SkyscraperPage Forum

SkyscraperPage Forum (https://skyscraperpage.com/forum//index.php)
-   Infraestrutura & Transporte (https://skyscraperpage.com/forum//forumdisplay.php?f=696)
-   -   Transporte por Trilhos Brasília | Movimentação no Setor (https://skyscraperpage.com/forum//showthread.php?t=194614)

pesquisadorbrazil Jan 9, 2012 1:13 PM

Uai eles ignoram os dias parados, pois vão utilizar como moeda de troca. E claro, graças ao contribuinte, vão ter belas férias remuneradas, é mole. Se fosse nos EUA, a cobra iria fumar...

pesquisadorbrazil Jan 11, 2012 12:12 PM

Ferrovia ligará Brasília a Anápolis e Goiânia

O superintendente de Desenvolvimento do Centro-oeste, Marcelo Dourado, anunciou, em entrevista à RÁDIO 730, a perspectiva de construção de duas grandes obras ferroviárias no estado de Goiás nos próximos anos.

Segundo ele, já foram iniciados os estudos para a viabilização de uma ferrovia ligando Brasília a Luziânia e de outra ligando a capital federal a Anápolis e Goiânia. “São duas obras muito importantes para o desenvolvimento da região”, ressaltou.

Ele avaliou o ano de 2011 como “muito bom” para o Centro-oeste. e acredita em um incremento nos recursos para a região. “Batemos todos os recordes de produtividade e liberação de créditos. A agricultura e a pecuária estão em outro patamar e são a base da economia goiana”, lembrou.

Fonte: http://www.portal730.com.br/noticias...e-goiania.html

pesquisadorbrazil Jan 11, 2012 12:13 PM

Será que podemos acreditar na veracidade das informações?

GMF Jan 11, 2012 6:12 PM

:previous:
Parece ser verídica, mas o próprio superintendente disse que ainda é uma perspectiva. Está sujeita a estudos de viabilidade e pode ser só mais um projeto.

MAMUTE Jan 13, 2012 8:06 PM

:previous:Tomara que não demore muito, já estou na espera...

Espartano_bsb Jan 14, 2012 10:42 AM

Infelizmente a única notícia que anda saindo sobre o Metrô-DF é sobre a greve dos empregados públicos!! :(

pesquisadorbrazil Jan 17, 2012 5:43 PM

Justiça determina retorno dos metroviários a partir de amanhã

Em audiência realizada na tarde desta terça-feira (17/1), o Conselho Especial do Tribunal Regional do Trabalho da 1ª região determinou, por unanimidade, o fim da greve dos metroviários, paralisados há mais de um mês.

Os desembargadores argumentaram que embora a greve não seja abusiva, os metroviários devem voltar ao trabalho. Em contrapartida, o Governo do Distrito Federal deve apresentar em 15 dias, no máximo, uma proposta para a categoria.

Caso o governo não cumpra a decisão da Justiça, será obrigado a pagar uma multa diária de R$ 20 mil. A mesma pena vale para os metroviários que não voltarem às suas funções nesta quarta-feira (18/1).

Hoje, às 20h30, o Sindicato dos Metroviários (Sindimetro) fará mais uma assembleia, a fim de decidir o futuro do movimento.

Fonte: http://www.correiobraziliense.com.br...e-amanha.shtml

MAMUTE Jan 17, 2012 8:35 PM

:previous:E agora??? será que vão acatar a decisão???

pesquisadorbrazil Jan 18, 2012 3:00 PM

Uai claro, apesar que eles querem equiparação salarial com empresas que tem o que vender e teoricamente geram receita, por esse motivo, os funcionários tem participação nos lucros.

E o METRO DF não gera lucro, só prejuízo, então, se querem reciprocidade com os funcionários da CAESB E CEB, sugiro que o GDF não tem aumento nenhum, pois, o METRO DF é deficitário.

