foi arrematado pelo consórcio Invepar (composto pela Invepar Investimentos e Participações e Infraestrutura, com participação de 90%, e operadora Airport Company South Africa, com 10%), por R$ 16,213 bilhões – ágio de 373,5% sobre o valor mínimo.

A concessão de Viracopos, em Campinas, ficou com o consórcio Aeroportos Brasil (45% pela Triunfo Participações e Investimentos, 45% da UTC Participações e 10% da Egis Airport Operation, da França), que ofereceu R$ 3,821 bilhões, ágio de 159,75%.

Cada um dos três aeroportos é administrado por uma Sociedade de Propósito Específico (SPE) formada pelos consórcios vencedores (51%) e a Infraero, antiga operadora dos aeroportos, e que será sócia das SPE com 49% do capital.

Os contratos entre o governo e os consórcios foram assinados em junho. Atualmente, o controle da concessão ainda é dividido entre Inframérica e Infraero. O consórcio, porém, o assume a partir do dia 30 de novembro.









http://g1.globo.com/economia/negocio...-brasilia.html
__________________
Concordou? Comente! Gostou? Comente! Discordou? Comente! Deixe sua Opinião!

Cadastre-se e Comente!
Reply With Quote
     
     
  #166  
Old Posted Oct 12, 2012, 5:36 PM
HLbsb's Avatar
HLbsb HLbsb is offline
Registered User
 
Join Date: Sep 2011
Posts: 402
Quote:
Originally Posted by Jota Ferro View Post
Isso é bem fácil de resolver, obviamente carros oficiais não pagarão o pedágio.
Carros oficiais já não pagam atualmente, mas e os civis que utilizam a base aérea? São muitos...
Reply With Quote
     
     
  #167  
Old Posted Oct 12, 2012, 5:57 PM
Jota's Avatar
Jota Jota is offline
Registered User
 
Join Date: Sep 2011
Posts: 3,488
Quote:
Originally Posted by HLbsb View Post
Carros oficiais já não pagam atualmente, mas e os civis que utilizam a base aérea? São muitos...
A mesma coisa, se estiverem em missão oficial ou forem funcionários, não pagariam.

Mas seria interessante saber como fica a base militar, como seria sua relação com o aeroporto privatizado.
Reply With Quote
     
     
  #168  
Old Posted Oct 12, 2012, 6:31 PM
M.K. M.K. is offline
BANNED
 
Join Date: Jan 2007
Location: §¡კ₪@דч®ɛ€...۩™ -> աաա
Posts: 3,934
No meu primeiro trabalho oficial na Honeywell, fiz esse projeto arquitetônico dos sistemas do que seria
o aeroporto de Brasília em 1993. Já neste tempo meu chefe me falou quando terminei: 'Parece as mamas
de uma gostosona de lá'. Bem realmente, até o português reconhece que sempre se mama nos cofres
públicos na cidade, iniciando pelo aeroporto. Bem como toda obra no Brasil, um peito deu cancer, e só ficou
pela metade. Aqui está o desenho do projeto e vista geral de como seria. Eu quando o fiz, nem tinha percebido
o equívoco. Eu vou ser sincero, gosto muito dos satélites, mas isso deve ser uma saudade e sintonia com o
que foi meu projeto. É lamentável que mesmo depois de 20 anos, o prédio ficou 1/3 por fazer, sendo
completado agora com outro projeto. Bem o desenho está abaixo. As pessoas mencionadas já se
ausentaram faz tempo da empresa, bem como o local é outro. As referências ficaram invalidadas e obsoletas.

Reply With Quote
     
     
  #169  
Old Posted Oct 12, 2012, 8:47 PM
pesquisadorbrazil's Avatar
pesquisadorbrazil pesquisadorbrazil is offline
LLAP
 
Join Date: May 2011
Location: Brasília DF
Posts: 23,356
Quote:
Originally Posted by Jota Ferro View Post
A mesma coisa, se estiverem em missão oficial ou forem funcionários, não pagariam.

Mas seria interessante saber como fica a base militar, como seria sua relação com o aeroporto privatizado.
Até aonde eu sei, o local agora é PRIVADO, então os militares irão usar outra via de acesso a base aérea. Inclusive eu vi um render demonstrando que um novo acesso a base aérea será por perto daquele prédio do CNPQ, perto da Igreja Nossa Senhora de Nazaré.

Então os milicos irão usar essa via para acessar a base, agora aquele antigo acesso será coisa do PASSADO.
Reply With Quote
     
     
  #170  
Old Posted Oct 12, 2012, 9:02 PM
pesquisadorbrazil's Avatar
pesquisadorbrazil pesquisadorbrazil is offline
LLAP
 
Join Date: May 2011
Location: Brasília DF
Posts: 23,356
Quote:
Originally Posted by MAMUTE View Post
Consórcio quer construir centro de negócios no aeroporto de Brasília


Projeto inclui construção de salas comerciais, centro de convenção e hotéis Inframérica arrematou aeroporto de Brasília por R$ 4,501 bilhões.

