SkyscraperPage Forum

SkyscraperPage Forum (https://skyscraperpage.com/forum//index.php)
-   Infraestrutura & Transporte (https://skyscraperpage.com/forum//forumdisplay.php?f=696)
-   -   Transporte por Trilhos Brasília | Movimentação no Setor (https://skyscraperpage.com/forum//showthread.php?t=194614)

MAMUTE Dec 26, 2012 4:44 PM

Quote:

Originally Posted by pesquisadorbrazil (Post 5950432)
Quero ver sair do papel, e pior, a operação, a UNB colocou a mão no projeto, então estragou o mesmo, pois, querem apenas aproveitar os trilhos simplesmente e construir estações. Os moradores do entorno não vão deixar seus carros, pois, no dia que um trem quebrar no meio do nada, numa via única, o povo vai lascar fogo no trem sem dó.

Agora se o projeto fosse TOTALMENTE duplicado, e com integração trem-ônibus-metrô, aí sim, o VLT, seria viabilizado.

Pior que não vai ir pra frente desse jeito, mesmo duplicado, o trajeto é muito irregular com muitas curvas e não abrange uma grande população, sendo só um trilho, vai acontecer um quebra-quebra desgraçado quando der pau em um trem, não quero nem ver o caos:runaway:

pesquisadorbrazil Dec 26, 2012 10:04 PM

Quote:

Originally Posted by MAMUTE (Post 5950463)
Pior que não vai ir pra frente desse jeito, mesmo duplicado, o trajeto é muito irregular com muitas curvas e não abrange uma grande população, sendo só um trilho, vai acontecer um quebra-quebra desgraçado quando der pau em um trem, não quero nem ver o caos:runaway:

Até aonde eu tive acesso ao projeto, a bendita UNB não levou em consideração, que todo tecido urbano da região, terá de migrar para as margens da ferrovia.

Então antes de pensar no meio de transporte, mas, no impacto que ele terá, pelo que estou vendo, vai ser apenas um meio de transporte para ligar as cidades dormitório ao Plano Piloto. Sem considerar que o meio de transporte poderia ser usado como vetor de desenvolvimento urbano, social e porque não econômico.

MAMUTE Dec 28, 2012 12:57 AM

Obras de trem que vai ligar Brasília a Luziânia devem começar em 2014


Veja a reportagem do DFTV

http://globotv.globo.com/rede-globo/...-2014/2316044/

MAMUTE Dec 28, 2012 3:37 PM

VLT entre Brasília e Luziânia tem custo estimado entre R$ 1 milhão e R$ 2 milhões por quilômetro


Para muitos moradores da Região Metropolitana do DF, a difícil rotina de enfrentar engarrafamentos para chegar à capital pode estar com os dias contados. Uma nova alternativa de transporte público, o Veículo Leve sobre Trilhos (VLT), promete uma ligação mais ágil entre Brasília e Luziânia (GO). A medida foi publicada no Diário Oficial da União de ontem e traz o edital de contratação de uma empresa que ficará responsável por concluir o Estudo de Viabilidade Técnica, Econômica e Ambiental (EVTEA) de implementação da ligação ferroviária entre as duas cidades.


O projeto, sob responsabilidade da Superintendência de Desenvolvimento do Centro-Oeste (Sudeco), tem um custo estimado entre R$ 1 milhão e R$ 2 milhões por quilômetro, totalizando R$ 80 milhões.


O objetivo do estudo é adaptar os 76 quilômetros de trilhos que já existem e que servem para transportar cargas, em um transporte confortável e rápido – alcançado uma velocidade de até cem quilômetros por hora. Conforme o projeto, a linha férrea entrará no DF próximo à BR-040, caminho de Luziânia. O VLT passará pelo Park Way, Núcleo Bandeirante, Guará e Setor de Indústrias, e terminará na Estação Rodoferroviária.



Para a implementação do projeto, será utilizado o Fundo de Desenvolvimento do Centro-Oeste (FDCO). De acordo com o diretor-superintendente da Sudeco, Marcelo Dourado, o transporte não polui, é 100% sustentável e poderá atender a 560 mil pessoas. “Estamos otimistas com o projeto. Os trilhos estão em bom estado e não deixarão de transportar as cargas”, explica.