MAMUTE Jan 25, 2012 4:06 PM

Destino do projeto de Brasília ainda é um mistério


Em uma cidade desenhada para os automóveis e sem calçadas em algumas de suas avenidas, o único projeto de transporte coletivo em Brasília para a Copa do Mundo está rigorosamente parado, embora o primeiro contrato para a realização das obras tenha sido assinado há quase três anos.

A linha do veículo leve sobre trilhos (VLT), o bonde moderno, deveria ter 22,6 quilômetros e 25 estações, entre o aeroporto e o fim da Asa Norte, atravessando toda a extensão do Plano Piloto. O projeto foi dividido em três fases e apenas a primeira delas, com 6,5 quilômetros e quatro estações, talvez seja concluída até 2014. Sem decisão mesmo sobre essa fase, o governo local ainda avaliará, por volta de abril, se toca as obras ou engaveta temporariamente o projeto.

Além de despertar controvérsia por interferir no projeto urbano da cidade, o VLT de Brasília enfrenta questionamentos judiciais. Em dezembro, o Tribunal de Justiça do Distrito Federal anulou o primeiro contrato para as obras, firmado em abril de 2009, com valor próximo de R$ 1,5 bilhão. "Não há dúvida de que o processo de licitação foi fraudado desde o início", disseram os desembargadores, na sentença. Eles afirmam ter havido conluio entre duas empresas, que simularam concorrência, mas dividiram a elaboração dos projetos básico e executivo. A decisão culpa o ex-presidente do Metrô-DF, estatal responsável pela implantação do projeto, de participação "devidamente comprovada" no esquema de fraude.

Menos de 3% das obras avançaram antes da paralisação. Enquanto o esqueleto de um dos terminais do VLT começa a enferrujar, as autoridades de Brasília decidiram concentrar-se exclusivamente no primeiro trecho da linha. Ele liga o aeroporto ao fim da Asa Sul, o que é "totalmente inútil", na avaliação de Artur Morais, especialista em políticas de transporte e pesquisador da Universidade de Brasília (UnB).

Pode soar pouco familiar para quem não conhece o mapa da capital, mas há uma explicação. No projeto original, o novo sistema de transporte percorreria toda a avenida W3, a mais movimentada de Brasília. Passaria pelas duas regiões de hotéis e perto do Estádio Nacional, que sediará seis jogos da Copa do Mundo. Só com o primeiro trecho em operação, nada disso pode ser feito e a avenida continuaria atendida por ônibus velhos e precários, sem renovação.

Até o atual presidente do Metrô-DF, David José de Matos, reconhece a perda de eficácia com o encolhimento do VLT. "Preferimos fazer assim para não correr o risco de chegar a 2014 com toda a W3 esburacada", diz. Mas ele defende a continuidade do projeto como "pontapé inicial de um sistema de transporte integrado", como "acesso a uma tecnologia nova", e como "segunda alternativa de acesso ao aeroporto".

O último balanço dos projetos de mobilidade urbana da Copa previa o início das obras do VLT em dezembro. A nova licitação, no entanto, ainda não foi concluída e o governo espera assinar o contrato até abril. Com isso, acredita que os trabalhos podem ser retomados em julho. "Dá para entregar até a Copa. As obras civis, em si, demoram cerca de 18 meses", afirma Matos. A questão, segundo o executivo, é se surgirem questionamentos judiciais ou novos obstáculos que atrasem ainda mais o cronograma. Por isso, ele diz que uma reavaliação sobre a viabilidade da obra deverá ser feita em abril, antes da assinatura definitiva do contrato.

A nova licitação - que inclui os projetos de engenharia e as obras - está sendo feita pelo RDC, o regime diferenciado de contratações, recentemente sancionado pela presidente Dilma Rousseff. A Caixa Econômica Federal já deu aval a um financiamento de R$ 263 milhões, segundo informou Matos.

