HomeDiagramsDatabaseMapsForum About
     

Go Back   SkyscraperPage Forum > Regional Sections > América Latina > Brasil > Infraestrutura & Transporte


Reply

 
Thread Tools Display Modes
     
     
  #641  
Old Posted Jan 16, 2015, 8:37 PM
pesquisadorbrazil's Avatar
pesquisadorbrazil pesquisadorbrazil is online now
LLAP
 
Join Date: May 2011
Location: Brasília DF
Posts: 23,219
Agora vamos dar uma trégua desse lance político, espero ver é mais ação e obras do que embromação. Pois dinheiro para expansão do metrô, compra de trens e inicio do VLT, o Rollemberg tem. Só não lança por outro motivo. Acredito que não quer mexer nisso agora, pois o povo vai alegar, tem bilhões para obras mas não tem para pagar funcionários.

E ia me esquecendo do caso do cartel do metrô e vlt. Portanto, tudo que envolva metrô e vlt está paradinho da silva e não envolve o governo local, mas de outros estados. Se bobiar vai ter que convocar até Cristovam.
Reply With Quote
     
     
  #642  
Old Posted Jan 18, 2015, 12:13 PM
MAMUTE's Avatar
MAMUTE MAMUTE is offline
...
 
Join Date: Nov 2010
Location: Brasília
Posts: 13,311
Metrô do DF pode ter extensão de mais 7 km até 2016



Secretário de Mobilidade quer iniciar obras de ampliação este ano

Alessandro Saturno/TV Record

Hoje o metrô tem 24 estações em funcionamento



Promessa da campanha eleitoral do governador Rodrigo Rollemberg, a extensão da linha do Metrô do Distrito Federal pode ser entregue em um ano. O secretário de Mobilidade, Carlos Henrique Tomé, pretende iniciar em 2015 as obras para a construção de mais 7 km de trilhos, que vai significar cinco novas estações no sistema.

Em Ceilândia, a ideia é construir 2 km de linhas até o final do Setor O. Serão duas estações a mais depois do Terminal Ceilândia. Em Samambaia, o projeto é aumentar em 3,2 km a linha férrea para a construção de outras 2 estações até o final da cidade. A que pode ser mais demorada é a construção da primeira estação da Asa Norte, na Galeria do Trabalhador. Seriam mais 2 km além da Estação Central, na Rodoviária.

Henrique Tomé diz que os projetos estão em fase avançada e que há possibilidade de construção das obras em um prazo de aproximadamente um ano porque nem todas serão subterrâneas, que costumam ser mais demoradas.

— A obra de Ceilândia é em trincheira, que é uma vala descoberta por onde passa o trem, essa obras tem prazo de duração média. Em Samambaia é obra de superfície, que não é muito demorado. A mais complexa é a da Asa Norte, que terá que ser subterrânea.

Tomé afirma que a pretensão do governo é dar início às obras de ampliação o mais rápido possível, além de finalizar os projetos para uma ampliação mais extensa e de prazo ainda idenfinido para atender os moradores da saída norte do Distrito Federal. A ideia é ampliar a linha até Planaltina, passando pela Asa Norte.

Além da ampliação, o governo pretende desenvolver um projeto de modernização do sistema sobre trilhos com a conclusão de mais quatro estações – 104 Sul, 106 Sul, 108 Sul e Onoyama - que estão estruturas, mas ainda carecem de obras de acabamento, e a compra de 10 novos trens.

— Essa modernização também passa pelo sistema elétrico do metrô para aumentar a frequência de circulação dos trens. Hoje a frequência é razoável.

O projeto inicial do metrô do DF previa a saída de trens de cinco em cinco minutos, mas a frequência média é de 15 minutos nos horários de pico e de 30 minutos nos horários de menor movimento.

O projeto inicial do metrô prevê estações até o final da Asa Norte, Ceilândia e Samambaia.

Veja:













http://noticias.r7.com/distrito-fede...-2016-18012015
__________________
Concordou? Comente! Gostou? Comente! Discordou? Comente! Deixe sua Opinião!

Cadastre-se e Comente!