As empresas têm até 5 de março para entregar as propostas à Sudeco. Segundo Dourado, o prazo máximo para entrega dos estudos é de dez meses. “Em outubro, queremos estar com estes estudos concluídos e apresentar parte de outorga e concessão, a obra de engenharia e adaptação no final de 2013”, diz.


Há um pedido para que a linha atenda também aos moradores de Santa Maria, a construção de quatro quilômetros de trilhos e estações. Uma das vias que também será beneficiada é a Estrada Parque Indústria e Abastecimento (Epia).















http://www.jornaldebrasilia.com.br/s...simo&id=440747

pesquisadorbrazil Dec 28, 2012 8:17 PM

Piada né, o trecho custar 80 milhões. Isso não dá nem para comprar uma composição de VLT. Pelo visto, o VLT vai ser de 2a mão doado por alguma empresa que não tem o que fazer com o VLT encostado.

Jota Dec 29, 2012 2:01 AM

Meu medo é que esse projeto acabe virando um "VLT de Campinas" em Brasília, uma obra feita as pressas, utilizando o que já tinha, em lugares com pouca densidade e que resultou numa obra inútil e que depois de pronta foi abandonada.

Ou se gasta mais dinheiro e faz-se a coisa direito ou é melhor deixar quieto e economizar o dinheiro.

pesquisadorbrazil Dec 29, 2012 8:21 PM

Quote:

Originally Posted by Jota Ferro (Post 5952819)
Meu medo é que esse projeto acabe virando um "VLT de Campinas" em Brasília, uma obra feita as pressas, utilizando o que já tinha, em lugares com pouca densidade e que resultou numa obra inútil e que depois de pronta foi abandonada.

Ou se gasta mais dinheiro e faz-se a coisa direito ou é melhor deixar quieto e economizar o dinheiro.

O risco disso ocorrer é de 99,99999999%. Pois como eu expliquei aqui no forum, bem como em comentários no Jornal de Brasília. Fazer um meio de transporte de "massa" numa só via (ou de mão única), não vai dar certo, pois sabemos, que existem problemas técnicos, e no dia que um trem quebrar, não vai ser, 40 ou 50 passageiros queimando e depredando mas 10x a mais.

E outro ponto que critiquei, que fizeram o projeto sem levar em conta, que o mesmo poderia levar desenvolvimento urbano, social e porque não econômico e criar um novo vetor de crescimento.

Pois todas as áreas que eu analise (via google earth), são de baixa densidade ou quase nenhuma. Nas margens, poderiam viabilizar novos pólos residenciais, comerciais e até industriais.

Agora fazer do jeito que estão querendo, o projeto já irá nascer fracassado.:hell:

MAMUTE Dec 29, 2012 8:51 PM

Creio eu, que a única maneira de ser bem aproveitada a ideia do trem, seria seguir esse trajeto, do contrario, não vai prestar mesmo:hell:

BR 040 EPIA pelo canteiro central
http://i856.photobucket.com/albums/a...pscc65fa2a.png

pesquisadorbrazil Dec 30, 2012 9:14 PM

Concordo contigo, mas vou além, se for esse trajeto mais em pista dupla e aproveitando suas margens para empreendimentos produtivos, aí sim, vai dar certo, e mais, tem que dar o mesmo tratamento ao VLT do entorno, ao metrô DF. então, todo o percurso tem que ser SEGREGADO da região, isso é, CERCADO.

Pois senão irá virar uma zona. Pois, o trem tem que ser a prioridade e não os outros meios de transporte. Pois, caso contrário, iremos ver colisão de carros com o trem todos os dias, pois, os motoristas não irão respeitar a preferência e a sinalização do trem.

Então em locais que os trilhos passarem perto de rodovias e estradas, tem que se fazer viadutos ou tuneis, caso contrário, vai dar problema.

pesquisadorbrazil Jan 8, 2013 1:45 AM

Para Economist, metrô brasileiro é "inadequado"

Revista britânica culpa "burocracia lenta e corrupta" por atrasos em obras de metrô nos países em desenvolvimento

São Paulo - Londres foi a primeira cidade do mundo a ter uma linha de metrô. Em 1863 a população londrina já podia fazer (curtos) trajetos pela cidade. Londres é também sede da revista The Economist que, nesta semana, publicou matéria sobre os sistemas metroviários globais, o brasileiro entre eles.