A dificuldade em tirar o projeto do papel repete a novela do metrô, que atravessou vários governos. O sistema teve sua construção iniciada em 1992, mas só começou a operar em 2001, em meio a atrasos e denúncias de irregularidades. Até hoje tem uma rede limitada, requer subsídios de mais de R$ 50 milhões para funcionar e não consegue andar com seus planos de expansão. No cenário otimista, prevê-se apenas mais uma estação até 2014.

O governo local encara a linha de VLT como um paradigma na tentativa de revitalização da avenida W3, espécie de bulevar comercial até os anos 80, que entrou em decadência com os shopping centers. Para o professor Frederico Flósculo, da Faculdade de Arquitetura e Urbanismo da UnB, isso não faz sentido se for mantida a circulação de carros e ônibus pela avenida. Flósculo, que coordenou a equipe vencedora de um concurso para projetos de recuperação urbana da W3, diz só ver sentido no projeto caso o VLT transite em uma via exclusiva de pedestres.













http://www.valor.com.br/impresso/esp...-e-um-misterio

MAMUTE Feb 10, 2012 1:45 PM

Metrô para completamente por problemas de sinalização nesta manhã

Pelo quarto dia consecutivo os trens do metrô apresentaram problemas. Nesta sexta-feira (10/2) todos eles pararam de funcionar devido a uma falha na sinalização. Segundo a assessoria de imprensa do Metrô-DF, eles perderam o sistema de rastreamento dos trens por toda a extensão da última estação da Asa Sul até as estações de Ceilândia e Samambaia.

O problema começou por volta das 8h10 e imediatamente as atividades foram paralisadas e os trens rebocados para as estações mais próximas, onde os passageiros desembaram. A assessoria de empresa garantiu que está informando os usuários sobre os problemas na circulação dos veículos.

Os carros voltaram a rodar por volta das 9h20, mas com lentidão em todas as estações do metrô. A viagem que costuma demorar entre 10 e 15 minutos está durando cerca de uma hora e vinte minutos. Diversos trens pararam nos trilhos e os passageiros ficaram presos nos vagões por 40 minutos, até o problema começar a ser solucionado.



Este já é o quarto dia seguido que os usuários desse transporte sofrem com problemas técnicos. Na última terça-feira um trem ficou parado entre as estações Arniqueiras e Águas Claras por cerca de meia hora. Já na quarta, uma queda de energia deixou a viagem lenta entre as estações Asa Sul e Arniqueiras.

Na quinta-feira a situação foi ainda pior. Os trens voltaram a parar devido a problemas de tração. Segundo o usuário Alexandre Magalhães, os passageiros ficaram presos nos vagões e se queixavam da falta de informação. Muitos tentaram sair pelas saídas de emergência. Alguns chegaram a passar mal com o calor dentro dos vagões.












http://www.correiobraziliense.com.br...ta-manha.shtml

MAMUTE Feb 10, 2012 1:47 PM

:previous:Quase todo dia tem problemas no Metrô, algo tem que ser feito pra ontem...

pesquisadorbrazil Feb 11, 2012 12:01 AM

Com certeza o povo do PSTU e PSOL andam sabotando o metrô. Espero que a PF entre no caso, da mesma forma do Noroeste. Eu quero ver, quem vai pagar os 2 milhões de reais em bens destruídos pelos alunos da UNB ligados a esse grupo de terroristas politicos.