Last edited by MAMUTE; Jan 18, 2015 at 2:33 PM.
Reply With Quote
     
     
  #643  
Old Posted Jan 18, 2015, 7:17 PM
pesquisadorbrazil's Avatar
pesquisadorbrazil pesquisadorbrazil is online now
LLAP
 
Join Date: May 2011
Location: Brasília DF
Posts: 23,219
Sinceramente eu não entendo esse governo, hora fala que Planaltina não terá metrô e agora fala que vai ter. Sinceramente o governo não parece confiável em suas atitudes. E agora falar que a obra da Asa Norte vai ser demorada? Vai se levar 2 anos para fazer 1 km de linha de metrô subterranea? Sei...
Reply With Quote
     
     
  #644  
Old Posted Jan 19, 2015, 1:06 AM
pesquisadorbrazil's Avatar
pesquisadorbrazil pesquisadorbrazil is online now
LLAP
 
Join Date: May 2011
Location: Brasília DF
Posts: 23,219
E voltando as ideias de fazer um trem ligando Águas Lindas a Rodoferroviária. Esqueceram alguns detalhes importantes. Atrás da rodoferroviária, o terreno TODO é do EXÉRCITO, estão sonhando que o Exército vai querer perder mais espaços em Brasília? Não fizeram a maior anarquia quando a Marinha se desfez do terreno no Sudoeste? O Exército não tem influência externa, pode prometer até a mãe, e como irá fazer esse ramal numa área já ocupada? Só se fizerem uma gigantesca linha ELEVADA e mesmo assim, terá que passar pelo terreno do Exército para acessar a Rodoferroviária. E tem um agravante, esqueceram que tombaram a Rodô, portanto não pode NEM ter novas construções no seu entorno. E a área de retorno dos trens terá que adentrar o Parque Nacional? Sei... Eu nem vou mencionar o próprio Trem de Média Velocidade, o povo pensa que as composições são pequenas, se estendem por centenas de metros. E como um gigante deste irá fazer, só para ter ideia, li agora num artigo que um Trem Bala de nova geração tem 238 metros de comprimento. Claro que os trens tem duas frentes, mas mesmo assim, tem que fazer a manobra para retornar no caminho inverso, ou vão fazer que nem a UNB propôs com o trem de Luziânia, colocar o trem numa via apenas. No dia que ocorrer um acidente, o povo taca fogo no trem de Luziânia.
Reply With Quote
     
     
  #645  
Old Posted Jan 23, 2015, 8:20 PM
MAMUTE's Avatar
MAMUTE MAMUTE is offline
...
 
Join Date: Nov 2010
Location: Brasília
Posts: 13,311
Pane no Metrô é devido a "falhas elétricas e mecânicas", afirma companhia




Nesta sexta-feira (23), o sistema funciona normalmente e não há registro de transtornos aos usuários

Imagem: Facebook




Um levantamento técnico realizado pelo Metrô-DF indicou que os problemas verificados em três trens nessa quinta-feira (22) ocorreram em virtude de falhas elétricas e mecânicas e não por problemas de energia da Companhia Energética de Brasília (CEB) ou das fortes chuvas. Nesta sexta-feira (23), o sistema funciona normalmente e não há registro de transtornos aos usuários.

Pane em Águas Claras

O primeiro trem apresentou falha no cabeamento elétrico do motor, às 18h04 de ontem, perdendo a tração entre a estação Águas Claras e Arniqueiras, em virtude de equipamentos obsoletos e falta de investimentos adequados em manutenção. A composição é da série 1000, adquirida em 1994, e está na fila para troca de peças. Às 18h39 o sistema foi normalizado, e o trem retirado de circulação. Mas houve atraso de 30 minutos na saída de outras composições.

O segundo problema foi constatado em um trem, também da série 1000, que chegava na Estação Águas Claras, às 19h40. Houve um curto circuito do motor, com três explosões provocadas pelo acionamento de um dispositivo de segurança utilizado para cortar a corrente elétrica em caso de elevações bruscas de energia quando ocorre algum problema no trem. Segundo a Companhia, "o arco elétrico é controlado e, normalmente, não precisa de interferência do Corpo de Bombeiros".

Passageiros em pânico

Os usuários entraram em pânico, saíram dos trens e ocuparam os trilhos. O Metrô-DF precisou desenergizar os trilhos para evitar riscos de choque elétrico. A operação só se normalizou às 22h20, nos dois sentidos, quando o último pedestre foi retirado pela equipe de segurança do Metrô-DF e pelo Corpo de Bombeiros do DF. Os trens foram recolhidos e passam por revisão.

O terceiro trem a apresentar problemas seguia logo atrás. Ele serviria para remover o segundo que estava parado, mas também não funcionou. Essa falha provocou uma reação em cadeia.