O consórcio Inframérica, administrador, junto com a Infraero, do aeroporto de Brasília, pretende construir no entorno do terminal um grande centro de negócios e de serviços para atender ao aumento no volume de passageiros nos próximos anos.

De acordo com o diretor do Inframérica Antonio Droghetti, o plano do consórcio é aplicar ali o conceito de “aerotrópole”, em que o passageiro encontra no aeroporto toda a infraestrutura de que precisa durante a sua estada – sem necessidade de deixar o local.


Imagem mostra como ficará entrada do aeroporto de Brasília depois da reforma (Foto: Divulgação)

Entre os projetos avaliados pelo consórcio para o entorno do aeroporto de Brasília estão a construção de hotéis, shopping, prédios de salas comerciais e um centro de convenções. Com isso, a empresa espera transformar Brasília na capital de negócios da América Latina.

“É em Brasília que se decide tudo. Ninguém faz negócio em São Paulo, por exemplo, sem antes discutir o projeto aqui”, diz Droghetti.

O Inframérica contratou uma empresa de consultoria para fazer o plano diretor do novo aeroporto de Brasília. A previsão é que o documento fique pronto em fevereiro de 2013, quando então será apresentado a empresas interessadas a investir no local. Essa estrutura será voltada principalmente às pessoas que viajam para tratar de negócios.

“A nossa expectativa é que os primeiros equipamentos entrem em operação em até cinco anos”, disse Droghetti. “O nosso objetivo é que as pessoas venham para Brasília, façam seus negócios, se hospedem e consumam aqui no aeroporto, sem necessidade de deslocamento ou risco de congestionamento.”

Investimento

O consórcio Inframérica informou nesta quinta-feira (11) que vai investir R$ 750 milhões na primeira fase de reforma e ampliação do aeroporto de Brasília, arrematado pela empresa no leilão feito pelo governo em fevereiro.

As obras da primeira fase compreendem aquelas que, por acordo com o governo, devem ficar prontas até a Copa de 2014. No caso do aeroporto de Brasília, inclui a reforma total dos dois terminais de passageiros e a construção de um terceiro, com 15 novas posições de embarque.

O consórcio também informou que vai dobrar o número de vagas em seu estacionamento, para cerca de 3 mil.

Os investimentos totais na reforma e ampliação do aeroporto vão aumentar a sua capacidade de 15 milhões para 41 milhões de passageiros ao ano até o fim da concessão.

Leilão

O Inframérica Aeroportos é formado pela Infravix Participações e pela Corporación America, operadora de aeroportos da Argentina. O consórcio pagou R$ 4,501 bilhões pela concessão do terminal de Brasília, ágio de 673,89%.

O consórcio é o mesmo responsável pela administração do aeroporto de São Gonçalo do Amarante, no Rio Grande do Norte, leiloado em agosto de 2011.

No total, o governo arrecadou R$ 24,5 bilhões com o leilão dos aeroportos de Guarulhos, Viracopos e Brasília, realizado em fevereiro. O ágio foi de 347% considerando o valor mínimo de R$ 5,477 bilhões exigido pelos três.

O aeroporto de Guarulhos foi arrematado pelo consórcio Invepar (composto pela Invepar Investimentos e Participações e Infraestrutura, com participação de 90%, e operadora Airport Company South Africa, com 10%), por R$ 16,213 bilhões – ágio de 373,5% sobre o valor mínimo.

A concessão de Viracopos, em Campinas, ficou com o consórcio Aeroportos Brasil (45% pela Triunfo Participações e Investimentos, 45% da UTC Participações e 10% da Egis Airport Operation, da França), que ofereceu R$ 3,821 bilhões, ágio de 159,75%.

Cada um dos três aeroportos é administrado por uma Sociedade de Propósito Específico (SPE) formada pelos consórcios vencedores (51%) e a Infraero, antiga operadora dos aeroportos, e que será sócia das SPE com 49% do capital.