MAMUTE Feb 11, 2012 1:50 PM

Falhas frequentes no metrô levantam suspeita de boicote dos metroviários


Às vésperas de mais uma greve dos metroviários, o sistema de transporte do Distrito Federal apresentou problemas pelo quarto dia consecutivo. Os veículos pararam no meio do caminho, das 8h10 às 9h20. Os responsáveis pela Metrô-DF investigam as causas do defeito e levantam a suspeita de que as falhas ocorrem como forma de pressão. A direção do Sindicato dos Trabalhadores em Empresas de Transportes Metroviários (Sindmetrô), no entanto, descarta a hipótese e acusa a autarquia de negligenciar a manutenção da rede.


http://imgsapp2.correiobraziliense.c...946442335u.jpg
Pela manhã, os trens ficaram parados das 8h10 às 9h20: estações lotadas e revolta da população

A categoria anunciou outra greve a partir de segunda-feira — no fim do ano, houve a maior paralisação do gênero já registrada no país, com 37 dias de braços cruzados. Ainda assim, estava prevista uma assembleia às 21h de amanhã, na Estação Praça do Relógio. Mas até o fechamento da edição representantes do Sindmetrô, da Metrô-DF e do Ministério do Trabalho estavam em reunião para tentar chegar a um acordo. Reivindicam-se o fim das terceirizações, melhorias no sistema de trens e de estações, cumprimento de acordo coletivo e igualdade com as demais empresas do GDF.

Ontem, uma pane no sistema de informações da Metrô-DF impediu que o computador central da rede, no Centro de Controle Operacional (CCO), localizasse os trens em circulação. O aparelho coordena a distância e a velocidade dos veículos. Não permite, por exemplo, que um veículo fique a menos de 500 metros um do outro. Sem os dados das linhas, o CCO ordenou que os vagões parassem na estação mais próxima. Com isso, um trem que saiu de Ceilândia ficou com os passageiros presos na linha por cerca de 40 minutos, pois a Estação Praça do Relógio estava ocupada. Segundo o diretor operacional da empresa, Fernando Sollero, o procedimento garante a segurança dos usuários.














http://www.correiobraziliense.com.br...oviarios.shtml

Espartano_bsb Feb 11, 2012 6:36 PM

O principal problema é a falta de investimento no sistema! Simples. Tão óbvio quanto andar para frente.

besantos Feb 11, 2012 10:52 PM

Brasília está caindo aos pedaços... metrô que não anda, onibus velhos, asfalto destruído, caos na saúde pública, polícia civil dominada por uma máfia... triste.

MAMUTE Feb 13, 2012 12:35 PM

GDF descobre sabotagem na central de controle do Metrô/DF


Foi confirmado pelo Governo do Distrito Federal (GDF) que as falhas mecânicas responsáveis pela pane no sistema de informações da Companhia do Metropolitano do Distrito Federal (Metrô-DF) foram causadas por sabotagem. Os problemas ocorreram ao longo da semana passada, as vésperas de mais uma greve dos metroviários. Mas foi às 4h da madrugada deste domingo (12) que a equipe técnica do Metrô, junto ao grupo de inteligência da Polícia Civil do Distrito Federal (PCDF), encontrou no Centro de Controle Operacional (CCO), no Plano Piloto, cabos do sistema de informações mexidos, exatamente onde estava o problema.




Desde sexta-feira a possibilidade de sabotagem havia sido reforçada pelas constantes problemas, o que levou as duas equipes a rastrearem as causas das panes. Um dos cabos havia sido inserido de forma artificial no sistema, fazendo o transporte andar em velocidade reduzida. O aparelho é responsável por coordenar a distância e a velocidade dos veículos.




O porta-voz do governador Agnelo Queiroz, Ugo Braga, afirmou que as avarias no sistema já foram consertadas pela equipe técnica do Metrô-DF, e um boletim de ocorrência foi registrado na 23ª Delegacia de Polícia de Ceilândia, para apurar os responsáveis pelo crime. Até o momento, presume-se que os autores da sabotagem sejam grupos radicais dentro do movimento de greve do SindMetrô-DF. “O governador já está ciente da situação e considerou a atitude gravíssima. Um grupo de radicais não pode, a pretexto da luta por salários, colocar em risco a vida de mais de 150 mil usuários do metrô”, afirmou Braga.