Medidas

As fortes chuvas que caíram no final da tarde desta quinta-feira provocaram o alagamento em duas estações – Concessionárias e Praça do Relógio -, sendo que a última teve que ser fechada por cerca de uma hora para garantir a segurança do usuário.

A diretoria do Metrô reuniu-se nesta sexta-feira para discutir providências a serem tomadas e evitar novos transtornos à população. Entre as medidas:



1) Criação de um núcleo de antecipação de crise dentro da estrutura do Comitê de Prevenção Permanente de Segurança (Copese);

2) Intensificar a manutenção dos trens, que são muito antigos. A frota começou a ser adquirida em 1994, com tecnologia da década de 80, e precisam de revisão com mais freqüência.

3) Modernização do sistema: está prevista a licitação para compra de 10 novos trens no primeiro semestre de 2015, ampliação das estações e reformulação das rotinas de atendimento ao usuário.

Fonte: Da redação do Jornal de Brasília






http://www.jornaldebrasilia.com.br/n...rma-companhia/
__________________
Concordou? Comente! Gostou? Comente! Discordou? Comente! Deixe sua Opinião!

Cadastre-se e Comente!
Reply With Quote
     
     
  #646  
Old Posted Jan 23, 2015, 8:37 PM
pesquisadorbrazil's Avatar
pesquisadorbrazil pesquisadorbrazil is online now
LLAP
 
Join Date: May 2011
Location: Brasília DF
Posts: 23,219
Leram bem o que o presidente do metrô falou? Que os novos trens estarão rondando em Brasília apenas em 2017. Eu não acredito que se leve 2 anos para entrega.
Reply With Quote
     
     
  #647  
Old Posted Jan 24, 2015, 2:58 PM
MAMUTE's Avatar
MAMUTE MAMUTE is offline
...
 
Join Date: Nov 2010
Location: Brasília
Posts: 13,311
Metrô: tecnologia dos anos 1980

Presidente do órgão condena cenário atual e diz que solução pode levar 2 anos

Foto: Raphael Ribeiro



Os usuários da Companhia do Metropolitano do DF (Metrô-DF) terão de ter paciência para esperar as melhorias no transporte. Dois anos, no mínimo, é o prazo dado pelo presidente da companhia, Marcelo Dourado, para começarem as mudanças, consideradas urgentes pelo próprio gestor, após confirmar que a pane em alguns trens, registrada no início da noite da quinta-feira, aconteceu por falta de manutenção e falhas elétricas e mecânicas.

Segundo Dourado, a licitação para a compra de dez trens será feita no primeiro semestre deste ano com recursos do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC) da Mobilidade e custará R$ 230 milhões. No entanto, a empresa vencedora ainda tem aproximadamente 24 meses para entregar os trens.

Já a licitação para a expansão do metrô, o presidente da companhia garante que está prevista para o segundo semestre de 2015. No total, a construção de duas estações em Ceilândia, duas em Samambaia e uma no início da Asa Norte, próximo ao Hospital Regional da Asa Norte (Hran), vai custar R$ 680 milhões. As obras vão começar após o meio do ano, mas a previsão para os passageiros começarem a utilizar os serviços é em apenas três anos.

Manutenção

Enquanto isso, Dourado assegura que será criado um Comitê de Prevenção Permanente de Segurança (Copese) para rever a manutenção e antecipar os riscos de acidente. "Hoje, temos trens com mais de 20 anos de uso. A frota começou a ser adquirida em 1994, com tecnologia da década de 80. Portanto, não podemos negar a necessidade de uma modernização geral, com ar-condicionado nos vagões e segurança para os usuários. Porém, ainda que as providências já estejam sendo tomadas, esse processo é demorado", acrescenta.

De acordo com o diretor de Administração e Finanças do Sindicato dos Metroviários (Sindmetrô- DF), Quintino dos Santos Sousa, o metrô está operando por sorte. Segundo ele, os contratos de manutenção não estão sendo cumpridos e, quando são, não passam por uma fiscalização adequada, tendo em vista que ela é feita pelas próprias empresas que prestam o serviço. Além disso, Quintino alerta para o quadro reduzido de funcionários, falta de treinamento da equipe e itens de segurança escassos. "Nenhum dos problemas registrados até agora resultaram em tragédia, com mortes, mas a chance é grande. No entanto, como o presidente e os diretores da companhia foram trocados recentemente, nossa expectativa é boa", completa.