Segundo a publicação, o metrô de São Paulo e do Rio de Janeiro - as principais cidades do país - é "inadequado". Capitais importantes, mas menores, como Salvador e Cuiabá estão recebendo sistemas metroviários apenas agora.

O metrô paulista, por exemplo, está em operação desde 1974 e conta com uma malha de pouco menos de 75 km de extensão. Com as obras que devem ficar prontas a partir de 2014, serão mais de 100 km.

Como base de comparação, a inauguração do metrô de Shangai foi em 1995 e o metrô por lá cobre 423 km de vias. Na cidade do México, que começou a construir suas linhas junto com São Paulo, também na década de 1970, já existe mais de 200 km de malhas.

A revista britânica coloca a "burocracia lenta e corrupta" das cidades de países em desenvolvimento como o principal obstáculo para a construção e expansão de redes metroviárias.

Fonte: http://exame.abril.com.br/brasil/not...o-e-inadequado

pesquisadorbrazil Jan 8, 2013 1:52 AM

Concordo com a The Economist, pior, nem São Paulo, com todo seu poderio econômico, industrial e populacional tem uma rede metroviária menor de 70 km. E nem figura nas 25 maiores redes metroviárias do mundo, somente Beijing tem 442 km. Acho que nem a rede de metrôs no Brasil inteiro tem essa extensão.

MAMUTE Jan 17, 2013 8:50 PM

ANTT seleciona consórcios para projeto do trem entre Brasília e Goiânia



Empresas têm até março para apresentar estudos de viabilidade para o transporte que irá ligar as capitais do Distrito Federal e de Goiás



Brasília - A Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT) selecionou seis consórcios que irão apresentar propostas para a realização de estudo de viabilidade técnica, econômica e ambiental que permitirá a licitação para a construção de trem de média velocidade para carga e passageiros entre Brasília e Goiânia.

Os consórcios selecionados são liderados por empresas brasileira, espanhola, francesa e portuguesa e deverão apresentar suas propostas técnicas e financeiras para a realização do estudo até março. Apenas uma das propostas será selecionada pela agência. Segundo a ANTT, a licitação deverá ocorrer daqui a pouco mais de um ano.

A iniciativa faz parte do convênio assinado pela ANTT e o Banco Mundial, no valor de R$ 5,5 milhões, que financiará os estudos para a implantação do trem de média velocidade de passageiros e cargas no corredor Brasília-Anápolis-Goiânia.








http://www.correiobraziliense.com.br...-goiania.shtml

MAMUTE Jan 17, 2013 10:23 PM

Agora sai:D
http://i1177.photobucket.com/albums/...514897228i.jpg

pesquisadorbrazil Jan 18, 2013 12:54 AM

agora o trajeto deveria ligar os aeroportos de Brasília e Goiânia. E não apenas bairros de ambas as cidades.

HLbsb Jan 18, 2013 8:14 PM

:previous:

Exatamente! Se a estação ferroviária em Brasília for no BSB (me parece viável levar o trêm até lá sem desapropriações) será uma obra de infra-estrutura em outro nível logístico

MAMUTE Jan 30, 2013 11:37 PM

Quote:

Originally Posted by Observerbsb (Post 5994120)
Vejam neste link:

http://www.casacivil.df.gov.br/image...acivildodf.pdf

Muitas informações interessantes.

Segundo esse relatório da casa civil que o Observerbsb postou, o VLT está nos planos do GDF e para junho desse ano o início das obras, veremos.

4. veículo leve sobre trilhos (vlt)
Linha 1 do Aeroporto Juscelino Kubitschek ao Terminal
da Asa Norte, fazendo a interligação com o transporte
rodoviário e metroviário do DF. A primeira etapa das
obras será entre o aeroporto e o Terminal da Asa Sul, com
cerca de 6,5km.
Início: até junho/2013
Término: junho/2015


Será?

pesquisadorbrazil Jan 31, 2013 12:14 AM

Quote:

Originally Posted by MAMUTE (Post 5994214)
Segundo esse relatório da casa civil que o Observerbsb postou, o VLT está nos planos do GDF e para junho desse ano o início das obras, veremos.