Os contratos entre o governo e os consórcios foram assinados em junho. Atualmente, o controle da concessão ainda é dividido entre Inframérica e Infraero. O consórcio, porém, o assume a partir do dia 30 de novembro.









http://g1.globo.com/economia/negocio...-brasilia.html
Como havia antecipado, o cartel hoteleiro e cartel dos taxistas estão num mato sem cachorro. O local vai virá o point de Brasília, e eu não estanharia, o GDF desvincular a região do Park Way e Lago Sul, criando uma administração autonoma, que nem seja na Cidade Digital, Cidade Aeroportuária e também no Pólo JK e Pólo Logístico.
Reply With Quote
     
     
  #171  
Old Posted Oct 14, 2012, 8:33 PM
NewCrucks NewCrucks is offline
Registered User
 
Join Date: Apr 2012
Posts: 20
Reply With Quote
     
     
  #172  
Old Posted Oct 15, 2012, 3:02 AM
lucastempo lucastempo is offline
Registered User
 
Join Date: Jun 2012
Posts: 31
po, show de bola! agora deu pra ter uma noçao boa com essas imagens aí!
Reply With Quote
     
     
  #173  
Old Posted Oct 16, 2012, 5:22 PM
pesquisadorbrazil's Avatar
pesquisadorbrazil pesquisadorbrazil is offline
LLAP
 
Join Date: May 2011
Location: Brasília DF
Posts: 23,356
Esses dias eu vi em alguns foruns, inclusive no antigo, que muitos ou estão desinformados ou com algum bloqueio mental, afirmando que o aeroporto não terá suas pistas ampliadas para receber aviões de grande porte como o A380.

Na entrevista dada, o futuro concessionário afirmou que uma das prioridades é justamente adequar as pistas para receber aviões de grande porte. Eu não sei, acho que é ceticismo da pessoas ou coisa parecida.
Reply With Quote
     
     
  #174  
Old Posted Oct 16, 2012, 6:05 PM
Jota's Avatar
Jota Jota is offline
Registered User
 
Join Date: Sep 2011
Posts: 3,488
Quote:
Originally Posted by pesquisadorbrazil View Post
Até aonde eu sei, o local agora é PRIVADO, então os militares irão usar outra via de acesso a base aérea. Inclusive eu vi um render demonstrando que um novo acesso a base aérea será por perto daquele prédio do CNPQ, perto da Igreja Nossa Senhora de Nazaré.

Então os milicos irão usar essa via para acessar a base, agora aquele antigo acesso será coisa do PASSADO.
É bem possivel mesmo, tem varios outros acessos ali pelo VI COMAR, acho que é ate mais reservado por ali e mais perto de quem mora no Lago Sul.

Mas de qualquer forma o aeroporto continua de uso compartilhado entre os militares e civis. E o controle aereo continuará com os militares, então estes terão que ter acesso ao proprio aeroporto.
Reply With Quote
     
     
  #175  
Old Posted Oct 17, 2012, 1:33 AM
pesquisadorbrazil's Avatar
pesquisadorbrazil pesquisadorbrazil is offline
LLAP
 
Join Date: May 2011
Location: Brasília DF
Posts: 23,356
Quote:
Originally Posted by Jota Ferro View Post
É bem possivel mesmo, tem varios outros acessos ali pelo VI COMAR, acho que é ate mais reservado por ali e mais perto de quem mora no Lago Sul.

Mas de qualquer forma o aeroporto continua de uso compartilhado entre os militares e civis. E o controle aereo continuará com os militares, então estes terão que ter acesso ao proprio aeroporto.
Sem duvida, mas creio que esse controle vai desaparecer com os anos. E mesmo nesse período de transição, eles terão que PAGAR para acessar o aeroporto.
Reply With Quote
     
     
  #176  
Old Posted Oct 17, 2012, 3:46 PM
Jota's Avatar
Jota Jota is offline
Registered User
 
Join Date: Sep 2011
Posts: 3,488
Quote:
Originally Posted by pesquisadorbrazil View Post
Sem duvida, mas creio que esse controle vai desaparecer com os anos. E mesmo nesse período de transição, eles terão que PAGAR para acessar o aeroporto.
É bom lembrar que o aeroporto não foi privatizado no sentido extrito, o gerenciamento, investimentos e lucros são agora de responsabilidade de uma empresa privada, mas a propriedade do imóvel ainda é do governo.

Portanto não é um imóvel privado, e sim um imóvel do governo sob cessão de uso para exploração a um particular.
Reply With Quote
     
     
  #177  
Old Posted Oct 18, 2012, 5:57 PM
pesquisadorbrazil's Avatar
pesquisadorbrazil pesquisadorbrazil is offline
LLAP
 
Join Date: May 2011
Location: Brasília DF
Posts: 23,356
Quote:
Originally Posted by Jota Ferro View Post
É bom lembrar que o aeroporto não foi privatizado no sentido extrito, o gerenciamento, investimentos e lucros são agora de responsabilidade de uma empresa privada, mas a propriedade do imóvel ainda é do governo.

Portanto não é um imóvel privado, e sim um imóvel do governo sob cessão de uso para exploração a um particular.
O importante que o lugar vai mudar de cara, e espero que seja numa velocidade melhor. Pois agora a lei de licitações não se aplicará mais no lugar. Inclusive com o novo concessionário, tem o poder de explorar TUDO, mesmo que tenha participação do governo, inclusive, a sede da INFRAERO que seria no lugar, não será mais.