Pane não teria relação com a forte chuva

Após um levantamento técnico, o Metrô-DF assumiu que os defeitos verificados em três trens, anteontem, não aconteceram por problemas de energia da Companhia Energética de Brasília (CEB) ou pelas fortes chuvas. Segundo a companhia, o primeiro apresentou falha no cabeamento elétrico do motor, às 18h04, perdendo a tração entre as estações de Águas Claras e Arniqueiras, em virtude de falta de manutenção. Às 18h39, o sistema foi normalizado. Houve atraso de 30 minutos na saída de outras composições.

A segunda falha foi constatada em um trem que chegava à Estação Águas Claras, às 19h40. Houve um curto-circuito do motor, com três explosões provocadas pelo acionamento de um dispositivo de segurança, utilizado para cortar a corrente elétrica em caso de elevações bruscas de energia quando ocorre algum problema no trem.

Segundo a jornaleira Lidinalva Goes, 47, que estava em um dos trens que apresentaram problema, os usuários entraram em pânico. Ela diz que caminhou pelos trilhos da estação de Arniqueiras até Águas Claras. "Eu não vi fogo. Por isso, fiquei tranquila, mas as pessoas ficaram apavoradas", conta.

A operação se normalizou às 22h20, nos dois sentidos, quando o último pedestre foi retirado. Os trens foram recolhidos e passam por revisão. O terceiro a apresentar problemas serviria para remover o segundo, que estava parado, mas também não funcionou. A falha teria provocado uma reação em cadeia.

Tarifa zero

A preocupação com a qualidade dos transportes e com o aumento do preço das passagens motivou os integrantes do Movimento Passe Livre a protestar, por volta das 17h, na Rodoviária do Plano Piloto. Com instrumentos musicais, os manifestantes gritavam "tarifa zero" e ainda chegaram a fechar duas vias do Eixo Monumental, no sentido Torre de TV.

Fonte: Da redação do Jornal de Brasília









http://www.jornaldebrasilia.com.br/n...dos-anos-1980/
__________________
Concordou? Comente! Gostou? Comente! Discordou? Comente! Deixe sua Opinião!

Cadastre-se e Comente!
Reply With Quote
     
     
  #648  
Old Posted Jan 24, 2015, 8:16 PM
pesquisadorbrazil's Avatar
pesquisadorbrazil pesquisadorbrazil is online now
LLAP
 
Join Date: May 2011
Location: Brasília DF
Posts: 23,219
O povo pensa que a industria de metrô nasce em árvores. Portanto, nem mesmo conseguir financiamento garante recebimento dos trens. Já imaginou, chegar o prazo para entregar, e o GDF não tiver pago esperando o governo federal dar a grana.

Já vimos essa história durante o governo RORIZ, no dia que inaugurou a ponte do Lago Sul que contava com dinheiro federal, foi praticamente o dia que recebeu a verba.
Reply With Quote
     
     
  #649  
Old Posted Jan 31, 2015, 11:16 PM
pesquisadorbrazil's Avatar
pesquisadorbrazil pesquisadorbrazil is online now
LLAP
 
Join Date: May 2011
Location: Brasília DF
Posts: 23,219
Enrolation número 3589 do Rollemberg...

Empresa polonesa apresenta produtos




O presidente do Metrô-DF, Marcelo Dourado, recebeu nesta quinta-feira (29), o embaixador da Polônia no Brasil, Andrezej Braiter, e o presidente do Conselho de Administração da Novamedia, Krzysztof Owczorek. A empresa é especializada na fabricação de equipamentos eletrônicos e tem contratos com metrôs de algumas cidades brasileiras, como o de São Paulo.

Owczorek apresentou portfolio de produtos e serviços da Novamedia, considerada uma das mais modernas da Europa, e tem previsão de montar uma fábrica no Brasil em 2016.

Marcelo Dourado informou que, ainda no primeiro semestre deste ano, o Metrô-DF deverá lançar edital de licitação, com previsão de recursos do governo federal, para a modernização do sistema operacional e de telecomunicações do Metrô. E apresentou as vantagens de se instalar uma fábrica no DF. "Brasília está no centro do país, e o governador Rollemberg tem interesse de atrair empresas e indústrias para a região", afirmou.