Segundo o delegado-chefe da 23ª DP (P Sul), Yuri Fernandes, a investigação está em curso para encontrar os responsáveis pelo crime o mais rápido possível. “Temos 99,9% de certeza que o sistema foi sobrecarregado de propósito, por três vezes, para que o metrô parasse e se assemelhasse a uma simples falha técnica”, explicou Fernandes.













http://www.jornaldebrasilia.com.br/s....php?id=389498

MAMUTE Feb 13, 2012 12:36 PM

:previous:Já virou caso de polícia:no:

pesquisadorbrazil Feb 13, 2012 5:27 PM

Quote:

Originally Posted by MAMUTE (Post 5588820)
:previous:Já virou caso de polícia:no:

Advinha quem é responsavel por isso, os pseudos partidos nanicos ultra radicais, PSOL e PSTU, e pior, o Toninho do PSOL que sonhava ser politico, viu destruído sua reputação, e pior.

Politico Corrupto é de lascar, agora Politico Honesto e Terroristas é pior ainda. O primeiro atenta contra o dinheiro do contribuinte o segundo atenta contra a vida do contribuinte é mole.:hell::whip::koko:

MAMUTE Feb 14, 2012 11:50 AM

Após confirmação de sabotagem, 80 funcionários do metrô podem ser presos


Polícia Civil diz não ter dúvidas de que houve ação humana na violação do sistema do metrô na última sexta-feira. Ao menos 80 funcionários da companhia são investigados e podem pegar até dois anos de cadeia pelo crime


http://imgsapp2.correiobraziliense.c...821398464a.jpg
Nesta segunda-feira, os trens funcionaram normalmente. Segundo a direção do órgão, a fiscalização, a partir de agora, será mais rígida

A Polícia Civil abriu inquérito ontem para apurar um caso de sabotagem no Metrô do DF. Pelo menos 80 pessoas estão na lista das que podem ter entrado na sala restrita onde a violação do sistema ocorreu. As primeiras investigações praticamente descartam uma pane no sistema. Indícios encontrados pelos agentes, como o tipo de cabo utilizado para interromper o funcionamento do tráfego e a programação feita para provocar as pausas dos trens, reforçam a hipótese de ação humana criminosa. As suspeitas começaram após denúncia de funcionários da Companhia do Metropolitano do DF, que encontraram o armário onde estaria a fiação danificada. Na última sexta-feira, as viagens dos trens tiveram atrasos de até uma hora e muitos passageiros ficaram trancados nos vagões.

O chefe da 23ª Delegacia de Polícia (Ceilândia), Yuri Fernandes, responsável pelo caso, afirmou que o cabo encontrado conectado de forma irregular era da própria rede de manutenção do metrô, o que reforça a hipótese de o dano ter sido causado por um empregado do órgão. “É muito difícil que alguém de fora tenha conseguido entrar lá. Mais improvável ainda é alguém entender do sistema e saber como provocar as paradas do trens em horários programados, como ocorreu”, disse o delegado. Segundo ele, o universo de suspeitos é grande, vai desde faxineiros até motoristas. “Verificamos que houve intervenção humana. Qualquer sistema pode dar problemas, mas não acreditamos que esse foi o caso. Essa ação poderia ter provocado uma tragédia”, complementou.

A interrupção do sistema por alguém credenciado levantou suspeitas dentro da empresa e do governo. O governador Agnelo Queiroz se disse indignado com a situação e exigiu que os responsáveis pela sabotagem sejam punidos com demissão do serviço público e prisão. “É uma situação gravíssima. Temos que separar o que é movimento justo, grevista, a que toda categoria tem direito, de sabotagem, que põe em risco a vida de milhares de pessoas e tem outro nome: terror”, enfatizou.











http://www.correiobraziliense.com.br...r-presos.shtml


All times are GMT. The time now is 6:57 AM.

Powered by vBulletin® Version 3.8.7
Copyright ©2000 - 2020, vBulletin Solutions, Inc.