4. veículo leve sobre trilhos (vlt)
Linha 1 do Aeroporto Juscelino Kubitschek ao Terminal
da Asa Norte, fazendo a interligação com o transporte
rodoviário e metroviário do DF. A primeira etapa das
obras será entre o aeroporto e o Terminal da Asa Sul, com
cerca de 6,5km.
Início: até junho/2013
Término: junho/2015


Será?

Se não me engano, quem assumiu agora o VLT é o governo FEDERAL, então saiu da alçada do GDF. Pode rolar até uma parceria, mas tudo vai ser feito pelo GF.

Jota Jan 31, 2013 1:58 PM

Quote:

Originally Posted by pesquisadorbrazil (Post 5994261)
Se não me engano, quem assumiu agora o VLT é o governo FEDERAL, então saiu da alçada do GDF. Pode rolar até uma parceria, mas tudo vai ser feito pelo GF.

O gerenciamento da obra, licitações, projetos etc... são de responsabilidade do GDF, o GF vai entrar com a verba do PAC, provavelmente o GDF terá que entrar com uns 10% dos custos da obra, mas esta ainda será responsabilidade do Buriti.

pesquisadorbrazil Jan 31, 2013 6:06 PM

Quote:

Originally Posted by Jota Ferro (Post 5994848)
O gerenciamento da obra, licitações, projetos etc... são de responsabilidade do GDF, o GF vai entrar com a verba do PAC, provavelmente o GDF terá que entrar com uns 10% dos custos da obra, mas esta ainda será responsabilidade do Buriti.

Sei não, vai ocorrer que nem a duplicação da antiga EPIA que virou BR 450. O GDF teve participação dos mesmos 10%, mas tudo fora feito pelo Governo Federal.:tup:

Contando que o VLT saia do papel, está valendo. Agora porque será que não licita o VLT já privatizado, e pronto, acaba com TCDF, TCU no pé enchendo o saco.:hell:

MAMUTE Feb 1, 2013 1:35 AM

Edital de novo estacionamento na Esplanada sai em 3 meses, diz GDF



Projeto prevê 10 mil vagas subterrâneas perto do Congresso Nacional Segundo Agnelo, estacionamento será pago e terá bancos e restaurantes.


O governador do Distrito Federal, Agnelo Queiroz, e o presidente da Câmara dos Deputados, Marco Maia, anunciaram nesta quinta-feira (31) a conclusão do projeto de construção de um estacionamento subterrâneo na Esplanada dos Ministérios, em Brasília.

O projeto será executado na forma de Parceria Público Privada (PPP) - a empresa vencedora da licitação arcará com os custos da obra e depois poderá explorar o serviço.

De acordo com Agnelo, o estacionamento será pago e terá 10 mil vagas, além de praça de alimentação e agências bancárias. O objetivo é lançar o edital de licitação em até três meses.

“São quatro pavimentos, 10 mil vagas e isso vai atender principalmente a Câmara e o Senado. Além disso, terá área de alimentação, um espaço para alguns serviços que hoje funcionam na Câmara e no Senado, como bancos e restaurantes”, afirmou.

De acordo com ele, depois de concluída a licitação, a obra deverá levar entre dois e três anos. “A cidade não pode ser um estacionamento e hoje a demanda gigantesca dos carros ocupa todas essas vias e os próprios canteiros. Depois que a empresa ganhar a licitação terá que imediatamente fazer a obra”, disse.

O governador do Distrito Federal afirmou ainda que pretende construir um veículo leve sobre trilhos que passe por toda a Esplanada dos Ministérios. Ele não especificou prazos para a conclusão da obra.

“Quem quiser o seu carro individual pode usar, mas pague o estacionamento. E quem não quiser pagar estacionamento terá transporte público de qualidade, como o veículo leve sobre trilhos que vai passar à margem do gramado.”










http://g1.globo.com/distrito-federal...s-diz-gdf.html


All times are GMT. The time now is 5:43 AM.

Powered by vBulletin® Version 3.8.7
Copyright ©2000 - 2020, vBulletin Solutions, Inc.