Reply With Quote
     
     
  #650  
Old Posted Jan 31, 2015, 11:19 PM
pesquisadorbrazil's Avatar
pesquisadorbrazil pesquisadorbrazil is online now
LLAP
 
Join Date: May 2011
Location: Brasília DF
Posts: 23,219
Avisa o Dourado e Rollemberg, qualquer concessão de benefícios fiscais deve ter AVAL Conselho Nacional de Política Fazendária leia-se Confaz. Já vimos o que ocorreu com os ônibus elétricos chineses que Agnelo prometeu.

Estava tudo acertado entre o GDF e a empresa, quando bateu no Confaz fora vetado todos os benefícios fiscais distritais, resultado, a empresa fora se instalar em São Paulo. Portanto, ainda mais agora com governo rasgando acordos internacionais e contratos, com certeza as chances dessa empresa vir para Brasília é ZERO.

Detalhe, todos os estados podem até liberar os beneficios fiscais, se SP vetar acabou a festa.
Reply With Quote
     
     
  #651  
Old Posted Feb 3, 2015, 3:41 AM
pesquisadorbrazil's Avatar
pesquisadorbrazil pesquisadorbrazil is online now
LLAP
 
Join Date: May 2011
Location: Brasília DF
Posts: 23,219
Será que em via, veremos isso acontecer...

Reply With Quote
     
     
  #652  
Old Posted Feb 3, 2015, 2:51 PM
Agarwaen Agarwaen is offline
Registered User
 
Join Date: May 2014
Posts: 498
Com o VLT da W3 saindo da prioridade, essas praças em frente aos shoppings Brasília e Pátio Brasil estão suspensas também.
Reply With Quote
     
     
  #653  
Old Posted Feb 3, 2015, 3:23 PM
Agarwaen Agarwaen is offline
Registered User
 
Join Date: May 2014
Posts: 498
Copiando do outro Fórum. Uma resposta do perfil do Facebook do GDF:

Quote:
Governo do Distrito Federal
Oi, André! Será lançado, até maio, o edital de licitação para integração ferroviária entre Brasília-Luziânia e Brasília-Goiânia. O Metrô-DF tem discutido, com o governo federal, qual será o melhor roteiro para as ferrovias. São trens regionais importantes não só para o DF, mas para o entorno. Os VLTs são uma modalidade de transporte que podem levar 900 pessoas de uma só vez, portanto será tratado como prioridade pelo Governo. Em março, será contratado um projeto para estudo de vias de VLT em várias vias do DF. Entre elas, um corredor entre Águas Claras, Taguatinga e Estrutural. Outra área a ser atendida seria ligar a Rodoferroviária, Esplanada dos Ministérios e Sudoeste.

Equipe DF
Interessantemente, ignora de novo o VLT Aeroporto-TAS-W3, mas menciona VLT no Eixo Monumental e Sudoeste e um novo projeto que eu ainda não tinha ouvido falar entre Águas Claras, Taguatinga e Estrutural. Alguém arrisca um traçado?
Reply With Quote
     
     
  #654  
Old Posted Feb 3, 2015, 3:55 PM
pesquisadorbrazil's Avatar
pesquisadorbrazil pesquisadorbrazil is online now
LLAP
 
Join Date: May 2011
Location: Brasília DF
Posts: 23,219
Quote:
Originally Posted by Agarwaen View Post
Copiando do outro Fórum. Uma resposta do perfil do Facebook do GDF:



Interessantemente, ignora de novo o VLT Aeroporto-TAS-W3, mas menciona VLT no Eixo Monumental e Sudoeste e um novo projeto que eu ainda não tinha ouvido falar entre Águas Claras, Taguatinga e Estrutural. Alguém arrisca um traçado?
Sinceramente tudo que está sendo prometido não vai cumprir.

Primeiramente....

VLT não nascem em árvores, portanto, leva-se no mínimo 2 anos desde a compra até entrega. Estou falando apenas dos VLT. Eu nem vou me referir a fazer um projeto do ZERO, do jeito que eles querem. Portanto. Não veremos nada disso durante esse governo. Pior, vai querer se reeleito para cumprir o que prometeu.