Quem está polvorosa, são as concessionárias de carros, postos de gasolina que estão no lugar, pois até aonde todos sabemos não terão suas permissões renovadas, inclusive dos taxistas, que terão que chupar o dedo em outro local.

E outra, existe uma nova lei que a Dilma vai sancionar, que estabelece aeroportos privados com operação privada, inclusive com a torre de comando operada por civis e não por militares.
Reply With Quote
     
     
  #178  
Old Posted Oct 19, 2012, 1:31 AM
HLbsb's Avatar
HLbsb HLbsb is offline
Registered User
 
Join Date: Sep 2011
Posts: 402
Sobre a Base Aérea...

A imagem abaixo faz parte do relatório preliminar que foi anexado ao edital de concessão do aeroporto:



A área em azul foi definida, desde o edital, como sendo base aérea. O natural então é que o acesso viário seja desviado. O bom disso é que, eliminando-se aquele acesso atual, fica muito mais fácil e barato construir pátio de aeronave no local por onde passa...

Só um detalhe, a área comercial ficou com aproximadamente 1.000 hectares, enquanto a área militar com ~1.800 hectares. Somente uns 300 hectares dessa área militar tem construções e o resto está do outro lado do ribeirão gama em uma APA.

Last edited by HLbsb; Oct 19, 2012 at 2:32 AM.
Reply With Quote
     
     
  #179  
Old Posted Oct 19, 2012, 5:54 PM
pesquisadorbrazil's Avatar
pesquisadorbrazil pesquisadorbrazil is offline
LLAP
 
Join Date: May 2011
Location: Brasília DF
Posts: 23,356
Quote:
Originally Posted by HLbsb View Post
A imagem abaixo faz parte do relatório preliminar que foi anexado ao edital de concessão do aeroporto:



A área em azul foi definida, desde o edital, como sendo base aérea. O natural então é que o acesso viário seja desviado. O bom disso é que, eliminando-se aquele acesso atual, fica muito mais fácil e barato construir pátio de aeronave no local por onde passa...

Só um detalhe, a área comercial ficou com aproximadamente 1.000 hectares, enquanto a área militar com ~1.800 hectares. Somente uns 300 hectares dessa área militar tem construções e o resto está do outro lado do ribeirão gama em uma APA.
Sem duvida, e outra, aquela via que tem um viaduto ao lado da 2a pista vai ser aterrada, pois como não terá mais serventia, vai desaparecer.

E irão construir uma nova via de acesso a base aérea passando por debaixo da 1a pista e saindo nas proximidades do CNPQ e Igreja Nossa Senhora de Nazaré, inclusive no outro forum, eu havia postado imagens dessa via.
Reply With Quote
     
     
  #180  
Old Posted Oct 25, 2012, 7:44 PM
fortescue fortescue is offline
Registered User
 
Join Date: Mar 2012
Posts: 282
Aerolíneas Argentinas pode voar para PR, MG e DF em 2013

Na tarde desta quarta-feira, dia 24, pimeiro dia da Feira de Turismo das Américas (Abav), o diretor de vendas da Aerolíneas Argentinas, Fabián Lombardo, afirmou que o Brasil pode receber novos voos da companhia agentina em três cidades. São elas: Curitiba, no Paraná; Belo Horizonte, em Minas Gerais, e o Distrito Federal.

"A partir do dia 20 de março de 2013 essas três cidades podem ter voos diretos da nossa aérea. Além delas, duas cidades baianas vão ter novidades: Salvador e Porto Seguro. Serão três frequências semanais para a capital do Estado e outros quatros voos para a cidade do descobrimento", disse Fabián Lombardo.

O diretor também destacou que o Rio de Janeiro vai passar de quatro para cinco frequências e que Florianópolis agora terá três semanais. "Tudo isso a partir de dezembro deste ano", confirmou.

O executivo também antecipou ao MERCADO & EVENTOS que a Aerolíneas Argentinas fechou parceria com operadoras do Rio de Janeiro com o objetivo de divulgar os destinos que a companhia voa. "Em breve vamos fazer o mesmo com Porto Alegre", finalizou.

Fonte: Mercado & Eventos
Reply With Quote
     
     
This discussion thread continues

Use the page links to the lower-right to go to the next page for additional posts
 
 
Reply

Go Back   SkyscraperPage Forum > Regional Sections > América Latina > Brasil > Infraestrutura & Transporte
Forum Jump


Thread Tools
Display Modes

Forum Jump


All times are GMT. The time now is 4:50 AM.

     

Powered by vBulletin® Version 3.8.7
Copyright ©2000 - 2020, vBulletin Solutions, Inc.