Sorte que a primeira lei no Congresso Nacional para desespero de Rollemberg é.... o FIM DA REELEIÇÃO. Portanto, se não cumprir, ele estará impedido de continuar no governo, e se..... conseguir fazer o sucessor. Se nem Rorizão conseguiu, com certeza ele não consegue.
Reply With Quote
     
     
  #655  
Old Posted Feb 4, 2015, 11:30 PM
pesquisadorbrazil's Avatar
pesquisadorbrazil pesquisadorbrazil is online now
LLAP
 
Join Date: May 2011
Location: Brasília DF
Posts: 23,219
Estações e terminais do trem Brasília-Anápolis-Goiânia estão predefinidas

BRASÍLIA, 04/02/2014 – A Superintendência do Desenvolvimento do Centro-Oeste (Sudeco) coordenou, na tarde desta quarta-feira (4), a reunião que discutiu a predefinição das estações e dos terminais do estudo de viabilidade técnica, econômica e ambiental de criação do trem Brasília-Anápolis-Goiânia.

Na ocasião, que ocorreu na sede da Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT), foram apresentadas pelas entidades envolvidas no projeto ferroviário as premissas vocacionais das estações e dos terminais nas localidades do Distrito Federal e de Goiás.

Em Brasília, um potencial desenhado pelo estudo e já concordado pelo GDF, será uma estação na Rodoferroviária, que é uma localização central de passageiros ferroviários. "Esse local vai envolver também o projeto do trem Brasília-Luziânia e a ideia é centralizar", declarou o especialista em regulação da ANTT, Juliano Samor.

Em Goiás, o trem passará pelos municípios de Águas Linda, Santo Antônio do Descoberto, Anápolis, finalizando em Goiânia. O Governo daquele Estado já se posicionou junto com as prefeituras das possíveis localizações das estações.

Houve também durante o encontro a discussão sobre as preferências dos traçados de acesso e sobre os resultados dos estudos com relação à solução da modalidade do transporte de cargas. "O projeto mostra claramente a inviabilidade de uma ferrovia de uso misto, considerando que a parte de cargas não é viável sob o ponto de vista técnico, operacional e econômico", declarou o diretor de Planejamento e Avaliação da Sudeco, Carlos Gardel.

Segundo o especialista em infraestrutura da ANTT, Juliano Samor, esse projeto vai promover a dinamização de uma região que tem grande potencial. "É uma área de pouca urbanização, há poucas interferências e muitas possibilidades de interesses empresariais, comerciais e habitacionais. A instalação vai fazer com que se tenha uma outra realidade nesse corredor", observou.

"O modal rodoviário já está próximo de atingir a saturação e tem poucas possibilidades de ampliação. A ferrovia de transporte de passageiros vem para oferecer uma nova alternativa de mobilidade para as pessoas que fazem esse trajeto sistematicamente", ressaltou Carlos Gardel.

O projeto

A Sudeco é a coordenadora do Comitê Técnico da Ferrovia Brasília-Anápolis-Goiânia. Cabe a ela fazer a articulação entre os entes públicos participantes do acordo de cooperação da elaboração dos estudos de viabilidade da criação do trem que ligará o Distrito Federal e as duas cidades de Goiás. O projeto, contratado pela ANTT com recursos do Banco Mundial, está em andamento e deverá ser concluído em maio de 2015.

Reply With Quote
     
     
  #656  
Old Posted Feb 4, 2015, 11:32 PM
pesquisadorbrazil's Avatar
pesquisadorbrazil pesquisadorbrazil is online now
LLAP
 
Join Date: May 2011
Location: Brasília DF
Posts: 23,219
Burrice, o que eles querem com isso. O estudo já apresentado aqui, que esse trecho é o mais acidentado e terá o maior CUSTO para implantação. Uai o GDF não está falido, e vai enterrar bilhões em um projeto mirabolante. Eu estou sentindo no ar que melaram o projeto de uma empresa séria e estão dando preferência a idéia tosca da UNB.

Last edited by pesquisadorbrazil; Feb 4, 2015 at 11:46 PM.
Reply With Quote
     
     
  #657  
Old Posted Feb 5, 2015, 12:33 AM
MAMUTE's Avatar
MAMUTE MAMUTE is offline
...
 
Join Date: Nov 2010
Location: Brasília
Posts: 13,311
Começou a roubalheira vai custar creio que uns 10 BI nesse novo trajeto da Rodoferroviária, Águas Lindas, Santo Antônio do Descoberto, Anápolis ate Goiânia, sendo o pior traçado possível, mais longo, com mais curvas e com a necessidade de construção de túneis, alguns vão ficar milionários com essa ai, fora as desapropriações
__________________
Concordou? Comente! Gostou? Comente! Discordou? Comente! Deixe sua Opinião!

Cadastre-se e Comente!
Reply With Quote
     
     
  #658  
Old Posted Feb 5, 2015, 9:11 AM
pesquisadorbrazil's Avatar
pesquisadorbrazil pesquisadorbrazil is online now
LLAP
 
Join Date: May 2011
Location: Brasília DF
Posts: 23,219
Eu só tenho uma palavra para Rollemberg. AMADORISMO e sem contar, que ele anda esquecendo que a RODOFERROVIÁRIA é TOMBADA, portanto NADICA DE NADA, pode ser edificado no seu ENTORNO. Eu estou curioso pois.

RODOFERROVIÁRIA é TOMBADA
PARQUE NACIONAL é PROTEGIDO

Portanto, ele quer SOCAR ali, o trem do Entorno, o trem metropolitano e o trem regional sem ameaçar o Parque Nacional e a Rodoferroviária. Sem contar, que o entorno norte da Rodoferroviária é área MILITAR, portanto, com uma vara de condão, ele vai querer desapropriar aquela área e jogar os milicos para aonde?
Reply With Quote
     
     
  #659  
Old Posted Feb 5, 2015, 11:41 AM
fabiano's Avatar
fabiano fabiano is online now
Registered User
 
Join Date: May 2013
Location: Brasília
Posts: 2,431
Já vi que vem roubalheira por aí.

O melhor trecho seria saindo do Polo JK (que já é um setor industrial consolidado), com destino a Goiânia.

Sei não hein...
Reply With Quote
     
     
  #660  
Old Posted Feb 5, 2015, 3:42 PM
MAMUTE's Avatar
MAMUTE MAMUTE is offline
...
 
Join Date: Nov 2010
Location: Brasília
Posts: 13,311
Empresa alemã propõe sugestões ao Metrô-DF


Diretoria conheceu portfólio do Grupo Deutsche Bahn



Diretores da DB Internacional, pertencente ao Grupo Deutsche Bahn, da Alemanha, apresentaram um portfólio com serviços prestados para empresas de trens urbanos de todo o mundo ao diretor-presidente da Companhia do Metropolitano do DF (Metrô-DF), Marcelo Dourado. O encontro, realizado nessa terça-feira (3) na sede da presidência, em Águas Claras, contou com a presença do diretor-executivo da DB, Peter Mirov, e do chefe de gestão de operações Han-Jürgen Hendrich.

A DB Internacional, empresa líder na Europa, é especializada em transporte ferroviário de passageiros e serviços logísticos. Já desenvolveu projetos e prestou consultoria para os metrôs do Rio de Janeiro, São Paulo, Quatar, China e Arábia Saudita. Criada em 1835, a empresa inaugurou escritório no Brasil em 2012 e já realizou mais de 2 mil projetos em mais de 100 países.

O diretor-presidente informou que o Metrô-DF lançará cinco licitações nos próximos meses para ampliação, modernização e segurança do sistema e os convidou a participar dos certames. "Já temos recursos assegurados pelo Governo Federal e vamos dar início, em maio, à compra de 10 novos trens e, em junho, a expansão de cinco estações do Metrô, sendo duas em Ceilândia, duas em Samambaia e uma na Asa Norte. Nossa meta é levar, até o final de 2018, os trilhos para a 107 Norte", explicou Marcelo Dourado.

O Metrô-DF tem realizado reuniões com dirigentes de empresas nacionais e internacionais para conhecer as experiências bem sucedidas em outros locais, com o objetivo de incrementar a prestação do serviço para a população do DF. "Queremos que a companhia seja referência nacional. Além do metrô, o Governo do Distrito Federal pretende implantar os Veículos Leves sobre Trilhos (VLTs) e os trens regionais que ligarão Brasília-Luziânia e Brasília-Goiânia", destacou Dourado.












http://www.metro.df.gov.br/noticias/...%C3%B4-df.html
__________________
Concordou? Comente! Gostou? Comente! Discordou? Comente! Deixe sua Opinião!

Cadastre-se e Comente!
Reply With Quote
     
     
This discussion thread continues

Use the page links to the lower-right to go to the next page for additional posts
 
 
Reply

Go Back   SkyscraperPage Forum > Regional Sections > América Latina > Brasil > Infraestrutura & Transporte
Forum Jump


Thread Tools
Display Modes

Forum Jump


All times are GMT. The time now is 2:50 AM.

     

Powered by vBulletin® Version 3.8.7
Copyright ©2000 - 2020, vBulletin Solutions, Inc.